Foto: Divulgação

 


No próximo dia 08 de novembro de 2014 Sete Lagoas será representada por Mariza da Conceição Pereira, Ex-Diretora do Clube de Letras de Sete Lagoas e atua Assessora de Patrimônio do departamento de Museu Histórico recebera a medalha de Mérito Cultural ‘Acadêmica Sinhá Araújo na cidade vizinha de Cordisburgo por meio da Academia Cordisburguense de Letras Guimaraes Rosa.

 

“ Esta medalha e pela vida cultural dela e por tudo que ela fez pela cultura de Sete Lagoas e Cordisburgo “, diz Doutor Jose Augusto Faria de Souza – Presidente da Academia Sete Lagoana de Letras se referindo a Dona Mariza da Conceição Pereira que prosseguiu emocionada e finalizando com as seguintes palavras: “ Sempre que posso estou presentes nos eventos da Academia de Letras de Cordisburgo e esta homenagem deve ser pelo fato de eu ter trabalhado e estar trabalhando pela Cultura há mais de 50 anos“.

 

A Assessora de Patrimônio do departamento de Museu Histórico, Marisa da Conceição Pereira recebeu a noticia na tarde do dia 29 de setembro de 2014, por intermédio dos três membros da Academia Cordisburguense de Letras Guimaraes Rosa, Doutor Jose Augusto Faria de Souza – Presidente da Academia Sete Lagoana de Letras, Marcio Vicente da Silveira Santos – Secretario Municipal de Cultura e Juventude em Sete Lagoas e Mestre Carnot Guedes, que a entregaram um comunicado em forma de convite para ser homenageada com a Medalha de Mérito Cultural `Acadêmica Sinhá Araújo`.

 

 

Quem foi Sinhá Araújo

Sinhá Araújo, natural de Cordisburgo, fundadora da Academia Cordisburguense de Letras Guimaraes Rosa, há 30 anos fundou a Academia, em 1984.

 

Sinhá residiu durante grande parte da sua vida no Rio de Janeiro e voltou há Cordisburgo quando já era bisavó, criando assim a Academia. Em Cordisburgo e em Sete Lagoas ela encontrou respostas e pessoas que abraçaram sua ideia da formação da Academia.

 

Desde o inicio, o Clube de Letras de Sete Lagoas mantem um intercambio Cultural com a Academia de Cordisburgo.

 

Antes mesmo de Dona Sinhá, o Clube de Letras de Sete Lagoas trabalhava para criar na cidade de Cordisburgo uma entidade literária, principalmente através de Francisco Timóteo Pereira, cordisburguense, membro fundador do Clube de Letras de Sete Lagoas.

 

Então, ei que surgiu a ideia de Sinhá Araújo, na qual recebeu total estimulo do Clube e da Academia de Sete Lagoas.

 

Permanece ate os dias atuais o Intercambio entre a Academia de Cordisburgo e o Clube de Sete Lagoas. Devido este intercambio Dona Marisa, como e conhecida, e homenageada de hoje por meio da Academia Cordisburguense de Letras.


Fonte: TecleMidia
(http://www.teclemidia.com/?pg=noticia&id=639)

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.