$type=grid$count=3$m=0$sn=0$rm=0$show=home$hide=post

200 anos da Independência do Brasil

O calendário da nossa Independência não cabe na cena do Grito. Os historiadores já definiram que o nascimento desta nova nação foi um processo de anos, com mudanças que sacudiram Portugal, conquistas no campo de batalha e revoltas que aconteceram pelo país.

Há 200 anos, o centro do Rio de Janeiro era a sede do governo de Dom Pedro desde o retorno do pai dele, o rei João VI, para Portugal.

Em ambientes reservados, como o claustro do Convento de Santo Antônio, um grupo conhecido como clube da resistência planejava como reunir apoio para a então chamada causa brasileira.

Os passos da Independência também foram decididos nos templos da maçonaria, frequentados pelo príncipe e pelo ministro mais poderoso, José Bonifácio.

“Na época não existiam partidos políticos. Então, era nas lojas maçônicas onde a elite brasileira se reunia. Tinha um projeto. O lema Independência ou Morte foi cunhado dentro de uma loja maçônica”, explica o historiador e escritor Laurentino Gomes.

Em agosto de 1822, Dom Pedro viaja para São Paulo e deixa a esposa, Leopoldina, na regência do país. Ela comanda a reunião do Conselho de Estado no dia 2 de setembro, que decide pelo rompimento definitivo com Portugal.

A notícia chega a Dom Pedro em cartas que o alcançam no dia 7 de setembro, perto do Rio Ipiranga, e provocam a famosa declaração para a tropa: “Independência ou Morte”.

Enquanto isso, no Campo de Santana, a praça mais movimentada da Corte do Rio, uma grande festa estava sendo planejada há semanas.

Uma multidão se reuniu na praça para o evento oficial e público que marcou a nova etapa da nossa história: a aclamação do primeiro imperador do Brasil. A data escolhida foi o aniversário de 24 anos de Dom Pedro: 12 de outubro de 1822. Uma gravura se espalhou pelo país como imagem oficial da Independência.

“Se você olhar toda a documentação, você vai ver que até o 12 de outubro, ele continuava assinando como príncipe regente do Reino do Brasil. Do 12 de outubro em diante ele passa a ser imperador, os ministros passam a ser ministros do Império do Brasil e por aí vai”, diz o historiador e escritor Paulo Rezzutti.

“Durante algum tempo, o 7 de setembro ficou na sombra. Depois se inverteu, saiu o 12 de outubro e entrou o 7 de setembro”, afirma Laurentino.

Entre 1822 e 1831, a popularidade de Dom Pedro desabou. Ele perdeu o apoio dos políticos e voltou para Portugal, onde garantiu o trono para a filha, Maria da Glória. A data mais importante do país não podia mais cair no aniversário dele.

A imagem da Independência passou a ser a tela gigante de Pedro Américo, criada em 1888, 66 anos após o grito de Independência ou Morte. A cena épica tem várias interpretações do artista.

“O terreno não era assim elevado, mas Pedro Américo gostaria de elevar a cena. Nada melhor do que colocar o príncipe no alto de uma colina. O príncipe também não estava montado em um cavalo. Pedro Américo sabia disso, porque viagens de longa distância eram todas vencidas em lombo de burro. À esquerda, está o povo. O povo é negro, o povo está descalço. O povo anda na contramão. A gente pode ver que a Independência está vindo por aqui e ele está indo para lá. A história que nós guardamos é essa história de uma proeminência masculina, branca, europeia da nossa Independência. Como se o povo estivesse assistindo a tudo apaziguado, calado, quando as pesquisas recentes vêm mostrando que não, que esse protagonismo, no mínimo, tem que ser dividido”, diz a historiadora e escritora Lilia Schwarcz.


A História


Brasil: um caldeirão prestes a explodir

Algo que é importante deixar claro: ideologicamente falando, o Brasil era um caldeirão prestes a explodir. A população era bastante diversa, divida entre brancos nascidos em Portugal, brancos nascidos aqui, indígenas de uma infinidade de etnias e uma quantidade ainda maior de negros e mestiços. Quase metade desse total de pessoas em situação de escravidão.


A caminho da independência

Em agosto de 1822, Dom Pedro precisou ir até São Paulo para resolver problemas: a província já era fiel a ele desde o ano anterior, mas alguns desentendimentos políticos exigiram a presença dele.

