Pela primeira vez em Minas Gerais, a Receita Federal vai utilizar um helicóptero para fiscalizar contribuintes que estão sonegando impostos na construção de casas e prédios. A operação começou nesta terça-feira (2) em Belo Horizonte. De acordo com a Receita, foram selecionados endereços de 750 imóveis na Região Metropolitana. Os dados foram mantidos em sigilo. 

Helicóptero vai ajudar a fiscalizar quem sonega imposto em obras / Foto: Divulgação
Helicóptero vai ajudar a fiscalizar quem sonega imposto em obras / Foto: Divulgação

O objetivo é flagrar contribuintes que omitiram rendimento e aqueles que não pagaram impostos sobre a obra. Na manhã desta terça (2), a corporação realizou a primeira fiscalização aérea do estado. Dois pilotos – que são auditores da Receita Federal – sobrevoaram imóveis da Região Sul da capital. Com a vista aérea será possível filmar e fazer fotografias, uma estratégia para ter mais detalhes das moradias.

A Receita Federal arrecada, em Minas, R$ 130 milhões por ano com a contribuição previdenciária sobre construções. A expectativa é que, com este helicóptero, a arrecadação aumente 30%. A contribuição previdenciária sobre construções deve ser paga por qualquer pessoa que estiver construindo, reformando ou demolindo imóveis. Ela incide sobre a mão de obra contratada para o serviço.

A fiscalização com helicóptero já é realizada em outros sete estados, de acordo com a Receita. Até o fim do ano, a expectativa é de três mil endereços sejam vistoriados em Minas.


Fonte: SeteLagoas.com.br

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.