Neste sábado à tarde, grupo partidário composto por 6 (seis) siglas - PT, PTB, DEM, PMB, PSB e PCdoB, realizaram suas convenções, visando as eleições de outubro próximo.

O encontro aconteceu no auditório da Academia Cordisburguense de Letras e contou com a participação de todos os presidentes dos partidos e de vários correligionários filiados.

Os participantes deliberaram que haverão 02(duas) coligações de candidatos para vereador - a primeira composta pelo DEM e PTB, a segunda, terá a participação do PT, PSB, PCdoB e PMB.

As coligações, totalizaram 33 candidatos credenciados para a disputa ao cargo de vereador.

E oficializaram o nome do candidato que irá disputar a prefeitura da nossa cidade e o seu companheiro de chapa, como vice.
Chapa composta por dois cidadãos por demais conhecidos em Cordisburgo - Padre Maurício, candidato a prefeito municipal e o vereador José Maria, como vice-prefeito.

Todos os partidos lavraram as suas atas e concretizaram todos os preceitos necessários para a disputa eleitoral em nosso município.


Conforme dispõe o estatuto partidário e de acordo com a legislação em vigor, o PSC - Partido Social Cristão, na pessoa da Sra Andreia Ferreira de Figueiredo - que preside o partido em Cordisburgo, fará realizar no próximo domingo - 31/julho, a sua Convenção Municipal.

O evento acontecerá de 12 às 20 horas na Sede da AMCOR - Associação dos Moradores de Cordisburgo, situada na Rua Frei Estevam, nº 302, Centro, com a seguinte Ordem do Dia:

I. Escolha dos candidatos á Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores para as eleições deste ano;
II. Aprovar possível coligações com outras agremiações partidárias, tanto para as eleições majoritária e proporcional;
III. Outros assuntos de interesse partidário.


A praça do Zoológico de Pedras, um dos pontos turísticos que mais recebe visitantes em Cordisburgo, está necessitando de uma atenção especial por parte das nossas autoridades e, urgentemente.

Em estado de semi abandono, a grande área verde localizada na parte central da cidade e ponto de visitação de muitos turistas, está deixando a desejar e causando uma péssima imagem para o município.

Buracos em quantidade no asfalto, no entorno da praça, árvore com grande galho pendente atingindo teto dos ônibus de turismo, fiação elétrica exposta fora da parede no padrão a ela destinada, pedestal sem a placa indicativa do local, coreto com trinca acentuada, com a sua balaustrada quebrada (faltando várias partes) e iluminação deficiente, são alguns dos problemas que precisam ser corrigidos por ali.

A nossa reportagem anteriormente, veiculou matéria alertando o quanto necessária, seria uma vistoria no local. Entretanto, o tempo se passou e nenhuma providencia foi tomada.
O ponto turístico, foi assim, esquecido pela prefeitura municipal e hoje está bem degradado.

Será, que algo poderá ser feito no local, para melhorar o visual?

Cordisburgo cidade cultural, literária e turística.

Cordisburgo, cidade do nosso coração, do coração de todos!

Por Adriano Bossi - reportagem e fotos





O Sindicato dos Produtores Rurais de Cordisburgo em parceria com o Senar Minas, oferta cursos gratuitos de Jardinagem e Artesanato de Fibras Naturais Móveis.

As Inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do telefone: (31) 3715-1303. Ambos os cursos acontecerão em Agosto de 2016 no Sindicato, localizado na Rua Adonias Guimarães, nº 50.

Confira a programação do curso de Jardinagem:

1. Histórico e Importância Socioeconômica da Jardinagem
2. Planejamento da Implantação dos Jardins
3. Implantação de um Jardim
3.1. Em Espaço Aberto
3.2 . Em Recipientes
3.3. De Gramados
4. Manutenção de Jardins
4.1. Controle de Plantas Indesejáveis (Capina)
4.2. Adubação
4.3. Poda
4.4. Transplantio
4.5. Irrigação
4.6. Controle Fitossanitário Alternativo
4.7. Manutenção de Gramados
4.8. Tratos Culturais para Jardins em Recipientes
4.9. Cronograma de Manutenção

Com informações de Sindicato dos Produtores Rurais de Cordisburgo


Cordisburgo é a 1ª cidade do Brasil a receber o novo serviço de policiamento comunitário - oriundo do Sistema Koban, que há vários anos foi implantado no Japão e ao longo do tempo, por se mostrar operante e de grande utilidade para a população, foi aqui, colocado em prática.

