O Grupo de Policiamento Tático da 2ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Sete Lagoas prendeu uma organização criminosa que aplicava golpes de estelionato, na segunda-feira (30). Os agentes perceberam o nervosismo do condutor quando foi abordado, ele estava com documento falsificado.

Os autores José L. H., 48 anos; Vilson E. P. C., 53 anos e Luiz C. V., 47 anos foram presos por estelionato, eles viajavam de São Carlos/SP para região de Curvelo em um Volkswagen Passat, ano 1996, com placa de Belo Horizonte.

Trio de estelionatários / Foto: DivulgaçãoTrio de estelionatários / Foto: Divulgação

O condutor José apresentou uma cédula de identidade em nome de Valdir F. S., 56 anos. Mas quando os policiais fizeram uma busca no interior do veículo foi encontrada uma segunda cédula de identidade com a mesma foto da primeira, mas em nome de João P. L., 51 anos.

José admitiu usar os dois nomes para registrar uma empresa de construção civil, abrir contas bancárias, contrair empréstimo habitacional junto à CAIXA, comprar veículos e até registrar um imóvel em Curvelo. José ainda relatou que Vilson era seu sócio na área de construção civil e Luiz cuidava da área administrava da empresa.

Com os autores foram apreendidos: três registros de alterações de razões sociais de uma suposta Construtora JMF; um contrato de financiamento habitacional da CAIXA; um contrato de abertura de conta bancária do Itaú; um registro de um imóvel no cartório de Curvelo; um CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento Veicular) de um Fiat/Uno; três CPF´s; cinco cartões bancários; um talão de cheque com folhas em branco do Banco de Brasília; quatro folhas de cheques CAIXA em nome da suposta Construtora JMF, sendo uma preenchida no valor de R$ 10.500,00; três cartões de crédito de lojas/hipermercado; um note book e um aparelho celular.

José é natural de São Carlos/SP e tem registro criminal por roubo e outros por estelionato. Ele já cumpriu pena por roubo a veículos de carga no estado de São Paulo. Vilson é natural de Caetanópolis/MG e responde inquérito por lesão corporal e ameaça. Luiz é de Araraquara/SP e não possui registro criminal. 

Os três indivíduos foram encaminhados à Polícia Civil de Sete Lagoas. O veículo foi removido ao pátio credenciado do Detran, pois havia uma ordem judicial de apreensão para o bem. Há indícios que o veículo também fora adquirido de forma fraudulenta.
Fonte: SeteLagoas.com.br

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.