$type=grid$count=3$m=0$sn=0$rm=0$show=home$hide=post

Coluna Anacrônicas - Houve a festa




Estou em atraso com esta coluna, mas prometo recompensar, desta vez vocês vão ter de me aturar com três crônicas de uma vez só. Meus motivos são justificáveis. O antropólogo Claude Levi-Strauss conta que, andando com os índios pela mata, de quando em quando eles paravam e ficavam atrás de uma pedra, em silêncio. Intrigado foi perguntar o porquê das paradas. Eles explicaram que os brancos estavam imprimindo um ritmo muito forte à caminhada, então a alma deles ficava para trás, por isso tinham de parar, para esperar a alma.

Ocorre comigo e com a maioria dos meus amigos que vão para o sertão fenômeno parecido. A gente volta, mas a alma demora pra chegar, envolta ainda nas emoções da travessia com tanta coisa para digerir. Mas logo de cara devo adiantar, a Semana Roseana de 2022 foi uma emoção, mais que isso, uma comoção. Para quem não foi, me permita ser o seu Grivo.

Aos poucos todos foram chegando: Tereza Cristina veio de Campos de ônibus, demorou 24 horas para aportar em Cordisburgo. Vandinha de logo ali, Paraopeba, trazendo nosso amigo Mura. Cumadi Katia, de BH, com o porta-malas cheio de vinhos pra brindar. Pedro, Nádia, Sueli e Braga de carro. Braga e Sueli depois de muito tempo sem vir. Linda e Marília rapidamente voaram de Matrix a Confins e fizeram o caminho até Cordis de carro caçando mulungus a meu pedido. Era a primeira vez de Marília, e a alegria e a felicidade dela de ter pisado em solo sagrado me encheram de contentamento também. Paulo César e Lilian, de Ribeirão Preto, também estreantes, vieram de carro, e pude ver o brilho nos olhos deles como um sinal de um sonho realizado. Mônica Meyer veio de pertim, Belo Horizonte e do Tangará, mas no sertão mergulhou feliz e com graça no encontro com os amigos virtuais, que só conhecia na telinha, do pescoço pra cima.

Cleide e Moises dirigiram de Itanhaém, passando por São Paulo, para gentilmente conduzir a mim e ao Murilo, meu filho. Como diz a Mãe de Miguilim em Campo Geral, um dia todos se encontram. Um encontro tão esperado depois de dois anos de muita dor e muita reclusão. Ainda não foi o encontro espetaculoso, um Baile dos Temulentos, mas foi o possível, o encontro dos mascarados, dos abraços ainda receosos. Mas foi, e foi importante, um passo grande na nossa cura.

Logo na segunda-feira à noite meu coração começou a bater no mesmo compasso do som dos tambores da Guarda do Rosário na erguida do mastro em frente ao Museu. Ali começamos a rever os amigos: Ronaldo, Fabio, Tiago, Lucas, Rachel, Duda, Rafael, Dôra, Elisa, e tantos outros que moram no nosso coração. Nesta mesma noite, uma grande mesa nos reunia no bar dos caldinhos. E foi aquela jarana, aquela alegriolança, aquela festa de Manuelzão.

Na terça azul que irradiava uma luz que só no sertão se vê, o encontro foi na Matriz do Sagrado Coração de Jesus, o coração da fé que pulsa em Cordisburgo. Mais uma caminhada urbana, Da Boiada de 1952 ao Corpo de Baile dava largada a uma semana de pura fruição, muito o que fazer e pouco a descansar. No caminho eu parava para fotografar todas as “quisquilhas da natureza”: a fogo-pagou encarapitada no pé de assa-peixe, as teias de aranha meticulosamente urdidas nos baixios orvalhados do capim-gordura, o alpendre de enormes samambaias de metro, a flor branca que passamos a chamar de Cordiburguense alba, os jardins caprichosos de rosas solares. 