Em operação desde o inicio deste mês, o sistema consiste em interagir polícia e população, visando melhorar o atendimento à comunidade e oferecer um melhor serviço na prevenção e combate ao crime.

Trata-se de uma parceria, onde o bom relacionamento será o instrumento maior, para que este sistema de Base Comunitária de Segurança Destacada, possa melhorar o policiamento no nosso município e dar maior tranquilidade a população.

O Projeto Koban, estava em estudos para a sua implantação, desde meados de 2015, pelo Cmte da 168ª Cia da PMMG, em Paraopeba - Capitão Wenner Itamar Pimenta, que agora, vê o seu projeto ser colocado em prática.

Hoje, no período da manhã, o Tenente Reinaldo, da PMMG, da vizinha cidade, esteve em Cordisburgo, gravando mensagem a respeito deste Serviço de Policiamento Comunitário. 

Esteve presente também, o Sargento Hiran - Cmte do 2º Pelotão da 168ª Cia, que abrange as cidades de Araçaí, Cordisburgo e Caetanópolis e ainda, o Sgtº Salles e os Cabos A Marcos e Henrique.

Na oportunidade, a Polícia Militar ouviu a comunidade cordisburguense, entrevistando o gerente da Casa Lotérica Caminho das Pedras - Alexandre Santana Jr e a senhora Dulce Maria dos Santos, que se mostraram entusiasmados com o novo serviço de policiamento em nossa cidade.

A Base Comunitária de Cordisburgo, é comandada pelo Sgtº Marco Antonio.

Grande serviço que a PMMG, está oferecendo à comunidade e assim, reafirmando o artigo 144, da Constituição Brasileira, que é, "Direito e Segurança de Todos".

Cordisburgo cidade do nosso coração, Cordisburgo do coração de todos nós!

Reportagem: Adriano Bossi
Imagem: Lucas Gustavo


Em patrulhamento de rotina na tarde desta segunda-feira, os militares - Sargento Salles e Soldado Nogueira, abordaram na Av. Geraldino Rocha, no centro da cidade, uma caminhonete que circulava com o som ligado em alto volume.

O veículo, uma caminhonete VW Saveiro 1.6 - ano 2005, cor prata, placa CJI-9852, de Poços de Caldas - MG, sem a documentação original, era ocupada por 2 indivíduos que disseram ser de Belo Horizonte.

Os ocupantes Robert Ibraim Dutra dos Santos, 22 anos, bairro Floramar e Ivan Cesar Miranda Rezende, 26, bairro Guarani, não souberam informar a quem pertencia a caminhonete.

Ao vasculharem o porta-luvas, os militares encontram 07 porções de uma substância - supostamente, idêntica a pasta de cocaína, embalada em plástico transparente e ainda, uma pequena quantia em dinheiro.

Os jovens foram levados para a guarnição da PMMG da nossa cidade, para prestarem os esclarecimentos necessários e em seguida, foram encaminhados para a Delegacia de Policia Civil, onde foram ouvidos pelo Dr. Arlem Ribeiro.

Todos os depoimentos foram prestados e após, foram conduzidos presos para Paraopeba.

O veículo foi apreendido e rebocado para o pátio da Policia Civil da vizinha cidade.

Ocorrência registrada pelo Reds 2016-016053906-001.

Por Adriano Bossi


A Polícia Militar de Minas Gerais divulgou o edital DRH/CRS Nº 07/2016 de 23 de Maio de 2016, para a abertura de Concurso Público do Curso de Formação de Oficiais (CFO), para a seleção de 120 (cento e vinte) vagas, sendo 108 (cento e oito) destinadas aos candidatos do sexo masculino e 12 (doze) às candidatas do sexo feminino, conforme percentual definido no art. 3º da Lei nº 21.976, de 24/02/2016. 

