Foi divulgado nesta terça feira (7), o balanço geral da Polícia Rodoviária Federal sobre a Operação Semana Santa que encerrou nesta segunda feira (6). Os índices indicaram uma queda de 31% no índice de letalidade nas BRs, e 63% no índice de acidentes graves, em comparação à Operação Semana Santa realizada no ano anterior, em nível nacional. Toda a operação foi caracterizada por ações educativas e de policiamento focadas na prevenção de condutas de risco que contribuem para a ocorrência de acidentes graves. Esse índice é o menor registrado pela PRF para o feriado de Semana Santa desde 2007. 

Nos cinco dias de operação, a PRF fiscalizou 168.588 veículos, 183.209 pessoas e realizou 59.007 testes de etilômetro, popularmente conhecido como “bafômetro”. Ao todo, 1.151 pessoas foram impedidas de dirigir por estarem sob efeito de álcool sendo que 255 foram presas por embriaguez. 


Foto IlustrativaFoto Ilustrativa

As ultrapassagens realizadas em locais proibidos são as principais responsáveis pelas colisões frontais, um tipo de acidente que, comparado com outros tipos de acidentes registrados pela PRF, apresenta baixa incidência, mas altíssima letalidade. Em Minas Gerais os resultados foram ainda mais expressivos. Conhecido como um dos estados de maior letalidade nos feriados, a redução no número de mortos chegou a 53%. 

A fiscalização foi intensa com foco nas infrações de alcoolemia, ultrapassagens proibidas e excesso de velocidade, gerando um resultado surpreendente onde nenhuma morte foi causada por ultrapassagem proibida. Mas em contrapartida oito acidentes que resultaram em morte durante o feriado, foi constatado que foram causados por velocidade excessiva ou incompatível com as condições do momento. O alto índice de registros de velocidade excessiva demonstra a urgente necessidade de mudança comportamental por parte dos motoristas.

A Polícia Rodoviária Federal ainda ressalta que a educação para o trânsito em Minas Gerais também foi muito importante nesse resultado expressivo, e o número de ações aumentou consideravelmente em relação ao mesmo feriado do ano passado.

Fonte: SeteLagoas.com.br

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.