Termina no dia 6 de maio o prazo para que cidadãos que tiveram o título de eleitor cancelado regularizem a situação. Quem não estiver em dia com o documento, não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno equivale a uma eleição.

Como regularizar o título

Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral próximo a sua residência, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, será cobrada uma multa de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina em 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que teve o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

A situação de cada eleitor pode ser verificada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno será realizado no dia 4 de outubro. Se necessário, o segundo turno será no dia 25 do mesmo mês. Cerca de 146 milhões de eleitores estarão aptos a votar.

Por Agência Brasil



Depois de décadas, a Gruta do Maquiné voltou a ter vários gotejamentos, e suas piscinas naturais ficaram completamente cheias.

O grande volume de chuvas em Cordisburgo, nos meses de Janeiro e Fevereiro, proporcionaram que a umidade penetrasse nas rochas da caverna, ocasionando vários gotejamentos, que formarão novas estalagmites e estalactites.

As piscinas naturais, por muito tempo vazias, ficaram completamente tomadas de água, e por vezes transbordaram na passagem dos visitantes, mostrando a dimensão do volume penetrado.

Mesmo para nós cordisburguenses, que estamos acostumados com as belezas local, a cena brilha aos olhos.


Nunca antes havia presenciado tamanha perfeição em Maquiné. Ali era nítido o barulho dos insetos, o brilho das rochas, o contraste das cores e a vida celebrando a gotejar.

Talvez seja por isso, que ao avistar a "Lapa Nova do Maquiné" em 1835, proferiu que “nunca meus olhos viram coisa tão bela e magnífica nos domínios da natureza e da arte.”.

E só Guimarães Rosa pôde proferir a definição real do espaço geográfico: "lá se desencerra a Gruta do Maquiné, milmaravilha, a das Fadas".


Com o surto do covid-19 em todo o mundo, a Gruta foi fechada pelo Governo de Minas, o que possibilitou que poucas pessoas pudessem desfrutar da sensacional cena.

Entretanto, este fechamento poderá permitir que a água faça sua ação natural sem qualquer interferência humana, possibilitando que com sua abertura nos próximos meses, possamos presenciar novas formações, afinal, uma gruta é como a vida: está em constantes transformações.

Vamos celebrar a vida em Maquiné! 


Por Lucas Gustavo - Texto e Fotos


















Nesta quinta-feira, durante operação policial, um indivíduo foi preso suspeito de tráfico de drogas, em Cordisburgo.

Os militares de Cordisburgo, com apoio da guarnição de Araçaí, avistaram duas menores do sexo feminino em atitude suspeita e ao abordá-las, foi localizado com uma delas 01 porção de substância semelhante a maconha. 

Durante parlamentação com as menores, foi informado que a substância foi adquirida com um amigo. 

Diante das informações, o policiamento se deslocou até a residência do autor, onde foi dada voz de prisão, sendo este conduzido até a DP de Sete Lagoas.

As duas menores foram apreendidas.

Além da droga, foram apreendidos dois aparelhos celulares e uma bicicleta.


Com informações de Polícia Militar


Os números divulgados nesta terça-feira (24) pelo Ministério da Saúde sobre a pandemia de Covid-19 mostram recuo no percentual de aumento de casos confirmados mas, por outro lado, salto preocupante no número de mortes. De acordo com o balanço apresentados em Brasília pelo secretário-executivo da pasta, João Gabbardo dos Reis, e pelo secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, o total de diagnósticos positivos para o novo coronavírus registrados pelas secretarias estaduais de saúde chegou a 2.201 - elevação de 16% em relação à véspera. Os óbitos, no entanto, saltaram de 34 para 46 (35,2%). Todos ainda confirmados em São Paulo (40) e Rio de Janeiro (6). O percentual de letalidade da epidemia no país subiu de 1,8 para 2,1%.

O Ministério prossegue no esforço para intensificar os testes de diagnóstico, especialmente nas capitais e cidades de maior porte. A Petrobras confirmou a doação de 600 mil kits de testes rápidos que começam a chegar ao país na semana que vem. Ao todo, a expectativa é de contar com 22 milhões de kits entre testes rápidos e de diagnóstico, seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Gabbardo destacou que a pasta trabalha com um espectro de 86 casos não detectados para cada 14 confirmados e reforçou que os especialistas trabalham com uma elevação máxima de 33% da curva de contágio a cada dia, como indício de que a pandemia está dentro de uma linha de controle. Segundo o secretário, a recomendação do Ministério em relação ao isolamento social se mantêm: pessoas com sintomas (inclusive em estado gripal) devem se manter em casa por pelo menos duas semanas, enquanto idosos devem evitar saídas, salvo em casos de necessidade extrema.