Os interessados devem possuir bacharelado em Direito, ter entre 18 (dezoito) e 30 (trinta) anos de idade na data da inclusão, prevista para o dia 13/02/2017, altura mínima de 1,60m e atender a outros requisitos previstos no Edital. A remuneração básica inicial para o Cadete do 1º ano do CFO/2016 é de R$ 5.769,43. 

O CFO funcionará na Escola de Formação de Oficiais (EFO) da Academia de Polícia Militar (APM), na rua Diábase, nº 320, bairro Prado, nesta Capital, e terá duração de dois anos, com início previsto para fevereiro de 2017, em tempo integral, com regime de dedicação exclusiva e atividades escolares extraclasse após as 18h, inclusive aos sábados, domingos e feriados. 

As inscrições serão feitas via internet, através do site www.pmmg.mg.gov.br/crs, no período entre 25 de Julho de 2016 à 24 de Agosto de 2016, sendo que os requisitos para ingresso serão aferidos conforme previsão trazida especificamente nos subitens 2.1 e 2.4 do Edital. O valor da taxa de inscrição é de R$ 173,00.

O processo seletivo consistirá em duas fases: 1ª fase - provas de conhecimentos (objetiva e dissertativa. 2ª fase - Avaliação Psicológica, Teste de Capacitação Física, Exames de Saúde (preliminares e Complementares) Exames Toxicológicos, prova Oral e Prova de Títulos. 

As provas de conhecimentos (prova objetiva e dissertativa) serão realizadas nas cidades de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Uberaba, Lavras, Divinópolis, Governador Valadares, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Teófilo Otoni, Unaí, Pouso Alegre e Poços de Caldas, na data de 25/09/2016-DOM, com início previsto para as 08h30min. 

A PROVA OBJETIVA é de caráter eliminatório e classificatório e constará de 40 (quarenta) questões. Serão 5 (cinco) questões para cada um dos seguintes conteúdos:

a) Língua Portuguesa;
b) Direito Constitucional;
c) Direito Penal Militar;
d) Direito Penal;
e) Direito Processual Penal Militar;
f) Direito Processual Penal;
g) Direito Administrativo;
h) Legislação Extravagante e Legislação Institucional.


Fonte: MegaCidade
Imagem: De Fato Online


Com o propósito de analisar e resolver assuntos pendentes, lideranças que participam de um grupo suprapartidário de nossa cidade, se reuniram novamente, nesta sexta-feira à noite.

O encontro foi realizado no auditório da Academia Cordisburguense de Letras e contou com a participação de membros das seguintes siglas partidárias - PT, PTB, DEM, PMB, PSB e PCdoB.

Ficou deliberado, que no próximo dia 29/julho - sexta-feira, à noite, no mesmo local desta reunião, outro encontro será efetuado para o fechamento das coligações proporcionais (vereadores).

E, no dia seguinte, 30/julho - sábado, à partir das 13:00 horas, mais uma vez, no auditório da Academia de Letras, será realizada a convenção dos partidos componentes deste grupo suprapartidário.

Reportagem Adriano Bossi


Lá se vão 60 anos desde que o sertão mineiro ganhou o mundo pela literatura de Guimarães Rosa. Mas Grande Sertão: Veredas e Corpo de Baile, publicados em 1956, podem na verdade ter nascido quatro anos antes, quando o escritor mineiro organizou uma boiada para entender melhor a cultura sertaneja. Nessa aventura, Guimarães Rosa registrou lugares, palavras, expressões e personagens. Entre tantos vaqueiros que se juntaram à empreitada, um pode ter sido definitivo para as obras roseanas: Manuelzão.

A cruzada teve origem na Fazenda Sirga, a 60 quilômetros de Andrequicé, distrito de Três Marias (MG), onde Manuelzão viveu seus últimos 20 anos. Dez dias depois, o ponto de chegada foi uma fazenda em Araçaí (MG), município vizinho a Cordisburgo (MG), cidade natal de Guimarães Rosa.
A revista Cruzeiro, dos Diários Associados, publicou um relato da expedição na reportagem Rosa e seus vaqueiros, em 21 de junho de 1952. Nas fotos, Manuelzão está entre o grupo. Em sua homenagem, o escritor mineiro escreveu o conto Uma Estória de Amor, do livro Corpo de Baile, que posteriormente foi desmembrado em três volumes: Manuelzão e Miguilim, No Urubuquaquá, no Pinhém e Noites do Sertão.

