Nesta terça-feira, 27, os alunos da Escola Municipal Octacílio Negrão de Lima e da Escola Estadual Mestre Candinho participaram do Projeto "Estímulo Literário".

Estiveram presentes, D. Dulcinéia Antoniazzi, escritora, que apresentou e presentou a Escola com seu livro "Lulinha"; Janice França, membro do Clube de Letras de Sete Lagoas e escritora, Simone Costa, cantora, contadora de estórias e escritora e Alan Keller subsecretário de cultura de Sete Lagoas.

As crianças puderam conhecer um pouco da área literária, fazendo perguntas para as escritoras além de terem apresentações musicais e narração de estórias no auditório do CAT - Centro de Atendimento ao Turista.

O projeto é promovido pelo Ponto de Cultura Yporanga - no Sertão Reunindo Histórias e tem apoio da Prefeitura de Sete Lagoas e Prefeitura de Cordisburgo, através da Secretaria Municipal de Educação.






Nesta segunda-feira, 26, a Câmara Municipal de Cordisburgo realizou reunião ordinária do mês de Fevereiro de 2018.

Na tribuna livre, o Sr. Jorge Luiz Figueiredo Barbosa reivindicou providências na estrada rural do povoado do São Tomé que se encontra em péssimo estado de conservação. Em seguida, a Srª. Flávia Barbosa Ferreira pediu ajuda ao Legislativo na melhoria do transporte escolar do povoado de São Tomé que se encontra inadequado.

Dando sequência foram votados os Projetos de Reajuste dos vencimentos dos funcionários da Câmara Municipal e criação do cargo de Coordenador de Educação Física, além do Projeto de Lei do REFIS do Município de Cordisburgo, sendo todos aprovados por unanimidade.

O Projeto Legislativo que cria o Parlamento Jovem foi retirado de pauta para alterações no texto.

O vereador Péricles Pereira não esteve presente na reunião, mas justificou sua ausência ao Presidente alegando problemas de cunho pessoal.

Durante a palavra dos vereadores aconteceram intensas discussões tendo como assunto principal as estradas rurais, tendo os vereadores cobrado ações do Executivo e depositado confiança no novo Secretário de Obras.

Confira o vídeo da Reunião:


Há dois Caios Blat: o de antes de ser apresentado a "Grande sertão:veredas" e o de depois da leitura do romance de João Guimarães Rosa.

No CCBB do Rio, onde está em cartaz com a montagem de Bia Lessa, para a peça teatral, o ator partilha com o público. a transformação provocada pelo texto do escritor mineiro - nascido em Cordisburgo-MG.

No momento, seu Riobaldo é considerado o grande papel da temporada, uma atuação memorável e que precisa ser assistida.

O ator Caio Blat, aos 37 anos, diz que é o personagem da sua vida e que o sertão o transformou, colocando-o "em outro mundo".
Carece ter coragem, como diz Riobaldo!

Sobretudo, colocar de pé, os textos de "Grande sertão:veredas". tido com "impossível de se guardar - porém, ditos com devoção total em cena.

O ator diz, que agora se prepara para filmar a versão de "Grande sertão:veredas, em junho, e em setembro encara o maior desafio desta travessia: vai atuar simultaneamente em "Grande sertão", "Puzzle e "A comédia..." durante o Festival Porto Alegre em Cena.

Depois de interpretar textos dificílimos nas peças de Hirsch, Caio Blat, tem impressionado o público em "Grande sertão", pois se tornou um especialista de textos impossíveis?

O desafio de "Grande sertão", não se refere apenas à extensão de texto, mas à complexidade da linguagem que funciona numa lógica incomum, com neologismos e termos que não conhecemos o significado.

Cada frase de texto é inesquecível!

O ator finaliza, dizendo que havia lido apenas "Sagarana", de Guimarães Rosa, e após ler "Grande sertão:veredas, relata que foi deveras "devastador".