Por Mega Cidade


Em função das orientações do Ministério da Saúde relacionadas ao quadro de emergência de saúde pública causado pelo COVID-19, o IBGE decidiu adiar a realização do Censo Demográfico para 2021.

A decisão leva em consideração a natureza de coleta da pesquisa, domiciliar e predominantemente presencial, com estimativa de visitas de mais de 180 mil recenseadores a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o território nacional.
Considera, do mesmo modo, a impossibilidade de realização, em tempo hábil, de toda a cadeia de treinamentos para a operação censitária, cuja primeira etapa se iniciaria em abril de 2020, de forma centralizada, e posteriormente replicada em polos regionais e locais até o mês de julho.

Para a realização da operação censitária em 2021, o IBGE estabeleceu formalmente com o Ministério da Saúde o compromisso de realocar o orçamento do Censo 2020 em prol das ações de enfrentamento ao coronavírus, mantidas por aquele Ministério. Em contrapartida, no próximo ano, o Ministério da Saúde realocará orçamento no mesmo montante com vistas a assegurar a realização do Censo pelo IBGE.   

De modo a contemplar a data de referência dos últimos Censos realizados no Brasil, o próximo Censo Demográfico terá como data de referência o dia 31 de julho de 2021, com coleta de dados prevista entre 1º de agosto e 31 de outubro de 2021.

O processo seletivo para contratação de recenseadores e supervisores está suspenso. Candidatos que já efetuaram pagamento de inscrição serão reembolsados.


Por IBGE
Imagem de Forum Permanente


Na noite desta sexta-feira, a Prefeitura Municipal de Cordisburgo publicou o Decreto Nº 1.298, que determina o fechamento do comércio local, com exceção dos serviços essenciais. 

O fechamento vale para o período de 21 a 31 de Março de 2020, podendo ser prorrogado.

Poderão funcionar farmácias, supermercados, mercados, açougues, sacolões, lojas de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás e água mineral, padarias, postos de combustível, velórios, instituições bancárias, estabelecimentos lotéricos e Correios, desde que adotem medidas de higienização e garantam a segurança dos clientes e funcionários.

Os demais comércios poderão funcionar através de delivery, não podendo abrir suas portas.

As atividades administrativas municipais serão realizadas em escala mínima, e quando possível, preferencialmente por meio virtual.


O Programa Agente de Turismo Rural, promovido pelo SENAR, concluiu mais uma turma, que celebrou o fechamento dos seis meses de trabalho com um evento em Morro da Garça no dia 06 de Março. 

Além de Morro da Garça, o programa atendeu alunos das cidades de Cordisburgo, Curvelo, e Inimutaba, integrantes do Circuito Turístico Guimarães Rosa. 

Os representantes cordisburguenses foram Guilherme Miranda, Ana Laura Parreiras, Glauco Ferreira e Heber.

O programa do Sistema Faemg/Senar Minas foi desenvolvido na região em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Curvelo. O programa teve como instrutora Ana Edwiges Araújo e mobilização de Janaina Rodrigues.



Os alunos apresentaram o projeto “Caminhos Grande Sertão”, que consiste  em um percurso de 150 km por estradas de terra envolvendo as quatro cidades, tendo início na cidade de Cordisburgo e destino final a cidade de Morro da Garça. O percurso passará por povoados e propriedades, e o objetivo é geração de renda e fortalecimento do turismo rural. “Qualquer pessoa pode fazê-lo sozinho ou com a ajuda de um dos agentes. O percurso pode ser feito de carro, moto, a cavalo, bicicleta ou, até mesmo, caminhando. Em toda sua extensão vamos contemplar as belezas do Cerrado, o cotidiano da vida do homem no meio rural, com possibilidade de imersão na cultura local”, contou o formando da cidade de Cordisburgo, Guilherme Miranda da Silva.

“O turismo não pode parar, nem cochilar. Esperamos que os novos agentes possam resgatar valores, atrativos e particularidades da nossa terra. Os municípios apostam tudo nesses profissionais que, com suas habilitações devem e podem transformar o simples em importante, trabalhando para a expansão e economia local e proporcionando renda, ocupação e bem estar a muitas famílias do meio rural”, disse o prefeito de Morro da Garça, José Maria de Castro Matos.