O príncipe regente seguiu em uma comitiva tímida pelo Vale do Paraíba, onde hoje fica o trajeto da rodovia Presidente Dutra, até chegar ao Palácio do Governo de São Paulo, exatamente onde hoje fica o complexo histórico, cultural e religioso Pateo do Collegio, no Museu Anchieta, no centro histórico da cidade.

Enquanto isso, na capital, Rio de Janeiro, ficou como regente no lugar de Dom Pedro a sua esposa, Dona Leopoldina, para resolver quaisquer problemas mais urgentes que aparecessem por lá.

Juramento de obediência a Dom Pedro. (Fonte: Wikimedia Commons / Reprodução)

Dom Pedro solucionou a questão em São Paulo e aproveitou para descer até a cidade de Santos, no litoral paulista, para fazer uma vistoria nos fortes do litoral e visitar a família de José Bonifácio.

No Rio de Janeiro, Dona Leopoldina e o Conselho de Estado ficaram sabendo das últimas notícias de Portugal: mais tropas estavam sendo enviadas para o Brasil com intuito de fazer pressão para a volta do príncipe regente para a Europa.

Sessão do Conselho de Estado. (Fonte: Wikimedia Commons / Georgina de Albuquerque - 1922 / Reprodução)

Dom Pedro era insultado pelas Cortes e pela imprensa portuguesa, então, para tentar decidir como agir diante de tudo isso, foi convocada uma sessão extraordinária do Conselho em 2 de setembro de 1822. E foi nela que a princesa Dona Maria Leopoldina da Áustria, e não Dom Pedro, assinou a tão desejada Declaração de Independência do Brasil.


Às margens do Ipiranga

Imediatamente, Dona Leopoldina mandou mensageiros levarem para Dom Pedro, lá em São Paulo, uma carta avisando do ocorrido. Enquanto isso, o príncipe regente estava partindo de Santos para a subida terrível da Serra do Mar.

Dom Pedro partiu da cidade litorânea pelo canal da Ilha de São Vicente, chegando a um lugar onde hoje é Cubatão, que na época era um povoado pequeno que servia de entreposto para quem seguia para o planalto ou descia dele. A partir dali, era montar em burros ou cavalos próprios para subida da serra e o aguentar o inferno que era chegar no topo da "Muralha".

Ninguém sabe dizer o que foi que aconteceu — se foi algo que Dom Pedro comeu antes de sair de Santos ou na parada feita em Cubatão. O que se sabe é que, de fato, o príncipe regente apresentou sérios problemas intestinais durante toda a subida da serra, sendo um martírio o caminho todo, atravessando parte de onde hoje é a região do ABC até o atual bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Monumento às margens do Rio Ipiranga (Fonte: R7)

Era pouco depois das 16h quando Dom Pedro parou novamente para se aliviar em uma pequena colina a pouco mais de 400 metros do riacho do Ipiranga. A comitiva que o acompanhava nada tinha de majestosa, era uma guarda improvisada em sua visita a São Paulo e mais um punhado de acompanhantes, que em nada demonstravam a pompa toda dos quadros pintados que representam a ocasião.

Todos estavam um pouco mais à frente dessa colina, esperando Dom Pedro fazer as necessidades para seguirem de volta ao Palácio do Governo de São Paulo, supostamente ao lado de uma pequena venda que abastecia os viajantes que passavam por lá, onde hoje fica a Casa do Grito, dentro do Parque da Independência.

Nisso, chegaram do Rio de Janeiro os mensageiros enviados por Dona Leopoldina com as cartas que avisavam o que estava acontecendo, falando das tropas de Portugal, dos insultos e de como todo o processo de independência não tinha mais volta. Uma frase escrita na carta de autoria da princesa ficou bastante famosa:

“Senhor, o pomo está maduro, colhe-o já”.


Grito de independência

Ali mesmo, ainda sobre a colina onde havia parado, o príncipe-regente juntou alguns de seus companheiros, debateram um pouco sobre o que as cartas diziam e, ainda irritado com a situação toda que havia sido relatada, Dom Pedro teria dito:

“Nada mais quero com o governo português e proclamo o Brasil, para sempre, separado de Portugal”.

Assim mesmo, sem o famoso Grito do Ipiranga, sem "Independência ou morte!". Quem relatou esse acontecimento foi uma das testemunhas que acompanhavam Dom Pedro, o padre Belchior Pinheiro de Oliveira.

Já segundo outra testemunha, o alferes Francisco de Castro Canto e Mello, irmão de Domitila de Castro, futura Marquesa de Santos e eventual amante de Dom Pedro, o príncipe-regente teria lido carta e ali mesmo, sobre a colina, teria gritado o clássico:

“É tempo! Independência ou Morte! Estamos separados de Portugal!”.

