O GEPMOR - Grupo Especializado de Prevenção e Mobilidade Rápida, estava patrulhando na Praça do CAT, no Centro de Sete Lagoas e foi acionado por uma transeunte e passou a situação de que havia uma jovem de nome V.C.C, 34 anos, perambulando no centro da cidade, estando grávida e com uma criança nos braços, alegando que iria tomar chumbinho devido uma vizinha ter mandado fazer isto a fim de melhorar a vida.

Ao GPMOR foi passado as características pessoais, neste ínterim o grupamento fez patrulha no centro localizando a mulher e a criança. A mulher estava bastante agressiva e com fala desconexas. O sargento Leonardo Leandro a interpelou sobre os fatos e diante da narrativa de que iria dar fim a vida e de sua filha tomando chumbinho, o graduado manteve um intenso diálogo até convence-la a entregar o veneno.

Diante disso, com ela e a criança ficou fora de risco, a mulher foi conduzida para um atendimento médico específico.

As viaturas de apoio da base de segurança comunitária conseguiu localizar o comércio de onde foi comprado o veneno e o autor foi preso e apresentado ao DP.

Com informações de Tecle Mídia




A Secretaria de Turismo Ecologia e Meio Ambiente em parceria com a Secretaria de Obras, Infraestrutura e estradas, IEF, Copasa, Emater, desenvolveram nesta quinta feira, 19, um plantio de mudas (Ipês Mirins) na Rua João Negrão Licas de Lima, Rua Diretora Noemi Pereira da Costa e Geraldino Rocha. 

O intuito de efetuar o plantio foi para contribuir com a arborização desses logradouros e  principalmente arborizar esses espaços vazios que antes eram usados para depósito de entulhos.

Ainda nessa semana, foram realizadas palestras no Centro de Atendimento ao Turismo com o Sr. Guilherme Nogara, do Instituto de Permacultura Simbiótica, abordando o tema PERMACULTURA. A Palestra foi aberta a população e aos alunos da Escola Estadual Mestre Candinho.




A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário de Minas Gerais, através da EMATER-MG, Escritório Local de Cordisburgo, e demais parceiros está realizando CADASTRAMENTO para o PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA  em Cordisburgo nesta semana – 16/04/2018 a 20/04/2018.
                        A REGULARIAÇÃO FUNDIÁRIA é a forma legal que o Governo vai promover a regularização de terras devolutas do Estado, de quem nunca teve documento, por meio da emissão de título de propriedades rurais a quem vive e trabalha na terra.
                        Tem direito à regularização gratuita quem mora em um terreno de até 5 ha, há mais de 5 anos, que tem na terra devoluta sua principal fonte de renda e que não seja proprietário de nenhum outro imóvel. De 100 a 250 hectares, é necessária ação discriminatória e autorização da Assembleia Legislativa. A Lei permite legitimar apenas um imóvel.
                        A EMATER-MG ficou responsável pelo cadastramento dos interessados, no Escritório Local da EMATER-MG em Cordisburgo. Após o cadastramento e análise dos documentos, se aprovado,  o processo passará pela etapa de medição (Georreferenciamento) e pela análise jurídica e não havendo nenhuma inconformidade será emitido o TÍTULO DE POSSE, que deverá ser registrado pelo proprietário em cartório para ter validade.
                        O Cadastramento está sendo realizado pela equipe do Escritório Local da EMATER-MG e será encerrado dia 20/04/2018, às 14 horas.




Dez meses após receber a denúncia, o Supremo Tribunal Federal (STF) transformou o senador Aécio Neves em réu por corrupção passiva e obstrução da Justiça. A decisão da 1ª Turma ocorreu na tarde desta terça-feira (17). Com isso, uma ação penal será aberta para investigar os indícios de crime apontados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) na denúncia apresentada em 17 de junho do ano passado.

O primeiro voto foi do relator do caso na Corte, Marco Aurélio Mello, que afirmou haver indícios de obstrução da Justiça a partir de interceptações telefônicas em que o tucano tenta influenciar na escolha de delegados da Polícia Federal para atuação na Operação Lava-Jato.

— Estaria tentando influenciar (...) buscando assegurar a impunidade de autoridades políticas investigadas. Surgem sinais de prática criminosa.