O gerente interino do escritório regional do Sistema Faemg/Senar Minas em Sete Lagoas, Wander Magalhães, prestigiou o evento e disse que  a expectativa, a partir de agora, é que os novos profissionais possam colocar os conhecimento em prática e encontrar apoio dos municípios ou órgãos interessados. “Alavancar o turismo rural é o grande desafio. Para isso, todos os envolvidos tem um papel importante para que os projetos dos formandos possam ser solidificados ainda mais, construindo novas estratégias e estabelecendo novas metas periodicamente. É importante que estejam cientes disso e da necessidade de uma estrutura de trabalho em conjunto”, ressaltou.

“Que vocês trabalhem, empenhem-se no desenvolvimento desse circuito e tragam frutos e rendimentos para região. E o mais importante: que os turistas cheguem até o homem do campo e nossos produtores sejam beneficiados”, completou a analista técnica de Formação Profissional Rural (FPR) do Senar Marília Saraiva, coordenadora do Programa.


Também estiveram presentes e participaram da composição da mesa o analista técnico de FPR Harrison Belico; o prefeito de Inimutaba, Rafael Dotti; o prefeito de Cordisburgo, José Maurício Gomes; o vice prefeito de Curvelo, Marcos Dupim; Fátima Coelho; o gestor do Circuito Turístico Guimarães Rosa, Marco André Malaquias; a secretária municipal de Turismo, Ecologia, Meio Ambiente e Agricultura e presidente do COMTUR de Cordisburgo, Raquel Oliveira Barboza; o empresário do Trade Turístico Arraial do Conto Hotel e Lazer, Ney Geraldo de Freitas e vereadores.  





A Prefeitura Municipal de Cordisburgo publicou nesta quarta-feira, 18, o Decreto 1296 que dispões sobre a situação de emergência em saúde pública, como medida preventiva ao novo coronavíus.

A decisão válida por 180 dias e traça o cumprimento de medidas do Plano de Contingência Nacional e Protocolo Estadual de saúde.

Foram proibidos:
  • a realização de eventos festivos, esportivos, culturais, religiosos, políticos, educacionais ou outras atividades coletivas de qualquer natureza, com público estimado igual ou acima de 50 (cinquenta) pessoas, em locais públicos ou privados, ainda que anteriormente autorizados;
  • visita aos idosos internos do "Lar dos Idosos Sagrado Coração de Jesus", bem como a saída dos mesmos do referido estabelecimento;
  •  a atividades de grupos operativos, atividades de programas e projetos sociais especialmente quando se tratar de usuários que se enquadrarem nos grupos de risco;
Foram ainda apresentadas várias medidas no atendimentos dos estabelecimentos públicos municipais, principalmente os da área de saúde.

Foi também decretada a suspensão da realização de aulas em todos os estabelecimentos da rede de ensino do Município, inclusive da Creche São José Operário, até o dia 23 de março, podendo ser prorrogado.

A ação vêm depois que a doença tem se aproximado bastante da cidade. Nesta semana foi confirmado o primeiro caso em Sete Lagoas e nesta quarta-feira houve o registro de um caso suspeito em Paraopeba.




As cidades de Belo Horizonte e Sete Lagoas confirmaram seus primeiros casos de Coronavírus.

A primeira a confirmar foi BH, na segunda-feira. Já na manhã desta terça-feira, a vizinha cidade de Sete Lagoas também confirmou um caso.

Sete Lagoas

O Boletim Epidemiológico 02/2020, de 17 de março de 2020, da Secretaria Municipal de Saúde – Superintendência de Vigilância Epidemiológica trouxe a seguinte informação na manhã de hoje: em Sete Lagoas, dos 16 casos suspeitos da doença em investigação, um deu POSITIVO, quatro negativos e outros 11 ainda estão sendo analisados.

Conforme divulgado ontem durante coletiva realizada na Prefeitura da cidade, foi criada uma ala específica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender casos suspeitos. “A UPA 24 Horas terá capacidade para receber possíveis infectados. As pessoas precisam entender que só é considerado do grupo de risco quem apresenta os sintomas associados (coriza, tosse, dor de garganta, febre, cansaço e falta de ar) ou aquele que teve contato com algum suspeito que esteve no exterior”, alerta o diretor técnico do Hospital Municipal e da UPA, Dr. Thiago Melo. 

O prefeito municipal de Sete Lagoas, Duílio de Castro, assinou um decreto suspendendo eventos e atividades educacionais na cidade, visando combater o avanço do Coronavírus.



Belo Horizonte

A Secretaria de Estado de Saúde confirmou, nesta segunda-feira, o primeiro caso de coronavírus em Belo Horizonte. Trata-se de uma mulher de 34 anos e está sendo investigado se há histórico de viagem para o exterior.