Vale mencionar, porém, que esse relato foi feito muito tempo depois do acontecido, quando o fato já tinha-se tornado algo memorável na história do Brasil.

Quadro de François-René Moreau retrata Dom Pedro proferindo o grito da Independência (Fonte: Poder 360)

Uma terceira pessoa que estava na comitiva de Dom Pedro era o coronel Manuel Marcondes de Oliveira Melo. Ele estava com a guarda real improvisada perto da Casa do Grito e não viu o que aconteceu na colina, mas, segundo ele, algum tempo depois de os mensageiros terem passado levando as cartas para o príncipe regente, Dom Pedro teria vindo a galopes se encontrar com a guarda. Ele contou o que havia lido nas cartas e teria dito que os laços com Portugal estavam quebrados.

Arrancou o distintivo português que tinha no chapéu, e a guarda também removeu o símbolo que tinha nos braços. Então Dom Pedro teria gritado:

“Viva o Brasil livre e independente! Será nossa divisa de ora em diante: independência ou morte!”.

Seja lá como exatamente foi esse momento, o importante é que, com o tempo e as curvas da história, ele ganhou uma importância cultural enorme e virou o ponto de referência máximo do processo de independência, como uma espécie de "certidão de nascimento" do nosso país livre.

Ainda houve vários acontecimentos depois do “Independência ou Morte” para fazer o Brasil de fato ser independente. Um grande engano que muita gente comete é falar que a Independência do Brasil foi um processo pacífico e passivo, que o povo apenas assistiu a tudo acontecer sem interferências, sem lutas e sem guerra.

Oposto a isso, na verdade houve, sim, muita guerra para o nosso país se libertar de Portugal, especialmente na Região Nordeste brasileira.

De qualquer forma, culturalmente, consideramos que o Brasil se tornou independente de Portugal de maneira oficial em 7 de setembro de 1822, há exatamente 200 anos.


