Aconteceu nesta segunda-feira, 25, a Reunião Ordinária da Câmara de Cordisburgo, referente ao mês de Novembro de 2019.

Na tribuna livre, o Senhor Amilton Fernandes da Silva dissertou sobre o Golpe Militar na Bolívia e as Consequências para a Democracia na América Latina, falando também sobre os reflexos que podem trazer a política que nos cerca.

O Senhor Fábio Júnio Barbosa se demonstrou preocupado com a vinda de novas empresas que estão se instalando em Cordisburgo e seus reflexos para a saúde, segurança pública e cultura cordisburguense; ressaltando não ser contra o progresso, mas que medidas devem ser tomadas para que esta instalação seja o melhor possível para a cidade e a população.

Foram discutidos e votados os seguintes projetos:

  • Projeto de Lei nº 24/2019 – Altera o Demonstrativo 7 da Lei Municipal nº 1.728, de 25 de Junho de 2019 e dá outras providências.
  • Projeto de Lei nº 27/2019 – Altera Lei Municipal nº 1.702, de 15 de Dezembro de 2017 e dá outras providências.
  • Projeto de Resolução nº 11/2019 – Fixa as Reuniões Ordinárias da Câmara Municipal de Cordisburgo para o Período Legislativo de 2020.
  • Projeto de Resolução nº 12/2019 – Referenda Despesa para o Orçamento de 2020 da Câmara Municipal de Cordisburgo, Estado de Minas Gerais.
Todo os projetos foram aprovados por unanimidade.

Vários vereadores se disseram preocupados com a atual situação dos entulhos nas vias públicas da cidade, e que não poderão ser retirados devido as máquinas da Prefeitura estarem danificadas, e uma inclusive há mais de um ano.

Foram ainda cobradas soluções para as estradas rurais, sobretudo a MG-231, que demandam manutenção constante do DEER/MG.

Também foi demonstrada preocupação quanto à instalação das novas empresas na cidade, além de serem criticadas as obras do Estádio da Várzea.

Confira a palavra dos vereadores na íntegra:

Postar um comentário

  1. Aposto que este Fabio é bom é para pichar patrimônio público. Estas empresas que estão vindo Cordisburgo é excelente para o povo o comércio local , nós que temos que mudar nosso jeito de atender este pessoal. Vai gerar muito emprego para população vamos recebe Los de braços abertos. Agora o Fábio é excelente para pichar, sobre a ditadura.

    ResponderExcluir
  2. O rapaz ainda tem coragem de falar de comportamento. Adora pichar o patrimônio público . Será que ele e amiguinho dele foram lá apagar a pichação na saída da cidade. PT não tem jeito mesmo. Nós de Cordis temos de aprender a tratar a novas pessoal.

    ResponderExcluir
  3. A um tempo atras trouxeram a quadrilha do pt e os recepcionaram no museu cheio de invasores de propriedades alheias e agora ta preocupado com trabalhadores. Não é esta empreiteira que tinha um funcionário da prefeitura "pegando curriculum não?

    ResponderExcluir
  4. Boa noite. Na época que está empresa começou a indenizar a faixa de servidão das linhas de transmissão. Tinha um boato que o vice prefeito. Estava recebendo currículo para empregar na empresa. Era pura mentira. Este tipo de empresa só recruta pessoal de serviço gerais. O pessoal tem que ser especialista no tipo de serviço. O camarada não sabe nem mentir. Iludindo a população para ganhar votos.

    ResponderExcluir

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.