Um fato que tem gerado bastante discussão na cidade nos últimos dias, é o início da reforma da Praça Frei Sofonias, a conhecida praça da Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, na semana que antecede as eleições municipais.

Diante disso, o Cordis Notícias foi atrás de informações para tentar entender e levar à população cordisburguense os fatos que norteiam esta obra.

No Portal da Transparência do Governo Federal, é possível encontrar um convênio firmado entre o município de Cordisburgo e o Ministério do Turismo, em 31/12/2018, sendo este publicado em 11/01/2019, no valor de R$ 222.857,14, com o objeto "APOIO A PROJETO DE INFRAESTRUTURA TURISTICA-REFORMA DE PRACA NO MUNICIPIO DE CORDISBURGO/MG", conforme pode ser conferido CLICANDO AQUI.

Conforme dados do Portal da Transparência da Prefeitura de Cordisburgo, a arquiteta Kissyla de Oliveira Portes foi contratada em 20/09/2019 para a elaboração do projeto, sendo pago a ela o valor de R$ 8.000,00. CLIQUE AQUI PARA VER.

O Processo Licitatório para a efetivação do convênio aconteceu em 15/05/2020, tendo a empresa CASAS E CONSTRUCOES PEREIRA EIRELI vencido o processo de "Tomada de Preços" pelo valor de R$ 229.263,38. CLIQUE AQUI PARA VER.

No dia 14/08/2020, o Ministério do Turismo efetuou a liberação da execução da obra, com o repasse de parte dos valores, conforme informações da Transparência Municipal. CLIQUE AQUI PARA VER.

Todas as informações acima foram retiradas dos Portais da Transparência do Governo Federal e da Prefeitura de Cordisburgo, e são dados abertos à população.

Para entender porque somente agora foi iniciada a reforma, solicitamos informações ao Setor de Projetos da Prefeitura de Cordisburgo, e este nos deu as seguintes informações.

A empresa recebeu a Ordem de Início de Serviço no dia 25/08/2020, para que efetuasse a mobilização brevemente, com o fim de outras obras executadas pela empresa na região.

Posteriormente, a empresa protocolizou um pedido de cancelamento contratual, justificando a desistência pelo grande aumento de materiais de construção neste período, o que segundo eles inviabilizaria a execução do serviço. O pedido foi encaminhado ao setor jurídico da Prefeitura que o indeferiu, ponderando que a empresa não apresentou comprovações.

Desta forma, surgiu uma divergência entre a administração municipal e a empresa contratada para o serviço, que deveria pagar os valores referentes à rescisão contratual. Assim, em reunião na última semana ficou decidido que a empresa honraria o contrato e executaria a obra conforme os termos do contrato assinado, tendo a obra iniciado nesta segunda-feira.

As informações foram passadas pela Prefeitura na data de hoje. Segundo eles, o cronograma de execução prevê um tempo de 04 meses para a execução de toda a obra, assim ficaria pronta somente no início de 2021.

Confira abaixo imagens do projeto divulgadas pela administração municipal.






Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.