Manuelzão é o protagonista do primeiro volume: após a morte de sua mãe, o vaqueiro resolve atender a um pedido dela para que fosse construída uma capela em suas terras e a obra é inaugurada com uma grande festa. Guimarães Rosa mescla realidade e ficção: assim como o personagem, a capela existe e ao seu lado está o túmulo de sua mãe. Já a festa é romanceada.

 Capela construída por Manuelzão em homenagem a sua mãe. A igrejinha aparece no conto Manuelzão e Miguilim, de Guimarães Rosa

Das páginas do conto, Manuelzão se tornou talvez o principal embaixador da obra roseana. A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) o homenageou criando o Projeto Manuelzão, destinado à recuperação do Rio das Velhas. O vaqueiro foi a diversos programas de televisão e atuou em uma cena do capítulo inaugural da série Grande Sertão: Veredas, levado ao ar pela Rede Globo em 1985. Morto em 1997, seu enterro mobilizou centenas de pessoas.

Parte desse sucesso é relatado em detalhes pelo jornalista Pedro Fonseca. Sobrinho da última mulher de Manuelzão, ele se afeiçoou ao “tio torto”, como se diz em Andrequicé. Fonseca garante que Uma Estória de Amor é apenas a parte mais evidente da influência do vaqueiro na obra roseana. "Ele permeia toda a obra de Guimarães Rosa. Ele também está em Noites do Sertão e no Grande Sertão: Veredas. O Riobaldo é o Manuelzão, é bem nítido”, analisa Pedro.

Quem conheceu o vaqueiro se surpreende com a exatidão da descrição do personagem por Guimarães Rosa, dando a impressão de um longo convívio, o que não aconteceu de fato. “A convivência deles foi de uns oito dias e nunca mais se viram. Mas uma convivência intensa, dia e noite”, diz Pedro Fonseca.

Mesmo por poucos dias, o sobrinho de Manuelzão diz não estranhar a atenção destacada que o tio recebeu de Guimarães Rosa em meio a um bando de vaqueiros. Segundo o jornalista, ele não passava despercebido. “Em 1989, eu apoiei o Brizola na campanha para presidência da República. O José Maria Rabelo, que era o presidente do PDT em Minas Gerais, me perguntou se eu poderia levar o Manuelzão para um evento com o Brizola em Belo Horizonte. Eu levei e foi uma confusão. Muita gente achou ruim que ele apareceu mais que o Brizola. Era assim: onde ele ia, ele era o astro”, relata.

Em Andrequicé, Manuelzão é conhecido como o cidadão mais ilustre que viveu no distrito. Em torno dele e de Guimarães Rosa se organiza anualmente a Semana Cultural Festa de Manuelzão, cuja edição de 2016 terminou nesse domingo (17). Famoso contador de casos, o vaqueiro está em fotos nas paredes de praticamente todos os bares do pequeno distrito. “Ele era uma pessoa humilde, contadora de casos. Mesmo a figura dele rodando o mundo, ele não se importava com dinheiro. Se convidavam Manuelzão pra um evento em Brasília e perguntavam quanto ele cobraria, ele respondia: 'nada, estou indo passear'. Manuelzão deixou um legado para Andrequicé”, diz Márcia Alves, dona de um dos bares que homenageiam o vaqueiro personagem.

Essa disponibilidade de Manuelzão foi explorada por muitos, segundo o jornalista Pedro Fonseca. “As pessoas convidavam ele para eventos de empresas onde ele era o astro, lucravam com sua aparição e lhe pagavam apenas uns trocados.”

O Memorial Manuelzão, construído na casa onde ele morou em Andrequicé, reúne pertences pessoais e documentos sobre sua relação com Guimarães Rosa. Assim como o escritor, ele também tem frases marcantes que são citadas pelos moradores: “Não tenho medo da morte porque sei que vou morrer. Tenho medo do amor falso, porque mata sem Deus querer”, dizia sempre.