E acrescenta: com certeza sou outra pessoa e estou em outro lugar depois deste livro. Essa obra é interminável. Você termina e já quer começar de novo.

Reportagem Adriano Bossi - com matéria de Bárbara Lopes - jornal O Globo - 25/2 (domingo)


Na madrugada da última sexta-feira, 23, uma mercearia foi arrombada em Cordisburgo.

A "Mercearia Bom Jesus", localizada nas proximidades do "Bairro da Paz" teve furtado alguns gêneros alimentícios além de cerca de R$ 70,00 em moedas.

A Polícia Militar de Cordisburgo realizou levantamentos que levaram a certificar que os autores seriam dois irmãos, tendo a guarnição deslocado rumo a residência dos suspeitos, tendo um deles sido encontrado na rua próxima à residência com o valor de R$ 39,00 em notas, tendo ele de imediato assumido a autoria do fato delituoso e de que havia trocado as moedas em estabelecimentos comerciais.

O autor autorizou a entrada em sua residência, onde foi localizado no local uma munição cal. 38 e uma caixa registradora, que foi identificada como da mercearia furtada.

Em conversa com o autor, este informou ter sido autor do furto de um botijão de gás ocorrido na "Padaria Pão de Cristo" e que este teria sido vendido pelo valor de R$ 70,00.

Informou ainda que o furto de um sacolão ocorrido nesta mesma semana foi realizado por um menor, o qual revelou o nome. Em contato com este menor, o mesmo assumiu a autoria do furto, informando ainda que teve a ajuda de um outro menor.

Os menores juntamente com suas respectivas genitoras foram convidados a comparecer ao destacamento da PMMG, onde o fato foi passado às conselheiras tutelares presentes.


Aos autores do furto na mercearia foi dada voz de prisão em flagrante por crime de furto e posse ilegal de munição de uso restrito.

O dinheiro e o caixa foram recuperados.

Por Cordis Notícias


A Fazenda Funil, localizada na zona rural de Cordisburgo, foi furtada na madruga desta quinta-feira (22).

Segundo informações, a vítima D.S.S., 43 anos, relatou que ao chegar no local, notou o arrombamento de duas portas da sede da Fazenda, sendo que, do interior do imóvel foi levada uma motocicleta Yamaha YBR 125.

Também foram furtados: duas selas completas de montar a cavalo, 40 chaves diversas (ferramentas), um alicate de pressão, um alicate comum, um martelo, um machado e duas foices.

De acordo com ele, vizinhos próximos que não quiseram ser identificados, afirmaram terem visto várias vezes no dia anterior, dois irmãos transitando em uma moto nas imediações da Fazenda e que por volta das 23 horas do mesmo dia, dois ocupantes com características idênticas aos suspeitos, foram vistos deixando a propriedade.

Até o final desta edição, os suspeitos não haviam sido localizados.

Com informações de MegaCidade


Em recente conferência realizada em Barcelona/ESP, o filósofo Byung-Chul, falou sobre as redes sociais - com as quais é muito crítico. Porém, com muita profundidade e bastante precisão, fez uma abordagem muito realista.

E quando fala do assunto, o autor não se interessa tanto pela análise das causas, e sim, pelas mudanças que produziram em nossas vidas. Com o que é muito fácil que o leitor se identifique imediatamente.
Ele fala sobre a indignação a nos expormos nas redes sociais; um hábito péssimo - comparado à pornografia e que é, contagioso e fictício. Essa transparência, na verdade é enganosa.

Diz ainda mais: "Hoje o indivíduo se explora e acredita que é civilização", não se trata de uma frase provocadora; pensada para chamar a atenção, e sim, de uma ideia que se repete constantemente.

A nossa indignação digital não serve para nada, porque preferimos teclar em vez de agir.

O autor sul coreano Byung-Chul, recorda que as redes sociais só se dispõem a nos apresentar aquelas partes do mundo que nos agradam. Ou seja, essa interconexão digital, afinal não facilita o contato com os outros, pois serve apenas para encontrar pessoas iguais e que pensam igual. Fazendo-nos passar longe dos desconhecidos e de quem é diferente de nós.

