Faleceu na madrugada desta quinta-feira, em Belo Horizonte, o empresário cordisburguense Alberto Carlos de Freitas Ramos, o conhecido "Albertinho".

Ele foi vereador e presidente da Câmara de Cordisburgo.

O empresário estava internado há vários dias devido a COVID-19, tendo vindo a óbito devido a complicações da doença.

Alberto Ramos participou de vários empreendimentos em todo o estado de Minas Gerais, sendo reconhecido pelo seu empreendedorismo. 

Nutria um grande amor por Cordisburgo, possuindo fazenda na cidade, onde sempre gostava de estar. Sempre manteve empreendimentos na cidade, como a Pescatti Indústria de Pescados, fundada junto a seu filho.

Participou também da fundação de instituições como o Clube Social e o Vista Alegre Country Clube, além de ter apoiado outros órgãos da cidade.

Sempre divulgou o nome da cidade, tendo inclusive há décadas atrás financiado campanhas publicitárias que incentivavam o turismo de Cordisburgo em grandes meios de comunicação.

No início da pandemia do coronavírus, doou vários equipamentos de proteção para que os profissionais de saúde do Centro Municipal de Saúde Jenny Negrão de Lima pudessem se proteger durante os trabalhos.

Com sua grande influência na área política, ajudou a cidade por várias oportunidades na busca de recursos públicos.

A Prefeitura de Cordisburgo, através do Prefeito Municipal divulgou nota de pesar:

A Prefeitura de Cordisburgo manifesta o seu mais profundo pesar pelo falecimento do empresário cordisburguense Alberto Carlos de Freitas Ramos, nesta quinta-feira, 29 de abril de 2021.

Com seu espírito empreendedor, Sr. Alberto foi um dos maiores benfeitores de Cordisburgo, tendo contribuído para o desenvolvimento da cidade mantendo empreendimentos locais e buscando ativamente recursos através da grande influência política que possuía.

Neste momento de luto, estendemos nossos sinceros sentimentos de pesar à família e aos amigos. Peçamos a Deus que conceda conforto ao coração daqueles que sentem a dor da sua partida, para que juntos possam superar esta triste perda.

José Maurício Gomes
Prefeito de Cordisburgo

O senador Antonio Anastasia também manifestou sua tristeza pela perca do amigo:

Perco hoje um grande e estimado amigo, Albertinho Freitas Ramos, de que eu gostava tanto. 

Albertinho foi um grande empresário, visionário, empreendedor de toda a vida, com participação em todos os eventos relevantes de Minas Gerais ao longo dos últimos 60 anos. Era, sobretudo, uma alma boa, com um humor refinado, alto astral, companheiro de muitas viagens, com quem compartilhava boas e sinceras conversas. 

Deixa um exemplo de empreendedorismo e de dedicação ao nosso Estado e uma amizade e saudade imensas.  A todos os seus familiares e amigos queridos os meus sentimentos e abraço solidário.

Antonio Anastasia

Sempre foi bastante ativo na área esportiva da capital mineira, sendo considerado um grande atleticano, tendo inclusive por vários anos ocupado posto de conselheiro do Clube Atlético Mineiro. Foi um dos conselheiros que aprovaram a construção da nova "Arena MRV", futuro estádio do time.

Formado em 1969 em agrimensura e edificação pela Escola de Agrimensura Álvaro Silveira de Belo Horizonte, atual Feamig, ele foi responsável pelo loteamento do Vale do Sereno, bairro de luxo de Nova Lima, Região Metropolitana de BH.

Ao longo das quase nove décadas vividas, ele ocupou o cargo de diretor-financeiro da Fundação Hilton Rocha, conselheiro e diretor da Faculdade de Engenharia e Agrimensura (Feamig) e, em 1960, adquiriu o Banco Comércio Varejista S/A.

Albertinho falece aos 86 anos, deixando quatro filhos: Carlos, Martha, Felícia e Alberto Jr.

Nossos sentimentos aos familiares e amigos.