Livro

Com a autoridade de quem conviveu por 40 anos com Manuelzão, o jornalista Pedro Fonseca decidiu lançar em 2007 o livro O xale de Rosa, para decifrá-lo para além da obra roseada. “No final da vida, ele virou o personagem. Deixou de ser o cidadão e virou o personagem. Mas foi também o que deu uma sobrevida a ele. Ele vivia pelo sucesso. Mas eu me interessava pelo cidadão Manuelzão. Não o personagem.”

Um fato sobre Manuelzão intrigava Pedro: ele não compartilhava as histórias de Dom Silvério (MG), na região mineira da Zona da Mata, onde nasceu. “Ele não falava nada sobre essa época. Dizia que não tinha pai, só mãe. Quando se fixou na fazenda próxima a Andrequicé, levou a mãe para morar com ele, mas não tinha contato com o restante da família. Ficou 60 anos sem visitar sua cidade e quando o fez, foi sozinho, meio escondido”, conta o jornalista. Manuelzão deixou sua cidade natal com 20 e poucos anos, no início da década de 1930. "O sonho dele era se juntar ao bando de Lampião. Quando ele estava em Pirapora (MG), ele recebeu a notícia de que Lampião tinha sido morto. Então, seguiu sua vida no sertão mineiro".

Para escrever o livro, Fonseca foi à cidade de Manuel Nardi, como se chamava Manuelzão, e descobriu que o sobrenome era de uma família grande e nobre na região. Na cidade, o jornalista passou a investigar que razões levaram Manuelzão a abandonar uma vida relativamente confortável para se embrenhar pelo sertão. Ainda no desafio de decifrar o vaqueiro, o jornalista organizou uma expedição para refazer o percurso trilhado por Guimarães Rosa e seus vaqueiros, respeitando os mesmos pontos de parada. “Nós guiamos 198 cabeças de gado. Eu precisava vivenciar essa experiência para entender como é essa vida de vaqueiro.”

Com Agência Brasil
(Texto de Léo Rodrigues, Edição de Luana Lourenço)
Imagem: Revista Encontro 


A Igreja Ebenézer de Cordisburgo, localizada na Av. Gov. Valadares, abaixo da linha ferroviária e que é direcionada aqui em nossa cidade, pela Pastora Mirian Barros, irá realizar no dia 30/julho - sábado, à partir das 19:00 horas, o "3º Arraial de Cristo".

A solenidade acontecerá na séde da igreja; constará de diversas atividades após o Culto Religioso e será preenchida com muita música gospel, movimentação de barraquinhas com muitos salgados e caldos, brincadeiras e divertimento para todos os presentes; além de pipocas, algodão doce, tortas e sanduíches.

Será uma festa muito abençoada, este 3º Arraial de Cristo. Os membros da igreja e convidados, terão a oportunidade de vivenciar um maravilhoso congraçamento, que terá muita Unção e redobrada Paz à todos que prestigiarem o evento.

Por Adriano Bossi
Imagem: Google Street View


Ontem à noite por volta das 20:30 horas, acidente envolvendo um caminhão (vazio), quase causou uma tragédia em Cordisburgo.

O fato aconteceu na Rua Cordis, esquina com a Rua Dimas Henrique de Freitas, no centro da cidade; onde, a residência de número 649, da Rua Cordis, foi invadida pelo veículo de carga, descontrolado, que destruiu muro, alpendre e parte de outras dependências do imóvel, tendo antes, batido de raspão em outra construção.

Por milagre, nenhum morador sofreu qualquer tipo de ferimento e nem tampouco o condutor do veículo.

O caminhão Mercedes Benz - L 1620 - amarelo, ano 2001, placa HPK 2297, de Cordisburgo; cujo motorista, se evadiu após a batida, foi o veículo envolvido neste acidente.

A ocorrência foi atendida pelos militares da PMMG, de Cordisburgo - Cabo Flaviano Aparecido de Oliveira Martins e Soldado Thiago Estevão Gonçalves, que, diligenciando o fato e ouvindo testemunhas, conseguiram apurar que o motorista que estava na direção do caminhão, era José Fausto P. B., e apuraram igualmente, que o caminhão está com o licenciamento vencido há vários anos.

O veículo sinistrado, até por volta das 12:00 horas desta quinta-feira, não havia sido retirado do local.