A consequência disso, é que nosso horizonte de experiências "se torna cada vez mais estreito".

O efeito dessa exposição constante nas redes sociais, nos conduz a um modelo de prisão em que o vigilante sempre podia observar todos os detentos; hoje, todos somos ao mesmo tempo vigilantes e vigiados..."O grande irmão digital transfere seu trabalho aos reclusos".

Prossegue o filósofo Byung-Chul...as redes geram um efeito de conformidade, como se cada um vigiasse o outro, e isso é um autêntico fenômeno da comunicação social, é um verdadeiro linchamento.

Nesta mobilização aglutinada pelas redes sociais, não há comunicação real e nenhuma identificação com a comunidade. Gera muito ruido, mas nenhuma voz, nenhum público articulado.
As multidões indignadas são fugazes e dispersas -"enxames de unidade simples".

Nós compartilhamos todo tipo de informação nas redes: nossas opiniões, nossas fotos, nosso currículo; "Sem saber quem, nem o que, nem quando, nem em que lugar se sabe de nós".

Ou seja, somos explorados não só durante o tempo de nosso trabalho e de tudo o que cedemos. Cedemos a nossa pessoa, a atenção total; inclusive a própria vida.
Fazemos isso tudo, alem do mais, de foma voluntária e gratuita.

O big data, pode até ser pior do que o big brother, pois não esquece nada. 
Qualquer erro ou indiscrição, continuará aparecendo no google daqui a décadas.

Vivemos em um "choque do presente".

O nosso dia a dia se organiza em torno das notificações do celular, sem nos permitir nem um só momento vazio...finaliza o filósofo sul-coreano Byung-Chul Han.


Por Adriano Bossi - matéria compilada do jornal El País - Edição brasileira.


Na manhã dessa terça-feira (20), na Rua Governador Valadares, centro de Cordisburgo, a Polícia Militar compareceu no estabelecimento denominado “Sacolão Tradição”, onde a vítima/proprietário J.C.C de 27 anos, relatou que seu comércio foi arrombado.

O proprietário disse que o seu estabelecimento foi arrombado, entre às 01h30min e 07h30min desta terça-feira, onde o indivíduo furtou a quantia de aproximadamente R$ 90,00 do caixa e algumas melancias.

A Polícia Militar realizou o registro do Boletim de Ocorrência. O autor não foi localizado.

Com informações de Tecle Mídia
Imagem Ilustrativa



A Prefeitura Municipal de Cordisburgo nomeou um novo Secretário de Infraestrutura, Obras, Transporte e Estradas.

O escolhido para a vaga é Saulo André Dionízio, que já havia ocupado o cargo no mandato do ex-prefeito Joaquim Ildeu Sant'Ana.

Saulo substitui José Maria do Perpétuo Socorro, que volta a assumir o posto de vice-prefeito.


O primeiro jogo da manhã, iniciou as 09:15h e reuniu as equipes de veteranos do Master 50, de Cordisburgo e Master 40, de Ribeirão das Neves e teve o placar de 3  a  1 favorável a equipe de Cordisburgo.


O Master 50, do técnico Zé Geraldo, entrou no gramado com a seguinte formação: Diniz (Bababá), Sander, Cesar, Carlai e Beto Curvelano; Bebeto, Lelei, Flavinho Cabeção; Cré, Carlton e Zé Coelho.

Jogaram ainda, Laci, Suzuki, Tião, Maurinho Cotó, Adésio e Dinho.


A equipe azul do Master 40, de Neves, jogou com: Tubarão, Eduardo Mecânico, Eduardo Bombeiro, José Rosa e José Silvério; Pirapama, Hélio e Peri; Oldair, Cilinho e Peba.

Entraram no decorrer da partida: Cacá, Geraldo da Luz e Roberto Abreu. A equipe visitante veio incompleta e precisou que alguns jogadores de Cordisiburgo completasse o seu elenco.