Na rede municipal de ensino, as aulas estão mantidas, mas a possibilidade de fechamento das escolas não está descartada pela prefeitura.

A pandemia tem provocado cancelamento de diversos eventos que seriam realizados em Belo Horizonte e outras cidades da região metropolitana, uma vez que uma das principais recomendações das autoridades de saúde é que aglomerações sejam evitadas para que a situação não se torne ainda mais grave.

Sendo assim, locais como shoppings, museus, teatros, outros espaços e, até mesmo, igrejas da capital mineira estão anunciando o cancelamento ou adiamento da maioria das atividades programadas.

Minas Gerais

Até o momento, foram notificados 511 casos. Deste número, 420 estão casos sob investigação, 85 descartados e seis casos confirmados da doença.

Até agora foram confirmados casos nos seguintes municípios:

Ipatinga: Um caso - mulher de 38 anos, com histórico de viagem para Israel

Divinópolis: Um caso - mulher de 47 anos e histórico de viagem para a Itália

Juiz de Fora: Dois casos, sendo um homem de 65 anos, com histórico de viagem para os Estados Unidos, e um homem de 30 anos, em que está sendo investigado se há histórico de viagem para o exterior

Belo Horizonte: Um caso - mulher de 34 anos, em que está sendo investigado se há histórico de viagem para o exterior

Patrocínio: Um caso - mulher de 37 anos com histórico de viagem para a Itália

De acordo com a prefeitura de Coronel Fabriciano, na Região Central de Minas, há um caso confirmado na cidade. Trata-se de uma mulher de 32 anos que mora na Europa e foi para a casa da família no município.

Governador Romeu Zema (Novo) não compareceu à coletiva de imprensa, sobre os casos de coronavírus no estado, nesta segunda-feira (16). Segundo a assessoria de imprensa, Zema teve contato uma pessoa infectada e, por essa razão, vai ficar isolado em casa e fazer o exame.

O governador foi representado pelo secretário-geral Mateus Simões (Novo). Mateus informou que Zema saiu do gabinete no meio de uma reunião, assim que foi informado do risco de contágio, e deixou a Cidade Administrativa pela escada, para evitar os elevadores.

Durante coletiva, o governo do estado anunciou o fechamento de espaços culturais, como museus, bibliotecas e casas de espetáculo.

Mais de 1,7 milhão de estudantes na rede estadual tiveram as aulas suspensas. A medida vai acontecer entre esta quarta-feira (18) e domingo (22).

Acrescentou também que, todas as medidas de prevenção serão implantadas de maneira gradativa.

Servidores Idosos, gestantes e portadores de doenças crônicas vão pra fazer o teletrabalho, que é o trabalho a distância, a partir desta terça (17). Casos de servidores de serviços essenciais ainda serão avaliados.

Das seis pessoas infectadas, ainda não há informações de duas delas sobre viagens para área de risco, mas o governo reforça que Minas não têm casos de contágio comunitário.




Fontes:

Revista Encontro
Estado de Minas
G1
Sete Dias
SeteLagoas.com.br
Tecle Mídia
Análise Macro


O Governo de Minas anunciou, neste domingo (15), que vai decretar recesso escolar entre os dias 18 e 22 de março, na rede estadual de educação.

Segundo a Secretaria de Governo, a medida servirá para concentrar os esforços no diálogo com as unidades e na elaboração de medidas adicionais, monitorando a evolução da Covid-19, em Minas. As aulas serão retomadas no dia 23 de março, seguindo orientação da Secretaria de Saúde.

Cordisburgo

Em Cordisburgo a rede estadual composta pela Escolas Estaduais "Mestre Candinho", "Cláudio Pinheiro de Lima" e "Anísio Teixeira" foram afetadas pela medida, paralisando suas atividades na próxima quarta-feira.

Rede Particular

O Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG) informou que deve seguir a orientação do Governo e indicar a paralisação da rede particular no mesmo período.

O Sinep-MG reforçou o compromisso com os protocolos de segurança nas instituições, como o reforço à higiene das mãos, recreio escalonado, intensificação da limpeza, uso do álcool em gel e a suspensão de eventos com aglomeração de pessoas.

Sinpro Minas

Em nota, o Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro Minas) disse que, frente ao cenário pandêmico da Covid-19, expressa preocupação diante da gravidade da situação em que a sociedade brasileira se encontra e demonstra apoio a todos trabalhadores neste momento.