E, aproveitando que estava perto, fui conhecer a nova Loja do Brasinha. Sabia que ia encontrar uma profusão de objetos. Muitos ia rever, outros eram novidade quieta pros meus olhos. O que perdemos na mudança: a facilidade de nos encontrar na rua do Museu, o ajuntamento que se fazia o tempo todo. O que ganhamos: uma casa enorme, um quintal maravilhoso, um belo espaço pra Brasinha se esparramar com as suas criações, recriações e instalações. Bendito seja Brasinha Gentileza do Rosário.

Enquanto Brasinha atendia um homem que passou por ali a caminho de Curvelo, trazido pela reportagem do Globo Rural, fotografei, observei, colhi sementes do jardim de brisas e girassóis amarelíssimos, enchi o emborná com limão-capeta e abacates que nem os pássaros dão conta de comer. Mal começamos uma prosa e aparece, apoiado num cajado, Sebastião Soares, que já adentra a Casa dos Objetos narrando trechos de Grande Sertão, bônus da Semana, sarau exclusivíssimo. Brasinha e eu temos uma teoria: uma semana é pouco. Devia de durar duas semanas, uma para a programação oficial e outra só para usufruir desses desacontecimentos importantes. A prosa que tive com Brasinha sentado nas poltronas do antigo cinema, ela sozinha daria uma crônica, que fico devendo.

Foto: Ronaldo Oliveira

Neste mesmo dia à tarde tínhamos um compromisso muito importante: nossa Roda de Leitura na Casa que ele nos deixou de herança. A primeira roda presencial desde março de 2020, reencontro de amigos reais e conhecimento de amigos virtuais. Lemos Um moço muito branco, de Primeiras Estórias, que emociona pela mensagem de acolhimento, de compaixão, de amor.  Ganhamos de presente o caprichoso livro Cordisburgo, a cidade da gente, projeto que mobilizou a garotada das escolas públicas
a escrever sobre a cidade.

Logo estaríamos de volta ao jardim do Museu para O Sarau Poético, espaço democrático em que todos têm voz e vez. Debaixo de uma lua cheia a nos abençoar e iluminar, cantamos Não há, ó gente ó não, luar como este do sertão. Mais que poético o sarau foi palco de textos pungentes denunciando o racismo, os abusos de todos os tipos. Um sarau refletindo os tempos duros que estamos vivendo. Momentos temperados também por humor, como quando seu Raimundo, com elegância e graça, aceitou ser assistente de palco dos participantes.

No dia seguinte começaram as mesas-redondas. Depois de 16 Semanas Roseanas a gente se pergunta se ainda haverá novidade, e eis que nos é apresentado um projeto maravilhoso, A Enciclopédia do Sertão. E não para aí, Corpo e narrativa em Grande Sertão nos surpreende, e Grande viés, a indumentária masculina em Grande Sertão: Veredas nos deixa atônitos, tal o refinamento da pesquisa. E mais um projeto grandioso: A Exposição Sertão Mundo, da UFMG. Donde se conclui que, sim, há em GSV tudo que a gente queira ver, como dizia Antonio Candido.

Nas tardes, de novo no quintal do Museu, assistimos ao batismo dos Miguilins formados pela competente e sensível condução de Dôra Guimarães e Elisa Almeida. Que capacidade que eles têm de nos emocionar continuamente. Meninos e meninas que nem eram nascidos nas primeiras edições da Semana a que estávamos presentes estão lá, narrando, resistindo, se construindo como cidadãos, dando continuidade a um projeto incrível, o que deixa a nossa alma em constantes alegrias.

E neste ano uma grande inovação, que espero tenha vindo pra ficar: a narração intimista nos espaços do Museu, com um público reduzido, mas com reapresentações de maneira que todos conseguiram assistir a todos os espetáculos. E pelo que eu ouvi dos Miguilins eles adoraram narrar o mesmo texto mais de uma vez. E que momento foi aquele com a Elisa Almeida, com direção de Cida Falabella, que nos apresentou A Benfazeja. As questões levantadas por este texto voltaram comigo para Matrix.