Ocorrencia registrada pelo BO M2532-0882/2016 e Reds 01571-2016.

Reportagem Adriano Bossi






Doze cidades mineiras vão ser beneficiadas e terão ligação aérea direta com a capital, entre elas está o município de Curvelo. O projeto de integração do modelo aéreo é uma iniciativa da Codemig, em parceria com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas e tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico regionalizado.
Com o valor das passagens variando entre R$ 200 e R$ 220, o serviço dificilmente irá se tornar tão popular quanto as viagens por terra, mas ainda sim será um facilitador em termos econômicos e turísticos. 
Vale lembrar que uma viagem de ônibus de Curvelo até a capital tem a duração média de 3 horas e um custo aproximado de R$ 50, enquanto que em uma viagem aérea este percurso seria de apenas 27 minutos.
A partir da segunda quinzena de agosto os 12 municípios da primeira fase do projeto - Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Juiz de Fora, Muriaé, Patos de Minas, Ponte Nova, São João del Rei, Teófilo Otoni, Ubá, Varginha e Viçosa - passarão a contar com voos fretados para Belo Horizonte.
O projeto visa fomentar os negócios regionais, desenvolver o turismo e facilitar o deslocamento de moradores do interior a Belo Horizonte, permitindo que tenham acesso rápido a eventos e serviços disponíveis na capital.

Para Minas Gerais, que possui uma área total de quase 600 mil quilômetros quadrados, o investimento na regionalização por meio do transporte aéreo é estratégico e indispensável para atender à meta de redução das desigualdades nos 17 territórios de desenvolvimento criados pelo Governo do Estado.

A nova forma de se chegar até a capital pode não ser muito atrativa para a maioria das pessoas, que certamente irão optar pelo carro ou ônibus quando precisarem viajar. Mas a possibilidade de se economizar duas horas e meia de viagem pode ser um atrativo e tanto para quem precisa de tempo.
A compra de passagens ainda não está disponível e deverá ser feita apenas através do cartão de crédito. Você encontrará mais informações e a tabela completa com os valores das passagens no site www.voeminasgerais.com.br. Lá você também pode conferir a lista com as doze cidade contempladas pelo projeto.
Fonte: Click Curvelo e Agência Minas

Na tarde de terça-feira (19/07), por volta das 14h30min, durante patrulhamento pela Avenida São José, no Centro de Cordisburgo, os Policiais Militares Sgt. Sales e Sd. Thiago, do 25º BPM, avistaram 01 veículo Fiat Palio de cor cinza, placa HLP 3709, ocupado por Julio M. R. G., 18 anos e Marcus V. S. P., 28 anos, que estavam em atitude suspeita.

Ao procederem a abordagem, os Policiais constaram que o condutor não possuía habilitação e o veículo estava com o CRLV referente ao ano de 2015. Com eles, os Militares apreenderam 01 cigarro e 01 porção de maconha. Os autores informaram que estavam em um sítio localizada no Povoado do Agreste.

A chegar ao local, a guarnição localizou 01 revólver calibre .38, 08 sementes de maconha, 01 cigarro e 01 tablete de maconha, além de 01 dichavador (tipo latinha de cerveja, utilizado para triturar droga). Na ação, além dos 02 autores mencionados, também foi preso Bruno S. R., 19 anos, proprietário do sítio.

Diante do exposto todos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil juntamente com o material apreendido. O Flagrante foi ratificado pela delegada de plantão, Dra. Fernanda.

Com Polícia Militar de Cordisburgo


As obras de melhoramento e pavimentação da LMG-754, no trecho entre Curvelo e Cordisburgo, com extensão de 40,25 quilômetros, e de implantação e pavimentação em pista dupla da Avenida Brasil, em Curvelo, com 2,7 quilômetros, avançam para a fase final. 

Reinvindicação antiga da população, a previsão é de que o empreendimento seja concluído e entregue aos cidadãos nos primeiros meses de 2017.

O Governo de Minas Gerais está investindo R$ 56,7 milhões para a conclusão das obras. O compromisso de retomar e concluir as obras da LMG-754 e da Avenida Brasil havia foi assumido pelo governador Fernando Pimentel durante a solenidade de lançamento do Fórum Regional de Governo Território Central, na cidade de Curvelo, em agosto de 2015.