Leia a nota na íntegra:

"O Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas, frente ao cenário pandêmico de CODIV-19, coronavírus, vem expressar sua preocupação diante da gravidade da situação em que a sociedade brasileira se encontra e demonstrar seu apoio a todos/as os/as trabalhadores/as nesse momento particularmente difícil.
Na oportunidade, rechaça e contesta o posicionamento manifestado pelo Governo do Estado de Minas Gerais, e demais entidades que seguem sua orientação, que expressou posição contrária à proteção da comunidade escolar e da sociedade por não optar pelo fechamento IMEDIATO das escolas em todas as redes, sugerindo que a suspensão das aulas ocorra apenas a partir de quarta-feira desta semana, quando o pico das contaminações já pode estar muito acelerado.
A exposição dos professores, das professoras e da comunidade acadêmica fere o direito à vida, que é inalienável e está acima de qualquer outro direito, inclusive os de ordem econômica. Não interromper imediatamente as aulas, além de contribuir para a propagação da doença que assola o mundo, se traduz em medida irresponsável, no sentido ético e jurídico do termo.
As escolas possuem o dever legal de zelar pela prevenção de riscos no ambiente de trabalho, conforme observa-se na CLT e na Constituição da República. No mesmo sentido, a Convenção Internacional do Trabalho n. 155 indica que: “Em conformidade com a prática e as condições nacionais deverá ser protegido, de conseqüências injustificadas, todo trabalhador que julgar necessário interromper uma situação de trabalho por considerar, por motivos razoáveis, que ela envolve um perigo iminente e grave para sua vida ou sua saúde”.
Sabe-se, inclusive, que a própria legislação brasileira entende como sendo motivo de rescisão indireta a exposição do/a trabalhador/a a mal considerável. Dessa forma, os professores e as professoras possuem direito inarredável à quarentena e o dever legal enquanto cidadãos.
O Brasil, por toda a sua insuficiência de saúde pública, com o sucateamento do Sistema Único de Saúde, e diante do congelamento de gastos públicos imposto pela Emenda Constitucional 95, não possui condições de suportar essa epidemia, sendo essenciais todos os esforços para evitar os piores reflexos.
Nesse sentido, o Sinpro Minas reivindica que:
– As aulas no setor privado de ensino sejam imediatamente suspensas;
– Medidas sejam tomadas em casos de contaminação de alunos e professores;
– Os professores não sejam penalizados pelo quadro pandêmico, com a indevida perda de férias ou com quaisquer outras formas de punição disciplinar ou de descontos salariais;
– Sejam elaboradas, excepcionalmente, tendo em vista a situação atípica, planejamento para contemplar o conteúdo previsto no plano pedagógico através de aulas remotas e/ou atividades extraclasse, pois não é cabível reposição, pela especificidade da situação;
– Manutenção do emprego de todos os professores e professoras que contraírem a doença ou que estiverem em situação de suspeita;
– Revogação da EC 95 para o cumprimento do compromisso do Estado com a sociedade, através de políticas públicas para a contenção da epidemia e bem estar social.
Defender a suspensão das aulas em um cenário de surto e epidemia é defender a vida!".


Por G1


Na noite desta quinta-feira, militares de Paraopeba prenderam um homem por tráfico de drogas.

Os PM's receberam denúncia informando que um indivíduo estaria ofertando drogas em via pública. 

O suspeito foi localizado e abordado. Consigo foram localizadas 05 buchas de maconha, R$10,00 e 1 telefone celular. Indagado, respondeu que as drogas eram pra si e para um amigo consumirem. 

O autor foi preso e o material apreendido.


Com Polícia Militar


Na noite desta terça-feira (10/03), em Paraopeba, militares se depararam com uma motocicleta ocupada por dois homens e foi observado que o passageiro não usava capacete.

Ao notar a presença da PM, o condutor evadiu, praticando uma série de infrações de trânsito, até perder o controle direcional e cair ao solo. Ambos tentaram fugir, mas foram presos. 

O condutor foi submetido a teste do etilômetro e constatado teor que configura crime de trânsito, sendo autuado em flagrante.


Com Polícia Militar


A Petrobras informou nesta quinta-feira, 12, que reduziu o preço da gasolina em 9,5%, ou R$ 0,1600 o litro, e do diesel em 6,5%, em R$ 0,1250 o litro em todas as praças. A queda vem em resposta à drástica redução do preço do petróleo no mercado internacional.

Desde o início do ano a commodity vem caindo de preço por causa do coronavírus, que ameaça o crescimento da economia global, e mudou de patamar nos últimos dias por uma queda de braços entre a Rússia e a Arábia Saudita pelo volume de petróleo disponível no mercado.