Na mesa-redonda do dia seguinte, As primeiras estórias e outras: a travessia criativa de Guimarães Rosa, o professor Luiz Claudio, figura constante ao longo dos anos, nos trouxe uma reflexão profunda sobre a obra de Rosa. E eu fiquei muito feliz e honrada como mediadora. Afinal, para quem chegou em 2006 como mera repórter da National Geographic fazer parte do bando de Joca Ramiro anos depois é uma glória.

E para fechar com chave de ouro o ciclo de palestras, Dieter Heidemann, Nhô Dito para os íntimos, com o tema Os 70 anos da Boiada de 1952, nos convidou a refletir sobre a diferença entre o turista e o viajante, dois olhares muito diversos de como percorrer uma paisagem.

E nosso amigo Gilson de Barros, ao logo da Semana, veio com tudo trazendo o seu Riobaldo em monólogo e a leitura dramática do episódio Maria Mutema.

Como todos os anos, há sempre uma programação extra, fora da oficial, uma fogueira, um sarau. Neste ano a dupla maravilhosa Dôra e Tiago nos brindou com uma narração pra lá de especial, numa noite absurdamente estrelada e plena de uma lua como só no sertão se aprova.

Os vários lançamentos de livros atestaram que a obra de Rosa dá muito pano pra manga ainda. A montanha encantada, O léxico dos geraes, Dos sertões para as fronteiras e das fronteiras para os sertões, e João e o pé de sertão fizeram com que os viajantes voltassem com a bagagem bem mais pesada. E a Editora Cartonera Catapoesia trouxe a sua publicação Quilindo sertão, uma beleza de trabalho.

Entre um evento e outro a gente saracoteou pelas barracas de artesanato. Eu não resisti a uma saia que de tão linda chamei de Poesia de vestir. Também trouxe mel de assa-peixe, cartonarias do Catapoesia, bottons que carregam as palavras de Rosa pelo mundo afora. Para enriquecer a minha coleção de enxadas e enxadões, me apaixonei com a (des)foice que trazia inscrita uma frase tão necessária, que conversa com a prosa do primeiro parágrafo: “O certo é a gente viver devagarinho, miudinho, não se importando demais com coisa nenhuma”.

Quando a gente vê, com espanto desmedido, já é sexta-feira de noite, precisamos dormir cedo, estar inteiros para a Caminhada Eco-Literária. O café da manhã na Escola Mestre Candinho, desta vez cercado de cuidados, luvas, máscaras, é sempre um momento de muitos encontros e de reencontros com aqueles que vêm só para esse dia. Di Souza deu um show de narração. Depois de anos cantando, ele vem se aventurando a ser Miguilim, de maneira muito suave. Sorte nossa, que ganhamos mais um narrador.

No meio da poeira, fomos aboiados por Brasinha, o fio condutor dessa travessia, amarradinhos em Deus. Em cada parada a sombra de uma árvore, dessas que servem aos bois para descansar, nos acolhia para mais uma narração. Daiana, Lecy, Fabio, Duda lá estavam, narrando e resistindo. E neste ano uma surpresa: Tiago. Que emoção. Cumpríamos mais uma bela e magnífica travessia nos e com o Caminhos do sertão. Mas eu sinto muita falta de a Caminhada terminar naquela confraternização que eram os almoços no restaurante da gruta. Quem sabe não esteja na hora de rever isso?

Confesso que o cansaço me impediu de assistir o show do Téo Azevedo, que encerrou a semana, mas meus grivos deram conta que foi ótimo, e de quebra ganhei o Léxico catrumano, que passa a fazer parte da minha Roseana.

Foi muita informação, muita emoção para processar, ainda estou nesta digestão. Vou terminar com uma lembrança guardada na minha retina, um evento mais que especial. Valeu a pena ter acordado às 5 da manhã pra caminhar com o incansável e múltiplo Ronaldo e o cumpadi Moises na estrada da gruta, assistindo aquele colosso de lua fulgurar detrás da serra de um lado e se embasbacar com o sol nascendo do outro por trás de palmeiras e trincheiras de árvores do cerrado. E na volta, já com o dia claro, se deliciar com a profusão de pássaros em alegre algaravia. Vamos incorporar mais esta atividade nas nossas Semanas? Ano que vem quem quiser nos acompanhar o convite está feito.

