A Rações Itambé, controlada da CCPR (Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais), avalia implantar uma nova unidade em Sete Lagoas, na região Central do Estado, de acordo com o prefeito do município, Márcio Reinaldo Dias Moreira. A decisão deverá ser tomada em aproximadamente um mês.

Segundo Moreira, a possibilidade surgiu após encontro entre a diretoria da Itambé e representantes da administração municipal. A companhia busca uma área próxima a ferrovia para escoar a produção. "Além disso, foram apresentadas outras condições necessárias para atender ao projeto da empresa", diz.

Conforme o prefeito, informações dão conta que indústria seria instalada em Pará de Minas (região Central), mas um estudo feito por consultoria contratada pela Itambé apontou aquela região como estratégica para o empreendimento. Moreira informa que outros municípios, como, por exemplo, Cordisburgo estão na disputa. "A decisão deverá ser tomada entre 30 e 40 dias", afirma.

Com a possibilidade de receber o aporte, a prefeitura já está em busca de áreas para a planta da Itambé. O prefeito não soube informar o valor do investimento, porém, estima que cerca de 500 postos de trabalho serão gerados.

Rumores de mercado dão conta que a fábrica de rações em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, será transferida para outro município. O prefeito não confirmou se haverá a transferência.

A unidade de Contagem é a maior planta de rações comerciais do Brasil, conforme informações da Itambé. A fábrica está instalada em uma área de 22 mil metros quadrados na Cidade Industrial. A outra planta do segmento de rações está instalada em Aparecida de Goiânia (GO). A CCPR foi procurada pela reportagem, porém, até o fechamento da edição nenhuma fonte foi encontrada para falar sobre o assunto.

Sete Lagoas já conta com uma planta da Itambé Alimentos S/A. Na unidade, com capacidade de processar 1 milhão de litros diariamente, são produzidos leite em pó, creme de leite, doce de leite e leite condensado.

Vigor

Em fevereiro último, a Vigor Alimentos S/A, anunciou a compra de 50% do capital da Itambé Alimentos. O negócio movimentou R$ 410 milhões. A empresa conta com quatro plantas em Minas: Pará de Minas, Sete Lagoas, Uberlândia (Triângulo Mineiro) e Guanhães (Médio Espinhaço). Além disso, a empresa tem uma unidade em Goiás.

Com melhor condição financeira, a companhia está reavaliando o plano de investimentos. Entre os projetos em estudo está a ampliação da fábrica de Pará de Minas e a construção de uma unidade na região Nordeste do país. O negócio com a Vigor envolveu somente a divisão de lácteos da cooperativa, desta forma, o segmento de rações continua sob o controle da CCPR.

Fonte: Diário do Comércio
http://www.laticinio.net/noticias.asp?cod=14898

Foto: Lucas Gustavo
   O ex-prefeito de Cordisburgo, Geraldo José Martins (Ladu), sugeriu ontem (12) na entrega da Medalha Guimarães Rosa e Vovô Felício, com a presença de autoridades locais, em discurso bem humorado, a implementação da uma faculdade em Cordisburgo, alegando que nossos jovens não devem viajar à outras cidades, mas os jovens de outras cidades viajarem para Cordisburgo, já que a cidade possui estrutura para tal coisa. Após seu discurso foi muito aplaudido pelos presentes.
   Após o término da celebração disse que Cordisburgo deve levar em consideração a cidade de Diamantina que começou com a implementação de uma faculdade e que isso fez desenvolver a cidade, tendo lá hoje até mesmo universidade. As pousadas também se favoreceriam com a hospedagem de estudantes.
   O prefeito ouviu atentamente as palavras de "Ladu" e logo depois fez um pronunciamento que você acompanhará na próxima reportagem do Cordis Notícias.

Reportagem: Lucas Gustavo


Em sua 25 ª edição, a ‘Semana Roseana’ agita a Cidade de Cordisburgo, terra natal de Guimarães Rosa. O evento, que acontece no período de 7 a 13 de julho, conta com uma intensa programação de atividades culturais e educativas gratuitas. Com o tema 25 Anos de Travessia Pela Obra de Rosa ,  a ‘Semana Roseana’ tem por objetivo promover a divulgação da obra de Guimarães Rosa, favorecendo o conhecimento da literatura por meio de diferentes linguagens artísticas.
Neste ano estão previstas oficinas de produção de texto, bordado, literatura, mesa redonda, debates e palestras, caminhada eco-literária, lançamento de livros, apresentações de teatro, música e do Grupo de Contadores de Estórias Miguilins (Confira a programação completa abaixo).
A ‘Semana Roseana´é um evento de repercussão nacional que favorece o estreitamento dos laços entre a comunidade e o Museu Casa Guimarães Rosa. Além de seu valor cultural, o evento projeta Cordisburgo como um atraente destino para turistas nacionais e internacionais, e reafirma a vocação da cidade como referência para intelectuais, artistas, estudantes e professores.
Criada em 1989, pela Academia Cordisburguense de Letras Guimarães Rosa, a ‘Semana Roseana’ é uma realização do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, da Academia Cordisburguense de Letras e da Prefeitura Municipal de Cordisburgo. Conta, ainda, com a cooperação da Associação dos Amigos do Museu Casa Guimarães Rosae da Câmara Municipal de Cordisburgo.
Clique aqui e confira a programação completa do evento.

Fonte: cultura.mg.gov.br
Tecnologia do Blogger.