Por Cordis Notícias
Foto de Fotos&Festas

Postar um comentário

  1. Esse Alberto foi tarde, era um empecilho, uma pedra sobre o desenvolvimento de Cordisburgo

    ResponderExcluir
  2. Esse Alberto foi tarde, era um empecilho, uma pedra sobre o desenvolvimento de Cordisburgo

    ResponderExcluir
  3. ALBERTO CARLOS DE FREITAS RAMOS
    -
    Homenagem-acróstica nº 6476
    Fez a doação da Estátua de 1,70m -Pça Guimarães Rosa/BH
    Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil-Acadêmica Cadeira 34 na ALJGR-PMMG
    -
    A-Alberto Carlos de Freitas Ramos, empresário,
    L-Líder nato, empreendedor, amigo de tantos e de JK;
    B-Boas recordações da linda casa, nós todos levamos:
    E-Este lugar é místico, tem algo de transcendente,
    R-Reporta aos fatos reais que logo, identificamos;
    T-Traduzem a força da integração sociocultural:
    O-O sucesso nos empreendimentos; valor legal!
    -
    C-Comissão de Exaltação ao Guim. Rosa, Capitão-Médico da PM e
    A-Acadêmicos da ACL Guimarães Rosa, de Cordisburgo/MG-
    R-Reunidos na Fazenda BENTO VELHO, (1945 e casa de 1946)
    L-Legado familiar do Capitão-Engº PM Otacílio Negrão de Lima-
    O-Ouvimos atentamente, sua bela trajetória e o aplaudimos:
    S-Somos da Academia de Letras João Guimarães Rosa,
    -
    D-Da PMMG-o Presidente Cel. Klinger Sobreira de Almeida;
    E-Entre nós, o Presidente da Academia Cordisburguense de Letras
    -
    F-Feliz Dr. Raimundo, o Pesquisador Coronel Alcântara,
    R-Representantes acadêmicos Cel. Sérgio e Cel. Colomarte;
    E-E Acadêmica Sílvia A. Motta que desta reunião levam apoio
    I-Incondicional do Benfeitor 'Albertinho" nesta cidade turística;
    T-Tanta atenção merece nossa gratidão, reconhecimento e honra;
    A-Amizade selada, comprovada em telefonema ao Dr. Anastasia;
    S-Serenamente também, do Coronel James e outros amigos.
    -
    R-Retornaremos para nossa Belo Horizonte, prontos para trabalhar,
    A-Animados para providenciar a confecção da estátua de pedra,
    M-Maravilhosa obra de arte, com altura de 1,70m, para a Praça.
    O-O documento será escrito, pago e inaugurado, em 19/11/2017.
    S-Seremos eternamente gratos ao inesquecível "Albertinho".
    -
    Cordisburgo/Terra da Gruta de Maquiné/MG, 15 de julho de 2017.
    Email: clubedalinguaport@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. DR-ALBERTINHO,
    “QUEM TE CONHECEU NÃO TE ESQUECERÁ JAMAIS”
    GRANDE AMIGO, RETORNOU À PÁTRIA ESPIRITUAL!
    GRANDE HOMEM DIGNO DE MERECIDOS APLAUSOS!
    GRANDE EMPRESÁRIO!
    GRANDE HUMANISTA!
    Recebeu o TROFÉU JOÃO GUIMARÃES ROSA,
    dia 19/Nov/2017, às 11:30h,
    sob a Presidência do Cel. Klinger Sobreira de Almeida,
    com aplausos de uma COMUNIDADE acima de 500 pessoas,
    entre autoridades civis, políticas, militares, educacionais,
    acadêmicos, familiares...
    Sessão SOLENE inesquecível!
    Praça Guimarães Rosa, na Cidade Nova, em BH.

    “Por que chorar a partida
    de Alberto que da TERRA vai?
    Além dos muros da vida
    Existe a CASA do PAI.”
    -
    Dr. Albertinho, descanse em Paz!
    Cordisburgo/Belo Horizonte/29 de abril de 2021.
    -
    Email: clubedalinguaport@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Falácias da Vida Humana (XV)

    - Medo da Morte –

    Klinger Sobreira de Almeida*

    “Deus e os santos, nos céus, contemplarão os condenados no inferno nos estertores do seu sofrimento, para que sua alegria seja completa.” (São Tomás de Aquino, Suma Teológica) “... a vida é um relâmpago entre dois nadas” (captado por Edouard Shuré, em Os Grandes Iniciados, definindo opinião dos materialistas coetâneos). “O ser humano? Um encontro bio-físico-químico!” (trecho correspondência de amigo ateu).

    Nascer com vida! Início da travessia terrena. Esta pode ser breve ou brevíssima: segundos, minutos, horas, dias... Ou ser média ou longa: anos de infância, juventude, idade adulta, velhice. A caminhada, plena de ganhos e perdas, ora se faz por sítios amenos, ora agrestes. Cada um compõe sua história ou sua lenda transitória e fugaz. Ao final da travessia uma certeza: A MORTE. Inexorável! Vem por uma doença ou esgotamento dos elementos vitais do corpo; ou pode vir por acidente, ou assassinato, ou suicídio. Não há como fugir da morte. Como lhe escapar. Como iludi-la.

