A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu nesta terça-feira (7), o índice médio de 7,07% para o reajuste das tarifas de energia elétrica da Cemig Distribuição, que passa a vigorar a partir desta quarta-feira (8), até abril do ano que vem.  


Aumento da tarifa energética é de 5,93% / Foto: Divulgação Aumento da tarifa energética é de 5,93% / Foto: Divulgação 


O aumento para o consumidor residencial comum é de 5,93%. Para os consumidores industriais e o setor de serviços, atendidos em média e alta tensão de energia, o aumento médio a ser percebido será de 8,12%. Para os consumidores atendidos em baixa tensão o reajuste médio será de 6,56%. 

De acordo com o gerente de Tarifas da Cemig, Ronalde Xavier Moreira Júnior, o consumidor somente vai perceber o reajuste total a partir da fatura de maio. “Isso acontece porque as datas de leitura das contas de energia são distribuídas ao longo do mês. Assim, em abril, os consumidores pagarão uma parte do consumo ocorrido antes de 8 de abril ainda conforme a tarifa antiga e a outra parcela do consumo já com o reajuste da tarifa”, explica o gerente. 

Importante destacar que, com a homologação dessas tarifas residenciais, o aumento acumulado nos últimos dez anos foi de aproximadamente 32%, enquanto a inflação medida pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) foi cerca de 70%. 

Segundo Ronalde Xavier, as condições hidrológicas dos últimos dois anos, repercutindo em plena utilização das usinas termoelétricas, bem mais caras que a geração tradicional hidroelétrica, geraram a principal necessidade de repasse de custos para os consumidores. 

Fonte: SeteLagoas.com.br

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.