Paro por aqui com a Semana Roseana oficial. Mas em seguida vem a prometida segunda crônica. 


Foto de Capa: Ronaldo Oliveira
Demais fotos: Regina Pereira

COMENTÁRIOS

SITE: 1
Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Nome

À Luz da Bíblia,1,A Voz do Leitor,5,AAMCGR,30,Academia Cordisburguense de Letras,19,Ação Entre Amigos,1,ACESA,1,Acidente,51,ACINCOR,1,ADNAC,4,Adriano Bossi,564,Aeroporto,3,Agreste,1,Agricultura,19,AgroCordis,4,Agronegócio.,5,Agropecuária,11,Airsoft,1,América-MG,3,Amigos e Viola,2,André Zumzum,2,Andrequicé,1,Animais,1,Aniversário de Cordisburgo,21,Antonio Maria Clarete,18,Antônio Pereira de Souza,3,APAE,19,Apicultura,2,Aposentados,2,Araçaí,98,arma,20,Arquitetura,2,Artes,13,Artesãos,2,Assistência Social,25,Astronomia,7,Atlético-MG,11,Atletismo,3,Audiência Pública,3,Automobilismo,9,Aviação,2,Axé Cordis,1,Bagagem,5,Baldim,1,Bálsamo,1,Banda Asus,4,Banda de Música Vitalina Corrêa,31,Barack Obama,1,Baralho,1,Barra das Canoas,3,Barra do Luiz Pereira,6,bebidas,1,Belo Horizonte,33,Boletim MNEPL,3,Bombeiros,13,Bonde dos Balas,3,Brasil,389,Brasília,4,Brasinha,23,c,1,Cachoeira da Prata,1,Caetanópolis,44,Calamidade Pública,1,Câmara Municipal,126,Caminhada Ecoliterária,4,Caminhos de Rosa,23,Caminhos do Sertão,12,Campanhas,2,Campeonato do Povão,6,Campeonato Regional de Futebol,3,Capim Branco,5,Capoeira,3,Carnacordis,25,carnaval,34,Carvalho de Almeida,1,Casa de Leitura João da Cunha,2,Casa Elefante,2,CAT,1,catolico,31,Cavalgada,3,ceará,1,Celebrações,2,Chamada Pública,2,Chikungunya,1,Cia de Teatro Cafarnaum,1,Ciclismo,14,Cidade,24,Ciência,4,Circo,4,Circuito das Grutas,13,Circuito dos Cristais,6,Clara Nunes,1,Clube Vista Alegre,6,CODEMA,2,Coluna Anacrônicas,20,Coluna GaloCordis,1,Coluna Lucas Gustavo,5,Colunas,26,Comemorações,3,Comércio,11,Comitiva Arraial do Conto,1,Comitivas,1,Comunicação,2,Conceição do Mato Dentro,1,conclave,1,Concursos Públicos,19,Conselho Municipal de Turismo - COMTUR,1,Conselho Tutelar,17,Contagem,1,Cooperativa,2,Copa AMAV,6,Copa do Mundo,9,Copa Eldorado,6,Copa Juventude Para Cristo,22,Copa Musirama,1,Copasa,5,Cordis FM,1,Cordis Folclore e Cultura,2,Cordis Notícias,16,Cordis Radical,4,Cordis Uphill,1,Cordisburgo,2110,Cordisburgo Literária,1,Cordisburgo Sport Clube,11,Cordisburguenses,95,CordisFest,1,Corinto,4,Correios,4,Corrida Educa Cordis,5,Corrupção,1,CPL Notícias,1,CRAS,4,Creche,4,Crianças,21,Cruzeiro,2,Culinária,14,Cultura,349,Curiosidades,51,Cursos,16,Curvelo,103,Democrata de Sete Lagoas,3,Dengue,9,Denúncias,2,Descubra Minas,2,Destaque,1774,Diadema,1,Dilma,13,Drogas,50,ECO 135,11,Economia,17,Edilaine