Nesta quinta, o barril do petróleo operava por volta dos US$ 33, depois de ter aberto o mês de março em torno dos US$ 50.

Por Isto É


Circula nas redes sociais um comparativo dos Municípios de Araçaí e Cordisburgo, de gastos com o Carnaval de 2020.

De acordo com o comparativo, enquanto Araçaí teve um gasto com as bandas, de R$ 90.150,00, e um gasto total com a festa, de R$ 205.150,00, Cordisburgo teve um gasto com as bandas de R$ 28.500,00, e um gasto total com a festa, de R$ 68.460,00.

Veja abaixo o comparativo divulgado nas redes sociais:


Segundo informações, a população de Araçaí estaria estranhando o fato da cidade, embora seja menor que Cordisburgo, ter gastado quase o triplo.

Nesse sentido, o Site Mega Cidade, de Sete Lagoas, questionou a Prefeitura de Araçaí, através da Secretaria Municipal de Cultura, a respeito do valor do gasto, bem como solicitou um posicionamento sobre o comparativo divulgado nas redes sociais, a fim de esclarecer à sua população.

O secretário Caio Henrique G. Moura enviou a seguinte “Nota Oficial” ao Portal como resposta:

“Preliminarmente a municipalidade agradece o contato e a oportunidade de prestar os esclarecimentos acerca do comparativo que vem sendo veiculado nas redes sociais.
Tal atitude denota o compromisso deste competente veículo de comunicação em levar para o seu leitor, notícias de cunho jornalístico e não meramente sensacionalistas.
Dito isso, apresentamos abaixo os devidos esclarecimentos bem como material fotográfico que ilustra a estrutura e o investimento do evento Carnaval de Araçaí 2020.
O evento Carnaval de Araçaí, vem, a cada ano, ganhando mais projeção de público, e com isso incentiva e impõe que o município promova, cada vez mais, uma festa com maior visibilidade e que garanta aos foliões, um evento com segurança e a qualidade que merecem.
Ademais, é importante salientar que a festa, além de garantir entretenimento para os munícipes, prestigia, ainda, toda a região, uma vez que recebemos, neste período, diversos especiais vindos de Paraopeba, Santana de Pirapama, Sete Lagoas, dentre outros foliões.
No que tange ao fomento à economia local, o aludido evento trás para a cidade um número expressivo de turistas, o que gera para o município de Araçaí emprego e renda que pode ser facilmente constatado pelo número de barracas, ambulantes, estacionamentos que são abertos pelos munícipes no entorno do evento, além do aumento nas vendas do comércio local.
As principais críticas acerca do evento não residem na qualidade do mesmo, pois é incontestável, mas sim nos valores investidos pelo município de Araçaí, que inclusive vem sendo veiculado de forma errônea, ou seja, os números divergem dos valores efetivamente investidos, conforme pode ser verificado no site da Prefeitura de Araçaí (http://www.aracai.mg.gov.br/), especialmente no link Transparência, nota-se que todo o gasto encontra-se ali disponibilizado, bem como está de acordo com a Lei de Licitações e Contratos.
Os gastos que estão sendo divulgados, de fato, encontram-se equivocados, vez que inclui, inclusive, atrações que não fizeram parte do referido evento, como a Banda Samboleiros, que se apresentou, na verdade, no aniversário da Cidade.
Com relação à estrutura do evento, é importante detalhar que o evento contou com uma estrutura de grande porte, composta de 30 banheiros químicos, 24 seguranças e 8 brigadistas por dia de evento, que somados, alcançam 120 seguranças e 40 brigadistas durante os cinco dias de evento, além de atendimento médico contando com Médico, Auxiliar de Enfermagem e Ambulância.
Os shows que tiveram apresentação de artistas de renome regional contaram com uma estrutura envolvendo um palco de 12m x 10m com duas torres de alumínio e um sistema de som profissional para atender também os profissionais da música que ali se apresentaram.
Um dos pontos chaves do evento e que atrai cada vez mais foliões é o nível de segurança que o município oferece, e para isso, a festa contou com 50 peças de estrutura metálica para limitar a área do evento, propiciando com isso um maior controle de acesso.
Com relação ao comparativo, não cabe ao município de Araçaí, até mesmo por uma questão de respeito, adentrar nos investimentos realizados por Cordisburgo. Todavia, vale mencionar que ambos tiveram uma mesma apresentação musical, qual seja, a Banda Faraó, e os valores investidos foram idênticos. Já as demais apresentações musicais, não cabem comparação, uma vez que os artistas diferem, tendo cada um sua projeção e seu balizamento de preços apresentados nos respectivos processos licitatórios.
Para finalizar, é importante destacar que a realização do evento não interfere nos investimentos municipais, pagamento de funcionários, que ocorre até o último dia útil de cada mês, pagamento de fornecedores, nos serviços de Assistência Social, bem como o atendimento médico, que inclusive, foi ampliado recentemente com a abertura da Unidade Básica de Saúde aos fins de semana.”

