Imagem: Lucas Gustavo 
Após um trabalho demorado e com muita dedicação, por partes dos técnicos e artistas das cores, a imponente construção religiosa da Matriz do Sagrado Coração de Jesus, em Cordisburgo, ficou muito mais bonita e vistosa.

Este santuário, que foi reconstruído por Frei Leônidas Schoorl e entregue a comunidade cordisburgunse, no dia 24 de junho de 1960, é um marco referencial para a comunidade católica de toda região.

E agora, sob a administração paroquial do Padre Geraldo Carvalho de Araújo e com a participação substancial dos fieis, que contribuíram financeiramente com suas participações nas barraquinhas e em outros eventos, tudo foi possível para esta revitalização das cores.

Assim, a pintura de todo o templo foi concretizada externa e internamente, deixando a igreja que já era bonita...muito mais bonita ainda.

A comunidade católica está regozijante de alegria!

Reportagem Adriano Bossi

ÁLBUM DE FOTOS
Imagens: Lucas Gustavo
Novo Altar
Pintura da matriz no mês de Junho

Postar um comentário

  1. Eu era um menino de 16 anos e lia o engenheiro Euclides da Cunha. Sua explosiva montagem de engenharia de expressão escrita me chamou a atenção. O médico Guimarães, eu ouvia falar dele. Euclides como que me deteve. E Deus me trouxe até aqui passado 1/2 século. Magnífica nossa viagem humana no planeta. Agora me detenho frente a esta Igreja do Sagrado Coração de Jesus que me detém infinitamente mais...:)

    ResponderExcluir
  2. Quando a gente está chegando em Cordisburgo vindo de BH, vê-se uma Igreja do lado esquerdo logo depois do portal a uns 100 m da avenida. E ela ainda não está na internet. 2 torres separadas ao alto por uma estrutura de simples alvenaria disposta em forma de um triângulo em lados de semi-círculos. 3 cruzes as encimam. Louvado seja o sacratíssimo coração de Jesus.

    ResponderExcluir
  3. A misericórdia de Deus é a única experiência direta que o homem tem com Deus. Digamos que passamos a vida toda sem nem lembrar de Deus. Seremos como que desobedientes a quem nos fabricou. Seremos como que ladrões de nossos próprios corpos, porquanto nós não nos autofabricamos. Digamos que até sexo fazemos com parceiros que não são nossos cônjuges, Senhora da Aparecida, se assim nascemos, então é como um incesto com nossa própria mãe!. Eu acho que quando Guimarães Rosa disse que viver é perigoso, ele quis se referir ao lado sagrado da existência humana. O pecado é um perigo que nos ronda. Mas então onde entra a misericórdia de Deus?. Ela não entra, está introjetada em nós. Não existe maior misericórdia que a humildade de Deus, que não nos abandona. Eu penso que qualquer um de nós ainda que seja na hora da morte vai reconhecer esta misericórdia. Se a experiência direta não foi em vida, vai ser na hora do encontro definitivo. E como vai ser esta misericórdia?...morramos e saibamos...:)

    ResponderExcluir

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.