Um corredor com seis prateleiras que vão até o teto estão com mais de cinco milhões de remédios vencidos e estocados em um galpão em Contagem MG. Vários tipos de medicamentos como Sinvastativa, usado para combater pressão alta, Dipirona, comprimido utilizado para febre e dor, Mebendazol, para verminose, e Glicazida para pacientes com diabetes, são os principais medicamentos do estoque.   


Foto: Divulgação Foto: Divulgação 

De acordo com a Secretaria de Saúde, esses remédios deveriam ter sido entregues para as prefeituras até setembro do ano passado, como perderam a validade e não podem mais ser consumidos pelos pacientes do estado, os medicamentos foram encaminhados para o depósito.  

Segundo o superintendente de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Saúde, Homero Filho, disse que não é possível dizer ainda o que aconteceu exatamente, pois são lotes de remédios comprados de fornecedores diversos e em datas diferentes, mas que problemas como descumprimento de regras de estoque por parte do consórcio e regras sanitárias estariam entre as causas da demora na distribuição. Esses medicamentos foram avaliados em R$13 milhões. 

Fonte: Estado de Minas/SeteLagoas.com.br

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.