Por Mega Cidade


No último domingo, 08, duas armas de fogo foram apreendidas no distrito de Lagoa Bonita.

A Polícia Militar de Cordisburgo foi informada de que um indivíduo estava sofrendo ameaças de seus vizinhos e que esses possuíam arma de fogo. 

Diante das informações, a PM se deslocou ao local, juntamente com as guarnições de apoio (Araçaí e Tático Móvel). 

No local, foi efetuada abordagem aos autores, que após parlamentar com a guarnição, confessaram as ameaças.

Devidamente autorizados pelos moradores, foram realizadas buscas na residência, sendo encontradas duas armas de fogo: um revólver cal. 38 e uma espingarda cal 12, ambas de fabricação caseira. 

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão aos autores e estes conduzidos, sendo um menor apreendido, juntamente com os materiais arrecadados.


Com informações de Polícia Militar


Os alunos da Escola Municipal Maria de Souza, do povoado da Bagagem, fizeram uma homenagem às mulheres.

Várias lembrancinhas foram produzidas pelos alunos e se encontram em distribuição, com um grande cartaz no ponto rodoviário de Cordisburgo, no Bar do Lírio, localizado na Avenida Padre João.

O trabalho foi coordenado pela professora Marney Mingote.

Parabéns aos alunos pela homenagem prestada às mulheres cordisburguenses!


O número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) chegou a 13 no país. Há ainda 768 casos suspeitos e outros 189 foram descartados pelas autoridades de saúde. O boletim foi divulgado pelo Ministério da Saúde hoje (6), em Brasília. O resultado marca um aumento e cinco pacientes infectados pelo vírus desde o último balanço, divulgado ontem (5).

Um dos novos casos foi registrado na Bahia. Uma mulher de 34 anos, residente da cidade de Lauro de Freitas, que teve o diagnóstico depois de viagem pela Itália, onde passou pelas cidades de Milão e Roma. Embora esteja assintomática, ela se encontra isolada em casa, sob observação das autoridades de saúde.

Os outros quatro novos casos foram identificados em São Paulo, totalizando dez pacientes com o vírus no estado. Completam a lista um no Rio de Janeiro e um no Espírito Santo. No Distrito Federal um teste acusou a infecção, mas a secretaria de saúde ainda aguarda a contraprova.

Avaliação

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que o país não fará mais a definição de casos suspeitos pela origem do paciente, passando a considerar todas as pessoas vindas de voos da América do Norte, Europa, Ásia e Austrália. No caso da América do Sul e África, o cuidado pode ocorrer caso um país vire foco do vírus.

“Nexo internacional facilita muito a classificação de suspeitos e excluídos. No momento que qualquer viagem internacional nos últimos 14 dias fica mais fácil classificar o indivíduo. Isso produz mais eficiência para o sistema”, argumentou o diretor do departamento de imunização e doenças transmissíveis da pasta, Júlio Croda.

Repetindo o que havia afirmado após se reunir com o presidente Jair Bolsonaro hoje pela manhã, o titular da Saúde adiantou que, embora não seja possível prever com exatidão, a perspectiva é que em breve haja o começo de transmissão comunitária, quando não é possível identificar a cadeia de transmissão e o primeiro infectado. Essa condição torna a investigação e o combate mais complexos, uma vez que não permite mais mapear as pessoas que entraram em contato com indivíduos infectados.

Atendimento

Mandetta considerou que agora uma das preocupações é com o atendimento. Isso porque a infecção tem caráter prolongado, o que ocupa profissionais e leitos hospitalares. Por isso, a orientação é que procurem as unidades de saúde pessoas com sintomas da contração do vírus.

“É um quadro clínico arrastado, quando internam em hospitais, pacientes permanecem por período prolongado. Não rodam os leitos. É diferente de gripe, em que pessoa fica de cama 2, 3 dias. Este momento é das pessoas evitarem o hospital. Se conseguirmos trabalhar hospital para quem necessita, acho que temos condições de atravessar com números de leitos que precisamos”, recomendou.

