Um estudante de 17 anos foi apreendido depois de usar as redes sociais para ameaçar atacar uma escola de Montes Claros, na região Norte de Minas. No WhatsApp, o jovem publicou mensagens que fazem alusão ao massacre com dez mortos e 11 feridos, em Suzano, na Grande São Paulo.

"Amanhã nós caçaremos, vcs serão vítimas do inesperado" e "a aula de amanhã vai ser top", publicou o rapaz no status do aplicativo de mensagem. As frases acompanhavam fotos do menino com armas, touca e um sobretudo preto. A postagem rapidamente viralizou e o pânico se instaurou na cidade. Alunos, professores e pais ficaram com medo de que o jovem cometesse um crime na instituição.

A Polícia Civil foi acionada e, na casa do menor, apreendeu uma réplica de arma, uma touca e outros objetos usados nas postagens. Aos agentes, o estudante falou que "tudo não passou de uma brincadeira". O caso aconteceu no início da noite de quarta-feira (20) e o adolescente foi levado para a Delegacia de Plantão.

De acordo com a polícia, ele permanecerá no local até as 14h desta quinta-feira (21), quando será apresentado ao juiz da Vara da Infância e Juventude do município para as providências cabíveis. De acordo com a corporação, o procedimento padrão é que o apreendido assine um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e seja liberado. O caso do estudante, contudo, será analisado e decidido pelo juiz.

A Polícia Civil informou que o adolescente pode ser indiciado por incitar publicamente a prática de crime. A pena para o delito varia de três a seis meses de prisão, ou pagamento de multa. 



Aulas

Depois das ameaças, surgiram rumores na web de que a aula na escola apontada como alvo do estudante ficaria fechada nesta quinta-feira. A informação foi desmentida pelo diretor da instituição, que informou que o local está funcionando normalmente.

Por Hoje Em Dia

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.