Vez por outra ou de vez em quando, tomamos conhecimento de alguma pessoa ou melhor, de algum ser humano com raciocínio acima do normal - os chamados "inventa tudo" - verdadeiros inventores e criadores de tudo aquilo que necessitam.

São figuras humanas dotadas de um conhecimento fora do comum e que se constituem em verdadeiros mestres do "sabe tudo" e vão construindo geringonças à sua maneira e sem interferência de nenhuma outra pessoa.

Na cidade de Caetanópolis - vizinha a Cordisburgo, a nossa reportagem, nesta semana, teve a grata surpresa de conhecer um grande inventor e pessoa dotada de uma capacidade enorme, para fabricar para si próprio, muitas "máquinas esquisitas".

Estamos falando do senhor Alexandre Nascimento, 94 anos, nascido em Cedrolândia - (Cedro Velho), muito bom de prosa, de papo alegre e descontraído, que nos recebeu em seu velho galpão, onde se encontram suas "relíquias" - máquinas inventadas há várias décadas e todas funcionando a um toque de dedo ou, a uma corrida de mão nas correias das engrenagens.

Bicicleta a motor, Arado com motor elétrico, Adaptador de madeira (engrenagem enorme) para movimentar velho torno mecânico, Máquina (cilindro) para descascar mandioca, Máquinas gigantes de madeira, para prensar mandioca e preparar a massa para farinha, Engenho gigante para moer cana, Barco de pesca desmontável e com motor de popa movido a gás para a navegação, Velhas Rural Willys (2), anos 60, funcionando com botijão de gás e com várias outras adaptações e ainda, muitos outros curiosos inventos

E, entre tantas proezas, vale destacar esta: um inusitado socorro a um pequeno avião (teco-teco) que se acidentou no campo de aviação de Paraopeba e teve seu trem de pouso quebrado (década de 60). O conserto foi feito pelo senhor Alexandre, com muita precisão, reparando (substituindo) a peça danificada e roda avariada do avião, foi doada a ele, pelo piloto, como forma de agradecimento. Hoje ela compõe o Arado com motor elétrico.

História ou histórias de um inventor anônimo e de muita sabedoria, que, do alto dos seus quase 100 anos de vida, se encontra, felizmente bem disposto, alegre e distribuindo gentilezas - como fez à nossa equipe, que o visitou na última quarta-feira.

Chegamos ao Sr. Alexandre através de Júlio Diniz e Santos, moradores de Caetanópolis.

Reportagem Adriano Bossi, com participação e fotos do Brasinha













Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.