Huck conversa com seu Brasinha (Foto: Caldeirão do Huck/TV Globo)Huck conversa com seu Brasinha (Foto: Caldeirão do Huck/TV Globo)
Nasce um novo quadro no Caldeirão! Em Cordisburgo, interior de Minas Gerais, durante a gravação do "Um Por Todos, Todos Por Um", Luciano Huck esbarrou na loja do seu Brasinha, um senhor que guarda tudo e não vende absolutamente nada.
Seu Brasinha é literalmente um acumulador de quinquilharias, que acredita que todos os objetos amostra na sua loja têm algo em especial e uma história por trás que não há dinheiro que pague.
Durante uma conversa com o apresentador, seu Brasinha contou que um dos seus sonhos é fazer uma viagem com sua esposa para Havana, Cuba, que hoje é calculada em torno de R$ 15 mil. Como o vendedor não tem dinheiro para cobrir a tão sonhada viagem, o apresentador lançou um desafio para o seu Brasinha: se desfazer de dez objetos da sua loja para serem restaurados e vendidos!
Seu Brasinha topou e deixou o trabalho pesado nas mãos dos garimpeiros de quinquilharias Eduardo Aiello e Alexandre de Oliveira. Depois de muito procurar pelas bugigangas a serem vendidas a alcançarem o valor de R$ 15 mil, Eduardo e Alexandre escolheram os dez objetos, que foram: bicicleta, TV, rádio, máquina de costura da Suécia, vaso terracota, dois garafões, câmera super 8, amolador de lâmina de barbear, caneta e um conjunto de sete latas de biscoito.
Seu Brasinha leva R$ 15 mil no Quinquilharia (Foto: Caldeirão do Huck/TV Globo)Seu Brasinha leva R$ 15 mil no Quinquilharia (Foto: Caldeirão do Huck/TV Globo)
No palco do Caldeirão, Luciano Huck mostrou os dez objetos já restaurados pelos profissionais e já vendidos. Para surpresa de todos, seu Brasinha conquistou ao todo R$ 15.170,00 e finalmente vai poder tirar umas férias e curtir a viagem com sua esposa em Cuba. Parabéns!
Fonte: GShow/Rede Globo

Veículo da Secretaria Municipal de Saúde de Cordisburgo
Um grave acidente envolvendo um ônibus do Move e 13 veículos deixou feridos no bairro Santa Efigênia, na região Leste de BH, na manhã desta terça-feira (2). O motorista do coletivo perdeu o controle da direção após passar mal.

De acordo com a Polícia Militar, o acidente aconteceu na altura da avenida Professor Alfredo Balena, em frente ao Hospital das Clínicas, com o ônibus da linha 82  (Estação São Gabriel / Savassi Via Hospitais). O condutor de veículo de 29 anos estavam em sua segunda viagem. Ele contou à reportagem de O TEMPO que, ainda em casa, tomou um comprimido para dor de cabeça e resolveu ir trabalhar.
Ônibus do sistema Move bate em veículos (Foto: Ana Carolina Franco Santos / Arquivo pessoal)
Veículo ficou totalmente destruído
"Eu e alguns passageiros gritamos quando vimos que ele começou a perder o controle da direção. Mas o motorista ficou paralisado com os olhos abertos. Ele não chegou a desmaiar, mas não conseguia nos escutar e falar nada", contou o agente de bordo do Move, Napoleão Jorge, de 39 anos.
Ainda não há informações sobre o estado de saúde de todos os feridos. Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros e ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestaram socorro às vítimas.
Conforme os militares dos bombeiros, um idoso de 60 anos foi socorrido com um trauma no tórax. Já uma mulher de 39 foi levada para o hospital com suspeita de luxação no braço direito e cervicalgia. Ambos foram levados para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. As outras cinco vítimas tiveram ferimentos leves e foram atendidas na mesma instituição.
Além do Move, de um táxi e dois carros de passeio, um coletivo da linha 5503A (Goiânia) se envolveu na batida.
Por causa da batida, o trânsito ficou completamente parado no sentido centro de Belo Horizonte afetando, inclusive, outras vias, como as avenidas dos Andradas, do Contorno e Assis Chateaubriand. 
Por meio de nota, a assessoria de imprensa da BHTrans informou que as pistas foram liberadas por volta de 10h55 após a finalização dos trabalhos da Polícia Militar, agentes da empresa, Guarda Municipal, Samu e Superintendência de Limpeza Urbana (SLU). Apesar da liberação, até as 12h05, o tráfego era lento na área.

** O motorista cordisburguense passa bem e já foi liberado do hospital sem graves ferimentos.
Fonte: Jornal O TEMPO
Fotos: Estado de Minas/o Tempo/Hoje em Dia
Vídeo: Record Minas

AJL252_2.jpg
AJL255.jpg


Tecnologia do Blogger.