Os gols da partida, que terminou em  3  a  1, favorável a equipe cordisburguense, foram assinalados - para o Master 50, por Carlton e Bebeto, no primeiro tempo e Cré, no segundo tempo. O único gol da equipe visitante, Master 40, foi assinalado por Celinho aos 20' do primeiro tempo, em uma arrancada fenomenal, passando por 2 defensores do Master 50 e concluindo para as redes do goleiro Bababá, de Cordisburgo.

Houve uma parada técnica aos 25' do primeiro tempo, para os jogadores se refrescarem, devido ao fortíssimo calor. O juiz da partida foi Wenderson Bigodão.

O segundo jogo deste domingo na Várzea, reuniu as equipes do Cordisburgo FC e Avacalhados FC, do bairro Ribeiro de Abreu, de Belo Horizonte.

O placar da partida foi favorável a equipe verde-preto de Cordisburgo, que venceu pelo placar de  4  a  3.


O time cordisburguense jogou com a seguinte formação: Vitor Casquim, Luquinha, Tubarão, Ghil e Wenderson Bigodão; Jardel, Marcus Vinícius e Helik; Lucas Vieira, Queijo e Zoinho.

Entraram na partida - Bailarino, Bodinho, Danilo e Antonio.




O Avacalhados FC jogou com Oseias, Charles, Baiano, Jonatan e Rafael; Walberto, Cachoeira, Negão; Nizio Kaoma, Felix e Wilson.

Entraram durante a partida: Reginaldo, Gambá e Tubarão.

Os gols do Cordisburgo FC foram marcados por Zoinho (2) aos 30' e 40' do primeiro tempo, Marcus Vinícius aos 42' do primeiro tempo (gol assinalado de costas) e Helik aos 16' do segundo tempo.

Os gols da equipe azul de Belo Horizonte, foram marcados por  Félix de pênalti, aos 8' do primeiro tempo, Tubarão, também de pênalti, aos 20' do segundo tempo e Negão, aos 27' da segunda etapa.

Placar final - Cordisburgo FC - 4,  Avacalhados FC de BH - 3.

Neste jogo aconteceu um fato inusitado e teve 3 (três) juízes: Dalton, Mucía e Antonio Trombini, arbitrando a partida e todos apitaram sem auxiliares nas laterais.

No final da partida, aos 32' do segundo tempo, houve uma parada técnica em virtude do forte calor e quando as equipes deveriam voltar ao gramado, houve um acordo de cavalheiros entre os jogadores dos dois times e a partida foi dada como encerrada.      

Reportagem  Adriano  Bossi, fotos cedidas pelas equipes.


Neste Domingo, 18, o Deputado Federal Zé Silva realizou a entrega de um trator para os produtores rurais da comunidade do Periquito, na zona rural de Cordisburgo.

Além do Deputado estiveram presentes o Consultor da Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário no Estado de Minas Gerais, Francisco Rocha, que também já foi vice-prefeito de Ouro Preto, e a representante da Política Nacional do Trabalho da Mulher no Meio Rural do Estado de Minas Gerais, Solange.

Representaram Cordisburgo na entrega os vereadores Paulo Eduardo, Gilson Fananã e Edimar Araújo, além do presidente do Partido Solidariedade, Xandinho.

Várias lideranças rurais também estiveram presentes como José Ulisses, presidente do Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural Sustentável, Manoel do Tão Lucas e Juarez que discursou em nome da comunidade do Periquito.

O deputado ressaltou a importância do produtor rural, dizendo estar presente neste meio desde quando era presidente da EMATER em Minas Gerais, fazendo ainda vários compromissos para ajudar as comunidades de Cordisburgo. Destacou ainda a luta pela pavimentação da rodovia que liga Cordisburgo a Santana de Pirapama.

Zé Silva tratou de apresentar o Programa de Regularização Tributária Rural, de sua autoria, que possibilita o pagamento de menos tributos por parte do produtor rural.