    Se a morte faz parte intrínseca da vida, pergunta-se: Por que causa tanto medo na maioria das pessoas, ou até mesmo pavor? Por que muitos se agoniam ou se inquietam, ou angustiam-se ante a visão da morte que o colherá inevitavelmente?

    A meu ver, na visão espiritualista, em que o ser humano faz a travessia num corpo transitório e perecível, animado por uma Alma imperecível, a gênese desse medo vem da cultura religiosa dos tempos avoengos. Mormente as pessoas mais simples, apegadas aos ensinamentos distorcidos de certos mensageiros, internalizaram e propagaram aos filhos a ameaça dos castigos eternos: o fogo do inferno, que queima continuamente sem destruir, e as torturas impiedosas impostas pelo diabo com seu tridente espetando os pecadores. Pela ótica materialista, creio que o medo de alguns emerge quando sentem que o “NADA” os espera. Porém o foco são os espiritualistas.

    A grande questão é como erradicar esse medo. Expungí-lo da mente de todo ser humano, mostrando que “morte é vida”, libertação da Alma que, concluída sua prova ou missão, retorna ao sítio de morada eterna: a pátria espiritual.

    Elisabeth Kubler-Ross, médica e cientista, estudou e pesquisou, durante anos, a morte. Em seu último livro – A MORTE: UM AMANHECER – define o final da travessia: “Morrer, assim como nascer, é um processo normal pelo qual todos os seres humanos terão de passar um dia”. E continua: “A morte nada mais é do que o abandono do corpo físico, assim como a borboleta abandona o casulo (...) A morte nada mais é do que uma transição desta vida para uma outra existência...”

    Tal como a Dra. Elisabeth, outros pesquisadores da seara metafísica, e os grandes mensageiros e avatares têm enunciado, com clareza, a essência da vida humana: a Alma imortal. Esta, libertada, prossegue sua trajetória cósmica, e o perecimento é apenas do corpo físico. Fogo eterno e o diabo espetando, fantasiosos apelos míticos, inexistem. Por outro lado, Deus, em sendo amor infinito, não se compraz com castigos.

    “Medo da Morte” – mera falácia – a ser erradicada com educação no lar, na escola e nos templos, ou com a abertura da mente para horizontes mais largos.

    *Militar Ref./PMMG, membro efetivo-fundador ALJGR

    -Email: clubedalinguaport@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. MORTE NÃO É ATERRORIZANTE
    -
    Acróstico-reflexivo nº 6047
    Por Silvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
    -
    M-[Medo da Morte é uma falácia? Sim!...]
    O-O importante é que ao final da travessia,
    R-Retorno à [ PÁTRIA ESPIRITUAL ] é VIDA
    T-Transformada porque a ALMA IMORTAL
    E-É libertada ao concluir sua prova/missão,
    -
    N-No instante da morte retorna ao espírito,
    Ã-Abandona o Corpo que vai à decomposição:
    O-Ou melhor, volta a ser o simples pó original!
    -
    É-Em transição desta, para a outra existência,
    -
    A-Aterrorizante, não deve ser a MORTE do físico;
    T-Trajetória cósmica traz desafios à Ciência!
    E-Evangelhos sagrados anunciam a essência
    R-Reveladora desta travessia humana terrena!
    R-Reafirmam [ pesquisadores da metafísica ]:
    O-Os [ grandes mensageiros têm enunciado ]
    R-Reconhecimento da imortalidade anímica;
    I-Irredutível [ é o foco materialista ] defendido
    Z-Zelosamente pelos que em NADA creem...
    A-Admitem que após a morte, nada os espera!
    N-Nas mentes de horizontes mais largos, em Deus,
    T-Trata-se do REAL e VERDADEIRO, AMOR INFINITO:
    E-Essencial é que [não se compraz com castigos.]
    ---MORTE É VIDA TRANSFORMADA EM PAZ ETERNA!---
    -
    Belo Horizonte, MG, 19 de setembro de 2015.
    http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/5389995
    -
    http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com.br/2015/09/falacias-da-vida-humana-xv-medo-da.html
    -
    email:clubedalinguaport@gmail.com

    ResponderExcluir

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.