Um alerta sobre os perigosos causados por uma lagarta ou taturana conhecida popularmente por Lagarta de Fogo, nome científico Megalopyge lanata, foi divulgado em grupos de WhatsApp, nesta terça-feira (16), em Matozinhos. A espécie que tem veneno potente pode provocar hemorragia interna, insuficiência renal e, em casos extremos, até a morte.

Conforme áudio divulgado por um morador, que não teve o nome revelado, a esposa estava debaixo do pé de manga quando uma lagarta desta espécie caiu em sua mão. “Rapidamente passamos álcool, mas a levei para UPA. Mostrei a foto do bicho para a médica e precisaram colocá-la rapidamente no soro. Me explicaram que o efeito do veneno é muito rápido. Graças a Deus depois tudo ficou bem. É uma coisa que não damos tanta importância, mas é um perigo”, disse.

O perigo desta lagarta foi confirmada pelo Bombeiro Civil Voluntário Denis Valério. “Em algumas pessoas pode dar complicações realmente. Já encontrei lagarta dessa espécie em Pedro Leopoldo e Matozinhos. É normal onde tem vegetação esse tipo de lagarta. É preciso redobrar a atenção para evitar problemas maiores. No entanto, é importante que os moradores não matem as taturanas, pois a produção de soro depende da lagarta viva”

O setor de Zoonoses de Matozinhos informou que o caso será investigado.

Mais sobre a Lagarta: Também conhecida como Lagarta-de-fogo, elas provocam acidentes cujo envenenamento é decorrente da penetração de cerdas ou espículas na pele e conseqüente inoculação de toxinas. Na maioria dos casos tem evolução benigna, sendo bastante comuns as queimaduras. No entanto, acidentes envolvendo lagartas do gênero Lonomia podem provocar risco de morte caracterizado por alterações na coagulação do sangue. Podem ainda surgir reações alérgicas e/ou inflamações na pele (dermatite).
Continua depois da publicidade

Onde Vivem? Vivem naturalmente em regiões de florestas, porém são encontradas em árvores, cultivadas isoladamente, no meio rural e áreas urbanas. Árvores onde são encontradas: Cedro, Ipê, Figueira do Mato, Abacateiro, Pessegueiro, Plátano, Araticum, Seringueira, Pereira, Ameixeira, Figueira, entre outras.

Cuidados imediatos após contato com as lagartas

– Lavar bem o local do contato com água corrente.
Continua depois da publicidade

– Elevar o membro afetado.

– Procurar atendimento no posto de saúde ou hospital mais próximo.

Se possível levar a lagarta a unidade de saúde para identificação e o tratamento correto.

Medidas preventivas

– Evite o contato com qualquer tipo de lagarta.

– Observe atentamente as folhas e troncos das árvores;

– Nas atividades de risco, proteja o corpo com roupas e luvas adequadas;

– Pinte de branco os troncos das árvores próximas às residências. Facilite a visualização das lagartas urticantes;

– Alerte os vizinhos e amigos sobre este perigo;

– Verificar se as folhas das plantas foram consumidas por insetos.



Com Por Dentro de Tudo

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.