Na última terça-feira, 26 de abril, dois homens suspeitos de cometer tentativa de latrocínio foram presos em Paraopeba, em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça, em uma ação conjunta entre as Polícias Civil e Militar. 

Depois da divulgação da imagem dos homens presos, mais duas vítimas procuraram a Delegacia de Polícia Civil de Paraopeba. 

Essas vítimas, duas mulheres, relataram que no dia 24/01/2016, por volta das 0h35min, caminhavam por uma rua do bairro Dom Cirilo, em Paraopeba, quando foram abordadas por dois homens, até então desconhecidos, os quais estavam em um automóvel GM/Chevette. Um dos homens, que portava um revólver, exigiu que as vítimas entregassem seus telefones celulares, porém elas se negaram a fazê-lo. Por esse motivo um dos homens mandou que o outro, que estava armado, atirasse, tendo este efetuado dois disparos, porém a arma falhou. Em seguida os homens fugiram do local. 

Após ver a imagem dos homens presos, as mulheres reconheceram A.P.R., de 22 anos de idade, e  L.F.P.S., de 19 anos de idade, como sendo os autores da tentativa de roubo de que foram vítimas, sendo que o primeiro foi quem fez os disparos com o revólver. 


Mesmo com os homens presos no Presídio de Sete Lagoas, a Polícia Civil representou novamente à Justiça pela prisão preventiva dos mesmos, já que os investigados foram indiciados, desta vez por tentativa de roubo qualificado, e poderão ser condenados a pena de até 15 anos de reclusão.


Reportagem: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil/MG 


Esclarecimento: A Polícia Civil esclarece que o fato noticiado em 28 de abril não é o mesmo noticiado no dia 25 de abril, mas sim um desdobramento deste. Ao ver na internet a imagem dos homens presos, duas vítimas reconheceram eles como sendo os autores de outro crime (tentativa de roubo), que até então tinha autoria desconhecida. Por esse motivo em 28 de abril outro inquérito policial foi concluído pela Polícia Civil (o segundo referente a 
A.P.R., de 22 anos de idade, e  L.F.P.S., de 19 anos de idade), com o indiciamento dos investigados, conforme já mencionado no texto enviado anteriormente.

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.