O segundo a votar foi o ministro Luís Roberto Barroso. Em uma manifestação firme, disse que há indícios fortes de corrupção passiva dos denunciados, citando a forma de transporte dos R$ 2 milhões, feito de carro entre São Paulo e Minas Gerais. Para o magistrado, houve o uso do cargo de senador para a prática de crimes.

Barroso afirmou que, a exemplo do julgamento em que houve a determinação de afastamento do cargo, ele mais uma vez se posicionaria dessa forma.

No entanto, fez duras críticas ao Legislativo e ao próprio pleno do STF, que decidiu que a palavra final sobre sanções a mandatos parlamentares fica a cargo de deputados e senadores.

— Em qualquer futura antologia de barbaridades jurídicas, esse fato deve constar.

O voto do relator foi acompanhado também pelos ministros Rosa Weber e Luiz Fux.

O único posicionamento divergente, que não alterou o resultado do julgamento, foi o do ministro Alexandre de Moraes. Ele aceitou a denúncia por corrupção passiva, mas refutou a acusação de obstrução da Justiça. Segundo ele, embora tenha havida bravata e intenção por parte do senador mineiro, tudo ficou na "intenção".

— Por mais absurdas que foram as frases (ditas por Aécio), ficaram no mundo das cogitações.

Entenda o caso

Aécio foi denunciado por corrupção passiva e obstrução da Justiça pelo então procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot. Ele foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, para pagar despesas com sua defesa na Operação Lava-Jato. O valor foi repassado em quatro parcelas de R$ 500 mil. As últimas três entregas foram filmadas pela Polícia Federal.

Também viraram réus Andrea Neves, irmã do senador, e Frederico Pacheco de Medeiros, o Fred, primo deles, além de Mendherson Souza Lima, ex-assessor do senador Zeze Perrella (PMDB-MG).

Andrea teria intermediado o encontro com Joesley, Fred foi filmado recebendo malas com o dinheiro, e Lima levou os valores de São Paulo para Minas Gerais de carro. Segundo a PGR, o recurso foi parar na conta da empresa de um filho de Perrella.

O tucano ainda é acusado de tentar atrapalhar a Lava-Jato, a partir da articulação do projeto de lei do abuso de autoridade – que previa limitações na atuação de investigadores e juízes. A denúncia cita o apoio à proposta de anistia a crimes de caixa 2. Na gravação da conversa, o mineiro também relatou pressão sobre membros do governo e da PF para indicar delegados aprovados por ele para conduzir inquéritos.

Por Gaúcha - ZeroHora
Imagem de EXAME


O aeroporto de Cordisburgo se encontra com a pista de pouso e decolagem finalizada em toda sua extensão de 1.600 metros, por 30 de largura e dá mostras de sua majestosa grandeza.

Podendo ser operada por aeronaves de pequeno e médio portes, a mesma, construída na saída de Cordisburgo para Curvelo, ao lado da rodovia, está localizada no eixo magnético 020/200 e com as pistas (cabeceiras) devendo ser identificadas por 02/20, para orientação dos comandantes dos aviões e para aqueles ligados à aviação.

Este aeroporto poderá se constituir em um futuro próximo, num grande terminal aéreo, com a instalação de empresas ligadas ao setor aéreo-portuário e que, certamente, gerarão muitos empregos e contribuirão para melhoria de toda região.

A obra é particular e tem o seu financiamento total, disponibilizado pelo grande empresário e filho de Cordisburgo - Alberto Carlos de Freitas Ramos que ao longo do tempo, vem contribuindo para o progresso da cidade cordisburguense.

Por Adriano Bossi







Os veículos que descem da Gruta de Maquiné (Rodovia MG 421), quando chegam na confluência da Rua Dr. Idelfonso Mascarenhas e Travessa Dona Mundinha, em frente a um antigo posto de gasolina para acessarem a Rua São José, estão enfrentando dificuldades em virtude dos buracos ali existentes.

O trânsito naquela área é enorme, sobretudo de automóveis e ônibus de turistas que chegam a cidade para visitar o nosso principal cartão postal.

A operação tapa-buracos do Deptº de Obras da Prefeitura, precisa agir para recompor o asfalto naquele local e acabar de vez com o problema, que está sendo motivo de muitas reclamações por parte dos motoristas.

Por Adriano Bossi









Tecnologia do Blogger.