A grave crise financeira que atinge os municípios brasileiros desde o segundo trimestre deste ano continua a gerar consequências. Com várias obrigações a ser cumprida pelos gestores municipais, a perda de recursos, provenientes das políticas públicas adotadas pelo Governo Federal para aquecer a economia interna do país, tem prejudicado e muito os Prefeitos nesse final de mandato.

Em Minas Gerais essa situação é ainda pior, com 70% das cidades dependentes de repasses da União, muitos terão dificuldades em cumprir com suas obrigações e o 13º salário dos servidores municipais vai se tornar em mais um desafio para os prefeitos mineiros. Pesquisa realizada pelo Departamento de Economia da Associação Mineira de Municípios - AMM demonstra como as ações adotadas pelo Governo Federal prejudicaram as receitas das cidades mineiras. Consequentemente o cumprimento das obrigações por parte dos gestores públicos de Minas Gerais também foram prejudicadas.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 de outubro e 20 de novembro com 121 municípios mineiros, sendo 76,8% dos municípios pagam o 13º salário em uma única parcela, 19,8% pagam em duas parcelas, e 3,4% não informaram. Para as cidades que pagam em parcela única, somente 3,3% dos municípios já efetuaram o pagamento, 77,6% ainda não efetuaram este pagamento e 19,10% não responderam. Para os municípios que ainda não efetuaram o pagamento, 42,1% pagarão até o dia 30/11;  5,7%  até dia 20/12; 42,17% estão sem previsão de pagamento e 10,03% não quiseram responder.

Já os municípios que fazem o pagamento em duas parcelas; 16,5% já pagaram a primeira parcela; 22,3% ainda não pagou e 61,2% não responderam. Quanto o pagamento da segunda parcela; 16,5% dos municípios pagarão até o dia 30/11; 1,6% pagarão até o dia 20/12 , 19,8% estão sem previsão de pagamento e 62,1% não sinalizaram.

Em relação à Folha de Pagamento, 13,2% dos municípios pesquisados estão com a folha de pagamento atrasada, 33% atrasarão, 51,2% conseguirão manter a folha de pagamento em dia e 2,6% não quiseram responder.

Fonte: Portal Sete / Departamento de Comunicação da Associação Mineira de Municí­pios

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.