Por G1 e Megacurioso

COMENTÁRIOS

SITE
Nome

À Luz da Bíblia,1,A Voz do Leitor,5,AAMCGR,30,Academia Cordisburguense de Letras,19,Ação Entre Amigos,1,ACESA,1,Acidente,51,ACINCOR,1,ADNAC,4,Adriano Bossi,564,Aeroporto,3,Agreste,1,Agricultura,19,AgroCordis,4,Agronegócio.,5,Agropecuária,11,Airsoft,1,América-MG,3,Amigos e Viola,2,André Zumzum,2,Andrequicé,1,Animais,1,Aniversário de Cordisburgo,21,Antonio Maria Clarete,18,Antônio Pereira de Souza,3,APAE,19,Apicultura,2,Aposentados,2,Araçaí,98,arma,20,Arquitetura,2,Artes,13,Artesãos,2,Assistência Social,25,Astronomia,7,Atlético-MG,11,Atletismo,3,Audiência Pública,3,Automobilismo,9,Aviação,2,Axé Cordis,1,Bagagem,5,Baldim,1,Bálsamo,1,Banda Asus,4,Banda de Música Vitalina Corrêa,31,Barack Obama,1,Baralho,1,Barra das Canoas,3,Barra do Luiz Pereira,6,bebidas,1,Belo Horizonte,33,Boletim MNEPL,3,Bombeiros,13,Bonde dos Balas,3,Brasil,389,Brasília,4,Brasinha,23,c,1,Cachoeira da Prata,1,Caetanópolis,44,Calamidade Pública,1,Câmara Municipal,126,Caminhada Ecoliterária,4,Caminhos de Rosa,23,Caminhos do Sertão,12,Campanhas,2,Campeonato do Povão,6,Campeonato Regional de Futebol,3,Capim Branco,5,Capoeira,3,Carnacordis,25,carnaval,34,Carvalho de Almeida,1,Casa de Leitura João da Cunha,2,Casa Elefante,2,CAT,1,catolico,31,Cavalgada,3,ceará,1,Celebrações,2,Chamada Pública,2,Chikungunya,1,Cia de Teatro Cafarnaum,1,Ciclismo,14,Cidade,24,Ciência,4,Circo,4,Circuito das Grutas,13,Circuito dos Cristais,6,Clara Nunes,1,Clube Vista Alegre,6,CODEMA,2,Coluna Anacrônicas,20,Coluna GaloCordis,1,Coluna Lucas Gustavo,5,Colunas,26,Comemorações,3,Comércio,11,Comitiva Arraial do Conto,1,Comitivas,1,Comunicação,2,Conceição do Mato Dentro,1,conclave,1,Concursos Públicos,19,Conselho Municipal de Turismo - COMTUR,1,Conselho Tutelar,17,Contagem,1,Cooperativa,2,Copa AMAV,6,Copa do Mundo,9,Copa Eldorado,6,Copa Juventude Para Cristo,22,Copa Musirama,1,Copasa,5,Cordis FM,1,Cordis Folclore e Cultura,2,Cordis Notícias,16,Cordis Radical,4,Cordis Uphill,1,Cordisburgo,2110,Cordisburgo Literária,1,Cordisburgo Sport Clube,11,Cordisburguenses,95,CordisFest,1,Corinto,4,Correios,4,Corrida Educa Cordis,5,Corrupção,1,CPL Notícias,1,CRAS,4,Creche,4,Crianças,21,Cruzeiro,2,Culinária,14,Cultura,349,Curiosidades,51,Cursos,16,Curvelo,103,Democrata de Sete Lagoas,3,Dengue,9,Denúncias,2,Descubra Minas,2,Destaque,1774,Diadema,1,Dilma,13,Drogas,50,ECO 135,11,Economia,17,Edilaine Souza,2,Editais,2,Editorial,3,Educação,222,EJC,2,Eleições,103,EMATER,17,EMBRAPA,1,Emprego,42,ENEM,16,Enquetes,3,Entrevistas,2,Éntrevistas,1,Enviadas,12,Equipe Alto Rendimento,1,Erik Alves,1,ERV Cordisburgo,1,Escola Cláudio Pinheiro de Lima,31,Escola Estadual Mestre Candinho,28,Escola Estadual Professor Anísio Teixeira,9,Escola Maria de Souza,1,Escola Municipal Octacílio Negrão de Lima,18,Escolinha Educa Cordis,2,Esmeraldas,1,Especiais,1,Esporte,267,Estados Unidos,1,EUA,2,Exército,2,FAB,1,faculdade,2,Família,1,Fazendinhas Pai José,1,Febre Amarela,1,Feira Sertaneja,7,Felixlândia,1,Ferrovia,18,Festas,214,Festival de Balé,1,Festival de Comida de Roça,2,Festival do Frango Caipira,13,Figuras de Cordis,4,Filmes,18,Fitness,2,Folia de Reis,11,Fortuna de Minas,4,Francielly Gaudêncio,1,Funilândia,6,Futebol,126,Futsal,45,Galeria de Fotos,6,GaloCordis,4,Governo,45,Grupo de Seresta,2,Grupo Estrelas do Sertão,23,Gruta,70,Gruta da Morena,2,Guarda Municipal,1,Guerra,1,Guimarães Rosa,106,Handebol,1,História,12,Histórias Cordisburguenses,5,Humor,2,IDEB,1,Idosos,3,IEF,7,Igreja,16,Impeachment,3,Imprensa,1,inaugurado,1,Incêndio,1,Indústria,4,Inhaúma,5,Inimutaba,3,inteligência,1,Internet,11,JEMG,3,Jequitibá,9,João Concliz,2,Jornal,2,Jornal Escolar,4,Junho,1,Justiça,8,Juventude FC,1,Koban,2,Lagoa Bonita,97,Lagoa Santa,1,Lar dos Idosos,11,LBV,5,Leilão,1,Literatura,81,Loterias,2,Loucos por Memória,1,Lucas Gustavo,502,Magnata Produções,1,Manifestações,1,Manoel do