O sonho acabou. A 'eterna' fantasia de que time grande não cai chegou ao fim para o Cruzeiro. Em 2020, aos 99 anos de história, o time celeste irá jogar pela primeira vez a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. A confirmação da queda veio de forma melancólica, neste domingo (8), em pleno Mineirão, diante de uma torcida que fez a sua parte durante toda a temporada, mas que sabia que não dependia dela colocar o pé para empurrar a bola para o fundo das redes adversárias. 

Talvez por isso a esperança dos cruzeirenses em nenhum momento esteve em Pedro Rocha, Marquinhos Gabriel, Ezequiel, ou Sassá. A única esperança dos torcedores era na fé e ela também esteve presente no Gigante da Pampulha, principalmente antes de a bola rolar, quando ao invés de gritar o nome dos jogadores, foi entoado um 'Pai Nosso'. 

Religiosidade a parte, o pedido dos cruzeirenses foi atendido aos 38 minutos do primeiro tempo, quando o Botafogo abriu o placar diante do Ceará, coincidentemente o gol foi marcado por Marcus Vinícius, um ex-jogador celeste.

Com o resultado, novamente a permanência na Série A voltou a depender apenas do Cruzeiro. Mas o que era para ser uma solução, já que a partir dali o time só precisava vencer o Palmeiras, se tornou em um martírio, já que o time sequer esboçava reação. E aos 13 minutos do segundo tempo, o castigo por tudo que fez durante a temporada veio de forma dupla, primeiro com o gol do time paulista, marcado por Zé Rafael, depois com o empate do Ceará diante do Botafogo. 

Essa talvez tenha sido a grande sina do time celeste na reta final do Campeonato, uma vez que em quatro vezes nas últimas cinco rodadas do Brasileirão, o time também teve chance de deixar a zona de rebaixamento pelas próprias forças. Mas assim como aconteceu contra Avaí, CSA, Vasco e Grêmio, o maior problema sempre foi depender do Cruzeiro. 

Para ter uma ideia da 'façanha' que o Cruzeiro conseguiu na reta final da competição, o time celeste ficou as últimas nove rodadas sem vencer, sendo derrotado nos últimos cinco jogos.

Por O Tempo

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.