Souza,2,Editais,2,Editorial,3,Educação,222,EJC,2,Eleições,103,EMATER,17,EMBRAPA,1,Emprego,42,ENEM,16,Enquetes,3,Entrevistas,2,Éntrevistas,1,Enviadas,12,Equipe Alto Rendimento,1,Erik Alves,1,ERV Cordisburgo,1,Escola Cláudio Pinheiro de Lima,31,Escola Estadual Mestre Candinho,28,Escola Estadual Professor Anísio Teixeira,9,Escola Maria de Souza,1,Escola Municipal Octacílio Negrão de Lima,18,Escolinha Educa Cordis,2,Esmeraldas,1,Especiais,1,Esporte,267,Estados Unidos,1,EUA,2,Exército,2,FAB,1,faculdade,2,Família,1,Fazendinhas Pai José,1,Febre Amarela,1,Feira Sertaneja,7,Felixlândia,1,Ferrovia,18,Festas,214,Festival de Balé,1,Festival de Comida de Roça,2,Festival do Frango Caipira,13,Figuras de Cordis,4,Filmes,18,Fitness,2,Folia de Reis,11,Fortuna de Minas,4,Francielly Gaudêncio,1,Funilândia,6,Futebol,126,Futsal,45,Galeria de Fotos,6,GaloCordis,4,Governo,45,Grupo de Seresta,2,Grupo Estrelas do Sertão,23,Gruta,70,Gruta da Morena,2,Guarda Municipal,1,Guerra,1,Guimarães Rosa,106,Handebol,1,História,12,Histórias Cordisburguenses,5,Humor,2,IDEB,1,Idosos,3,IEF,7,Igreja,16,Impeachment,3,Imprensa,1,inaugurado,1,Incêndio,1,Indústria,4,Inhaúma,5,Inimutaba,3,inteligência,1,Internet,11,JEMG,3,Jequitibá,9,João Concliz,2,Jornal,2,Jornal Escolar,4,Junho,1,Justiça,8,Juventude FC,1,Koban,2,Lagoa Bonita,97,Lagoa Santa,1,Lar dos Idosos,11,LBV,5,Leilão,1,Literatura,81,Loterias,2,Loucos por Memória,1,Lucas Gustavo,502,Magnata Produções,1,Manifestações,1,Manoel do Norte,2,Maquiné,6,Maquinézinho,1,Marco Antonio Pereira,10,Mascarenhas,1,Master 50 Cordisburgo,19,Masterchef,2,Mato Grosso do Sul,1,Matozinhos,3,MEC,1,Medalha Anísio Teixeira,3,Medalha Guimarães Rosa,7,Medalha Mestre Candinho,4,Medalha Sinhá Araújo,9,Medalha Vovô Felício,6,MEGA,1,Megaupload,1,Meio ambiente,57,memória,1,Mexa-Se,11,Miguilins,14,Minas Gerais,345,Mineirão,2,Miss Grande Sertão,2,MNEPL,9,Moda,21,Montes Claros,3,Monumento Peter Lund,5,Morro da Garça,19,Moto Velocidade,1,Motociclismo,5,Mountain bike,17,Mugstones,4,Mulher e Trabalhador Destaque,3,Mulheres,7,Mundo,9,Museu,56,Música,56,nanotecnologia,1,Natal Fantástico,3,Natureza,3,Nota Oficial,6,Notícias,3230,Novembro Azul,2,OBMEP,2,Obras,43,Olimpíadas,6,Onça,2,Outubro Rosa,2,Paleontologia,4,Palmito,22,papa,1,Papagaios,1,Paraopeba,120,Patrimônio,2,Patrocinado,4,Peão,2,Pecuária,5,Pedreiro Fight Clube,1,Pedro Leopoldo,10,Periquito,10,Permacultura,1,Pesca,1,Pesquisas,1,pessoal,1,Plano Diretor,3,Poesias,4,Polícia,575,Polícia Civil,126,Política,210,Pompéu,3,População,1723,Post Patrocinado,2,Praça de Esportes,1,Prefeitura Municipal,190,Presidente Juscelino,2,Processo Seletivo,9,Produzart,1,PROERD,1,professores,7,Programação,3,Projeto