Norte,2,Maquiné,6,Maquinézinho,1,Marco Antonio Pereira,10,Mascarenhas,1,Master 50 Cordisburgo,19,Masterchef,2,Mato Grosso do Sul,1,Matozinhos,3,MEC,1,Medalha Anísio Teixeira,3,Medalha Guimarães Rosa,7,Medalha Mestre Candinho,4,Medalha Sinhá Araújo,9,Medalha Vovô Felício,6,MEGA,1,Megaupload,1,Meio ambiente,57,memória,1,Mexa-Se,11,Miguilins,14,Minas Gerais,345,Mineirão,2,Miss Grande Sertão,2,MNEPL,9,Moda,21,Montes Claros,3,Monumento Peter Lund,5,Morro da Garça,19,Moto Velocidade,1,Motociclismo,5,Mountain bike,17,Mugstones,4,Mulher e Trabalhador Destaque,3,Mulheres,7,Mundo,9,Museu,56,Música,56,nanotecnologia,1,Natal Fantástico,3,Natureza,3,Nota Oficial,6,Notícias,3230,Novembro Azul,2,OBMEP,2,Obras,43,Olimpíadas,6,Onça,2,Outubro Rosa,2,Paleontologia,4,Palmito,22,papa,1,Papagaios,1,Paraopeba,120,Patrimônio,2,Patrocinado,4,Peão,2,Pecuária,5,Pedreiro Fight Clube,1,Pedro Leopoldo,10,Periquito,10,Permacultura,1,Pesca,1,Pesquisas,1,pessoal,1,Plano Diretor,3,Poesias,4,Polícia,575,Polícia Civil,126,Política,210,Pompéu,3,População,1723,Post Patrocinado,2,Praça de Esportes,1,Prefeitura Municipal,190,Presidente Juscelino,2,Processo Seletivo,9,Produzart,1,PROERD,1,professores,7,Programação,3,Projeto Árvore é Vida,3,Promoção,4,Prudente de Morais,6,Quintino Vargas,1,Rádio,6,Rainha da Primavera,1,Rainha do Café,1,Raul,3,Real Cordis,3,Reclamações,2,rede publica,1,Reflexões,1,Região,611,Regina Pereira,20,relaçoes,1,Religião,117,ressaca,1,Reunião Câmara Municipal,117,Riacho Comprido,1,Ribeirão das Neves,2,Rio 2016,2,Rio das Velhas,1,Rio de Janeiro,4,Roda de Violeiros,2,Rodeio,9,Rodovia,35,Salário,5,Samu,1,Santana de Pirapama,22,São José das Lages,2,São Paulo,10,São Tomé,5,Saúde,304,Sebastião Alvino Colomarte,4,Secretariado,1,Seleção Brasileira de Futebol,9,Semana Roseana,81,Semana Santa,4,Senado,2,Sequestro,1,Ser Arte,1,Serro,1,Sertão,10,Sete Lagoas,215,SISU,4,Solidariedade,40,STF,1,Teatro,25,Tecnologia,9,Telefonia,5,Testemunhas de Jeová,1,Timóteo,1,Torcida Organizada,1,Torneio de Tiro ao Alvo,2,Trabalho,10,Tragédia,13,Trail Cordis,2,Trail Run,1,Trânsito,4,Transporte,3,Trekking,1,Três Marias,5,Troféu Dedê,4,Turismo,45,TV,24,uaitec,1,União Futebol Clube,7,UNIFEMM,2,Utilidades,406,Vagas de Emprego,6,Vereadores,148,Vestibular,2,Veteranos,1,Vídeos,14,Você Sabia?,1,Vôlei,1,Zika,4,Zona Rural,60,Zoológico de Pedras,3,
ltr
item
Cordis Notícias: 200 anos da Independência do Brasil
200 anos da Independência do Brasil
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgO-M63r9842UMAAAr_rE1eulNBWy0QUbonU5-AC-5cZMS3sQ3YtuJiE9FsG5bnjisKRUzGyc__1Lx4CFAk-tI2VX2H8Qoz_VYo1O6zG55Q-4uTzxHSPeuSFhfJeRq7r4FPjNADeD8E1dShSiUmKCuR9J7fjT6s0DQSp93JFig8adZ6W8yaxs5PXj4Rgw/w640-h336/20180712_00_independencia-brasil.webp
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgO-M63r9842UMAAAr_rE1eulNBWy0QUbonU5-AC-5cZMS3sQ3YtuJiE9FsG5bnjisKRUzGyc__1Lx4CFAk-tI2VX2H8Qoz_VYo1O6zG55Q-4uTzxHSPeuSFhfJeRq7r4FPjNADeD8E1dShSiUmKCuR9J7fjT6s0DQSp93JFig8adZ6W8yaxs5PXj4Rgw/s72-w640-c-h336/20180712_00_independencia-brasil.webp
Cordis Notícias
https://www.cordisnoticias.com.br/2022/09/200-anos-da-independencia-do-brasil.html
https://www.cordisnoticias.com.br/
https://www.cordisnoticias.com.br/
https://www.cordisnoticias.com.br/2022/09/200-anos-da-independencia-do-brasil.html
true
352566166544178726
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhum post encontrado VER TUDO Ler Tudo Responder Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTS Ver Tudo NOTÍCIAS RELACIONADAS CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS OS POSTS Não foi encontrado nenhum post que corresponda ao seu pedido Voltar ao Início Domingo Segunda-feira Terrça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minute atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link em sua rede social Copiar Todo o Código Selecionar Todo o Código All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content