Medidas

A partir dessa avaliação, o Ministério da Saúde anunciou que pretende agilizar a habilitação dos leitos. O procedimento consiste em reconhecer aqueles em funcionamento e iniciar o pagamento pelos serviços envolvendo esses recursos. A equipe da pasta informou que vai dialogar com secretarias estaduais para facilitar os retornos e medicação de pacientes com doenças crônicas para liberar profissionais e estrutura de atendimento.

Na segunda-feira (9), deverá ser editada uma norma regulamentando o isolamento domiciliar. “Mantemos recomendação para que pessoas com quadro gripal que é melhor perder dia de trabalho, mas que pessoas tomem medidas de autocuidado em relação a sua saúde respiratória. Nós temos orientado para que aquelas unidades de trabalho que possam fazer uso de trabalho em casa, usem”, acrescentou o ministro.

Será montado um comitê com o Tribunal de Contas da União (TCU) para avaliar os procedimentos de contratação e aquisição de insumos de forma flexibilizada em razão da demanda. Já a campanha de imunização contra a gripe está mantida para início no dia 23 de março em todo o país, começando com públicos-alvo, como gestantes, crianças e idosos.

Casos de coronavírus no mundo

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou o relatório situacional do Covid-19 no mundo.


Por Agência Brasil


A partir de agora todos os moradores de Minas Gerais poderão registrar ocorrências de furto virtualmente. Desaparecimento de objetos, carros arrombados e outras modalidades que configuram o furto podem ser denunciadas na Delegacia Virtual por meio do aplicativo do Governo de Minas, o MG App.

A novidade foi divulgada nesta quarta-feira (4) pela Polícia Civil. Ao todo, somente em 2019, 283.907 casos de furtos foram registrados em todo o Estado. 

A Delegacia Virtual funciona desde 2016, registrando boletins de extravio de documentos, desaparecimentos de pessoas, danos simples e acidentes de trânsito sem vítima, por exemplo. Cerca de 30% desses serviços já são realizados virtualmente e não mais nos postos presenciais.

As ocorrências de furto começaram a ser registradas no dia 2 de março deste ano e, desde então, 209 registros foram feitos. Desde 2016, quase um milhão de ocorrências foram registradas. Somente em 2019, foram 239 mil. Em janeiro deste ano, 20 mil.

Com a inclusão do serviço de registro de furto, o interessado não precisa comparecer a uma unidade policial. “É uma ferramenta imprescindível e importante para o cidadão. Haverá uma celeridade, uma economia, ao cidadão e ao Estado. Essa ocorrência terá a mesma validade que uma ocorrência presencial. A investigação e o trabalho técnico-investigativo será desencadeado a partir dessa notícia crime”, afirmou o delegado Wagner Pinto. 

Segundo Ivan Lopes, superintendente de informações e inteligência policial, o registro de furto pelo aplicativo só pode acontecer caso a vítima não tenha a identificação do suspeito. “O furto é a subtração de coisa alheia móvel sem emprego de violência e de ameaça. Tratando-se dessa modalidade, poderá ser registrada. São solicitados dados como o local do fato, o objeto subtraído, dados que podem auxiliar na investigação. Se houver suspeito ou prisão de alguma pessoa, é o caso de acionar realmente a polícia”, afirmou.

Para se cadastrar no MG App, que tem mais de 800 mil downloads e 250 mil usuários ativos mensalmente, o usuário precisa preencher um formulário com e-mail e CPF. Além da delegacia virtual, agendamentos presenciais e atendimentos do Detran, por exemplo, são feitos no aplicativo. A possibilidade de registros de furtos por meio do aplicativo pode gerar mais de 95% de economia por atendimento, segundo Reginaldo Carvalho, superintendente central dos canais de atendimento do Governo de Minas. 

“Hoje na central de atendimento presencial do Estado a gente pode chegar a ter atendimentos da ordem de ate R$ 19 por atendimento. A nossa expectativa é que esse custo de atendimento que a gente já mede hoje em outros serviços vá ficar na faixa de R$ 0,50 por atendimento. Então a expectativa de uma redução e economia para o Estado é significativa”, explicou.

O tempo de espera para os atendimentos virtuais é mais de 90% menor do que os presenciais. De acordo com o coordenador de sistema da Polícia Civil, Breno Carvalho, a diferença é substancial. “Após o atendimento presencial pelo policial, em 40 minutos a pessoa consegue sair da delegacia, sem contar o tempo de espera. Na plataforma virtual, em 10 minutos, no máximo, a pessoa já respondeu a todos questionamentos e, após a triagem, recebe com tranquilidade na sua casa via e-mail a ocorrência. O e-mail vem customizado, com validação”, afirmou.

Por Jornal O Tempo
Tecnologia do Blogger.