Árvore é Vida,3,Promoção,4,Prudente de Morais,6,Quintino Vargas,1,Rádio,6,Rainha da Primavera,1,Rainha do Café,1,Raul,3,Real Cordis,3,Reclamações,2,rede publica,1,Reflexões,1,Região,611,Regina Pereira,20,relaçoes,1,Religião,117,ressaca,1,Reunião Câmara Municipal,117,Riacho Comprido,1,Ribeirão das Neves,2,Rio 2016,2,Rio das Velhas,1,Rio de Janeiro,4,Roda de Violeiros,2,Rodeio,9,Rodovia,35,Salário,5,Samu,1,Santana de Pirapama,22,São José das Lages,2,São Paulo,10,São Tomé,5,Saúde,304,Sebastião Alvino Colomarte,4,Secretariado,1,Seleção Brasileira de Futebol,9,Semana Roseana,81,Semana Santa,4,Senado,2,Sequestro,1,Ser Arte,1,Serro,1,Sertão,10,Sete Lagoas,215,SISU,4,Solidariedade,40,STF,1,Teatro,25,Tecnologia,9,Telefonia,5,Testemunhas de Jeová,1,Timóteo,1,Torcida Organizada,1,Torneio de Tiro ao Alvo,2,Trabalho,10,Tragédia,13,Trail Cordis,2,Trail Run,1,Trânsito,4,Transporte,3,Trekking,1,Três Marias,5,Troféu Dedê,4,Turismo,45,TV,24,uaitec,1,União Futebol Clube,7,UNIFEMM,2,Utilidades,406,Vagas de Emprego,6,Vereadores,148,Vestibular,2,Veteranos,1,Vídeos,14,Você Sabia?,1,Vôlei,1,Zika,4,Zona Rural,60,Zoológico de Pedras,3,
ltr
item
Cordis Notícias: Coluna Anacrônicas - Houve a festa
Coluna Anacrônicas - Houve a festa
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEi-1ldTR-K6oc4bhmkx2DcFQFqNgjn88-B5yaGHLPIyOiEd6c8sWLrxtFtL_Rthghh6_EffihfHbUoOyfhrdf9V4HSoEQWPkIuHLn1Qd4GTPmRbz1OhpnHDSgy_gBt-ySnNHtBU7CJQGIJYrLputEIwfvyZjuSGZaJGucsb3GsN5aAsrrmXTAPkRPSsjQ/w640-h480/povo1.JPG
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEi-1ldTR-K6oc4bhmkx2DcFQFqNgjn88-B5yaGHLPIyOiEd6c8sWLrxtFtL_Rthghh6_EffihfHbUoOyfhrdf9V4HSoEQWPkIuHLn1Qd4GTPmRbz1OhpnHDSgy_gBt-ySnNHtBU7CJQGIJYrLputEIwfvyZjuSGZaJGucsb3GsN5aAsrrmXTAPkRPSsjQ/s72-w640-c-h480/povo1.JPG
Cordis Notícias
https://www.cordisnoticias.com.br/2022/08/coluna-anacronicas-houve-festa.html
https://www.cordisnoticias.com.br/
https://www.cordisnoticias.com.br/
https://www.cordisnoticias.com.br/2022/08/coluna-anacronicas-houve-festa.html
true
352566166544178726
UTF-8
Todos os posts carregados Nenhum post encontrado VER TUDO Ler Tudo Responder Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTS Ver Tudo NOTÍCIAS RELACIONADAS CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS OS POSTS Não foi encontrado nenhum post que corresponda ao seu pedido Voltar ao Início Domingo Segunda-feira Terrça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minute atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link em sua rede social Copiar Todo o Código Selecionar Todo o Código All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content