A chave e o documento do novo trator foram entregues para Ivo Rosa, vice-presidente da Associação Rural dos Moradores de Periquito - AMPER.

O trator beneficiará os moradores da comunidade, possibilitando o melhoramento e agilidade no trabalho na lavoura, através do compartilhamento do equipamento entre os produtores rurais.

Por fim, foi oferecido aos presentes um almoço com um grande churrasco patrocinado pelos vereadores Paulo Eduardo e Gilson Fananã e pelo presidente do Solidariedade, Xandinho.

A comitiva ainda visitou a comunidade do Palmito em busca das demandas do local.

Por Lucas Gustavo



























O horário de verão terminará neste fim de semana. Dessa forma, os relógios nos estados das regiões Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora à meia-noite de domingo.

A hora de verão atual está em vigor desde o dia 15 de outubro de 2017. Neste ano, ele será retomado apenas no mês de novembro. A mudança ocorre em razão das eleições.

No ano passado, o governo chegou a estudar o fim do horário de verão, com o argumento de que as economias geradas seriam menores que os transtornos. Como a discussão ocorreu próxima ao início da vigência, ela foi suspensa, pois não haveria tempo de consultar a população.

O horário de verão foi instituído pela primeira vez em 1931 e, depois, sem regularidade, voltou a ser usado em outros anos. Passou a valer em caráter permanente em 2008, sendo adotado entre o terceiro domingo de outubro e o terceiro domingo de fevereiro do ano posterior.

O objetivo da medida é distribuir melhor o consumo de energia, reduzindo custos operacionais. Isso ocorre em razão da maior incidência de luz natural no período. Com mais tempo de claridade, o acionamento de iluminação elétrica e também de outros aparelhos, como chuveiros, é postergado, diminuindo o pico de demanda no sistema elétrico do país.

Por Revista Veja


Festival internacional de Cinema de Berlim, também conhecido como Berlinale, é um dos mais importantes festivais de cinema do mundo.  Ele acontece todos os anos em Fevereiro em Berlim, e foi inaugurado em 1951 por uma iniciativa dos Estados Unidos, que ocupavam parte da cidade depois da Segunda Guerra Mundial.

Ao longo dos próximos dias, a 68ª edição do Festival de Cinema de Berlim exibirá quase 400 filmes, incluindo 12 produções brasileiras. 

Três filmes brasileiros disputarão o prêmio na "Berlinale Shorts" - "Terremoto Santo", de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca; "Alma Bandida", de Marco Antônio Pereira; e "Russa", uma coprodução com Portugal de João Salaviza e Ricardo Alves Jr.

O diretor cordisburguense Marco Antônio Pereira já está na Alemanha para acompanhar a estreia do filme gravado em sua terra natal e que será exibido nesta sexta-feira em um dos maiores festivais de cinema do mundo. 


A produção "Alma Bandida", de Marco Antônio Pereira, conta a história de Fael, que quer dar um presente para sua namorada enquanto sua personalide apaixonada se desperta pelas ruas da cidade. A produção foi gravada em Cordisburg, em Minas Gerais, juntamente com meninos locais acompanhados pelo diretor durante seis meses. Trata-se, conforme o cineasta, de uma produção sobre "a incompatibilidade das pessoas".

O diretor tem sido destaque na imprensa internacional, tendo inclusive concedido entrevista para a RFI, grande emissora de rádio da França. 

As produções, vindas de 18 países diferentes, fazem parte da mostra Berlinale Shorts, da qual também saíra o melhor curta europeu e ao Audi Short Film Award, no valor de 20 mil euros. "Os curtas da competição internacional deste ano visam a realidade nos olhos e contribuem ativamente para o discurso sociopolítico atual", disse a organização do evento em uma nota à imprensa.

Boa sorte ao grande diretor cordisburguense! 

Com informações de O Tempo, Correio do Povo d Wikipedia 

Tecnologia do Blogger.