O único filme de Minas selecionado para a mostra competitiva do tradicional Festival de Cinema de Gramado, que começa nesta sexta-feira, 18, é o curta “4 Bilhões de Infinitos”, do diretor cordisburguense Marco Antônio Pereira. O filme será exibido nesta sexta, às 20h, no Canal Brasil.

Em 2020, Marco Antônio Pereira consegue sua terceira participação consecutiva em Gramado, de onde já saiu com cinco Kikitos, prêmio máximo do festival. 


“4 Bilhões de Infinitos” conta a história de um menino que tem vontade de levar a irmã mais nova ao cinema. Após a morte do pai, a família vive com a energia de casa cortada. Enquanto a mãe trabalha, seus filhos ficam em casa conversando sobre ter esperança. 

O filme faz um retrato poético ao envolver a lenda de uma bola de fogo que aparece no cerrado, metáfora para o momento de crise pelo qual o setor cultural e o cinema passam no Brasil.

Esse é o quarto curta de Marco Antônio Pereira gravado em Cordisburgo, sua cidade natal, e segue a proposta de criar cinco filmes usando paisagens, histórias, lendas e pessoas da terra do escritor Guimarães Rosa.

Nessa série, o realizador já havia lançado os premiados “A Retirada Para Um Coração Bruto” (melhor curta do Juri Popular na Mostra de Cinema de Tiradentes 2018 e três kikitos no Festival de Gramado 2018), “Alma Bandida” (melhor diretor no Curta Brasília 2018) e “Teoria Sobre Um Planeta Estranho” (um dos 10 melhores curtas de 2019 pela Associação de Críticos de Cinema do Brasil e dois Kikitos no Festival de Gramado 2019), com os quais circulou em importantes festivais de cinema no Brasil e no mundo, entre eles Berlinale, Hong Kong, Vina del Mal, PalmSprings, Festival du Noveau Cinema de Montreal, Regard, Festival do Rio, Olhar de Cinema, Janela Internacional e Mostra de Cinema de Tiradentes.



Com informações de O Tempo

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.