Nas pistas de rolamento, quase todos os serviços de terraplanagem foram concluídos e os trabalhos agora se concentram na execução da pavimentação. Das cinco pontes previstas no projeto de engenharia, quatro já estão recebendo os acabamentos finais, sendo duas sobre o Riacho Fundo, uma sobre o Ribeirão Maquiné e outra sobre o Córrego Quintino Vargas.

A maior das estruturas, com 180 metros de extensão e 12 metros de largura, passará sobre o Ribeirão do Onça e a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), próximo à cidade de Cordisburgo. Neste caso, 100% da infraestrutura (fundação) está concluída, 60% da mesoestrutura (pilares e vigas) finalizados e 30% da superestrutura (tabuleiros) também estão prontos.

As obras, depois de concluídas, vão beneficiar aproximadamente 88 mil pessoas residentes nos dois municípios, com melhores condições de tráfego entre Curvelo e Cordisburgo, além de reduzir a distância entre a região Central e a capital mineira.

Fonte: Agência Minas


Durante 17 horas, parte dos moradores do bairro da Várzea em Cordisburgo, notadamente na rua João Negrão Licas de Lima, foram prejudicados com a falta de energia elétrica.

A interrupção que atingiu também, grande área rural no sentido de Lagoa Bonita, começou às 17:30 horas deste domingo e somente por volta das 10:30 horas de hoje, voltou a normalidade.

Residências, sítios, fazendas e outras propriedades, certamente, foram atingidas com este "apagão", que, além da falta de energia elétrica, causa transtornos e prejuízos.

Esse problema já ocorreu outras vezes e não será novidade, se acontecer novamente, até porque, a operadora do sistema, não se manifesta à respeito quando isto ocorre.

Os moradores ficam assim, sem qualquer tipo de orientação e à mercê de novos problemas.

A quem recorrer então???

Reportagem Adriano Bossi
Imagem Ilustrativa


Após vários meses provocando transtornos ao tráfego de veículos em uma das principais avenidas da cidade, os inúmeros buracos localizados ao longo da artéria, foram finalmente recapeados.

Na semana passada a operação "tapa-buracos" entrou em ação e durante várias horas, funcionários da prefeitura tiveram muito trabalho para sanar o problema - felizmente solucionado.

O serviço agora continuará sendo executado com a manutenção das demais vias públicas municipais, evitando assim, transtorno aos motoristas e melhorando o visual da cidade.

Cordisburgo literária, cultural e turística.

Cordisburgo cidade do nosso coração e do coração de todos nós!

Por Adriano Bossi
Imagem Ilustrativa


Participar da Caminhada Ecoliterária é mergulhar no universo de Guimarães Rosa, adentrando pelo sertão.

O Grupo Caminhos do Sertão composto por Brasinha, Dayana, José Maria, Fábio, Mércia, Di Souza, Luana e Lecy, conseguiu narrar de forma brilhante as emoções de Grande Sertão: Veredas.



Sertão é isto: o senhor empurra para trás, mas de repente ele volta a rodear o senhor dos lados. Sertão é quando menos se espera.

Árvores do Cerrado, pássaros, bois e riachos, além do café da manhã com comidas típicas do interior mineiro, permitiram trazer o sertão para dentro de cada um dos centenas de participantes que tiveram o prazer de caminhar "poeira e mato" a dentro.


Estudantes, admiradores e estudiosos acompanharam o percurso, assim como autoridades como o Deputado Estadual Geraldo Pimenta, que fez questão de prestigiar o evento sobre o escritor que sempre cita em seus discursos na Assembleia Legislativa.

Todos os participantes se emocionaram com as estórias e com a boa moda de viola, com brilhante desfecho.

Após toda a caminhada, o grupo se deliciou com a comida mineira no Restaurante Chero's na Gruta do Maquiné.

A "Caminhada Ecoliterária" foi sucesso absoluto e ano após ano consegue ficar melhor. Parabéns aos organizadores que fecharam com chave de ouro a XXVIII Semana Roseana.

Texto e Imagens: Lucas Gustavo



































Tecnologia do Blogger.