A Eco135, concessionária que administra as rodovias do Centro/Norte de Minas Gerais, em conjunto com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (SEINFRA) - órgão responsável pela fiscalização do contrato -, decidiu postergar em 30 dias o reajuste tarifário anual que ocorreria no próximo dia 1º de abril, conforme previsto no contrato de concessão.

A tarifa de pedágio vigente no lote administrado pela Eco135 seria corrigida segundo a variação da inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) acumulada nos últimos 12 meses que, entre março/2020 e fevereiro/2021.

Assim, a tarifa básica praticada nas cinco praças da BR-135 e uma na LMG-754 permanecerá provisoriamente em R$ 7,50 para veículos de passeio e o mesmo valor por eixo para veículos comerciais.

A Concessionária esclarece que os valores arrecadados nas praças de pedágio são aplicados em obras de melhorias, conservação e manutenção, serviços de apoio aos usuários nas rodovias, que seguiram funcionando durante a pandemia. Neste ano, com a aprovação do licenciamento ambiental das obras pelo Conselho de Política Ambiental (COPAM), será dada continuidade às ações de melhoria nas rodovias, entre as quais estão as obras de duplicação, a implantação de novas faixas adicionais, além de acostamento, contorno viário e a recuperação profunda do pavimento. Além disso, parte do arrecadado é revertido aos municípios atravessados pelas rodovias, em forma de ISSQN.

A Eco135 informou através de nota que segue trabalhando para entregar a seus usuários melhores condições de trafegabilidade e segurança, colaborando no desenvolvimento da região, cumprindo os compromissos assumidos no contrato de concessão em entendimento com o poder concedente.


Com informações de Eco135

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.