Com o intuito de acompanhar casos de sucesso no seguimento Turístico e que se tornaram importantes meios de desenvolvimento econômico regional, a Travessia Eco Rotas (Glauco e Guilherme) e Valdair Vieira, no mês de julho percorreram de Diamantina a Curvelo, 227,00 KM de bicicleta, sendo destes 172 km  pela Trilha Verde da Maria Fumaça, um antigo ramal ferroviário, hoje desativado que ligava a cidade Monjolos à Diamantina. Com o desmonte deste ramal ferroviário o percurso se tornou um importante atrativo para adeptos do mountainbike e dos praticantes de trekking. O Caminho é repleto de cachoeiras e muitas paisagens dignas de inúmeras paradas para fotos e contemplação da natureza. 

O intuito da viagem foi conhecer e também fazer um estudo do que se pode ser trabalhado na região de Cordisburgo, uma vez que esta é repleta de possibilidades neste mesmo seguimento que podem ser exploradas turisticamente. 

A viagem teve início na cidade de Diamantina, com os seguintes trechos.

Trecho 1: Diamantina a Bandeirinha 
Trecho 2: Bandeirinha a Barão de Guaicuí 
Trecho 3: Barão de Guaicuí a Mendes 
Trecho 4: Mendes a Conselheiro Mata 
Trecho 5: Conselheiro Mata a Rodeador 
Trecho 6: Rodeador a Monjolos 
Trecho 7: Monjolos a Nossa Senhora da Gloria
Trecho 8: Nossa Senhora da Glória a Curvelo

Toda viagem foi feita de forma única e exclusiva de bike, onde foram levados todos itens necessários como kit de reparo, roupas e alimentação. A cada povoado eram feitas pausas para descanso, lanche e almoço. 

O primeiro dia tinha como objetivo chegar até Conselheiro Mata ou seja, com muita areia, trechos técnicos e cachoeiras. Em Conselheiro Mata ficaram hospedados por lá duas noites, com o intuito de conhecer os outros atrativos no dia seguinte, Cachoeira das Borboletas, Das Fadas, e a famosa Cachoeira do Telesforo distante 20 km do Distrito de Diamantina, Conselheiro Mata. Fato curioso foi o encontro de um cordisburguense em uma carvoeira no percurso até a Cachoeira do Telesforo, onde renderam boas conversas do tempo em que ele residia na cidade. 

No terceiro os ciclistas foram de Conselheiro Mata com destino final a cidade de Monjolos percorrendo, onde oficialmente se encerra a Trilha verde da Maria Fumaça. Esse trecho seria o mais bonito e também o que ofereceu um certo risco, por ter alguns trechos com trilhas bem estreitas e logo ao lado profundos vales. Pelo fato da pandemia e ausência de ciclo aventureiros em alguns trechos também entre Conselheiro Mata e Rodeador foram difíceis de transpor, pelo fato da vegetação com muitos espinhos ter fechado alguns trechos, dificultando a passagem. 

De Rodeador a Monjolos foi o trecho mais tranquilo, caminho com trechos de decidas e bem conservado até Monjolos, onde dali iríamos percorrer mais aproximados 35 km até o povoado de Nossa Senhora da Glória, já no município de Curvelo, onde passaram a última noite.

No povoado de Nossa Senhora da Glória, os viajantes foram agraciados com um lindo pôr do sol e no fim da estrada um imponente casarão do ano de 1726 bem conservado e repleto de estórias onde iriam passar a última noite da cicloviagem. 

Enfim, o 4º e último, o percurso foi de Nossa Senhora da Glória até Curvelo, atravessando o Rio das Velhas e percorrendo mais um trecho com aproximados 38 Km, muita poeira, inúmeros subidas e muito calor, finalmente chegando a Curvelo, encerrando a aventura na Igreja de São Geraldo.































Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.