Após cinco meses de investigação, dez pessoas foram presas pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) por associação ao tráfico e tráfico ilícito de drogas. A quadrilha, com sete homens e três mulheres, foi rendida nesse domingo (28), na Avenida Afonso Vaz de Melo, região do Barreiro, em Belo Horizonte, dentro de seis veículos.

Durante investigações, a PCMG recebeu informações de que um caminhão, do estado do Paraná, estava transportando drogas. No veículo, foram encontradas centenas de colchões (produto de roubo ou furto) e cerca de uma tonelada de maconha. O Delegado João Prata estima que as drogas apreendidas alcançariam o valor de um milhão e meio de reais de lucro no comércio de Belo Horizonte e Sete Lagoas, onde seriam vendidas, mais especificamente no aglomerado, Suvaco das Cobras, Lindéia e no município de Sete Lagoas.

O Delegado acredita que há várias quadrilhas envolvidas nesse tipo de crime. Ao que tudo indica, o caminhão foi furtado ou roubado no interior do Paraná, e tanto os colchões, quanto as drogas seriam vendidos em Minas Gerais. O roubo de cargas e o tráfico ilícito de drogas estão ligados, disse Prata. As drogas serão incineradas pela PCMG.

“Era uma investigação sobre uma quadrilha especializada em roubos de cargas que já durava cerca de quatro meses”, explica. “A droga pode ter vindo do Paraguai e a carga de colchões possivelmente é roubada, as investigações ainda irão durar cerca de 30 dias”, destaca o delegado João Prata.

Por Tecle Mídia

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.