Belo Horizonte

Alexandre Kalil (PHS) é eleito prefeito de Belo Horizonte, neste domingo (30). Ele derrotou o candidato João Leite (PSDB), que disputava pela terceira vez a eleição na capital mineira. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Kalil teve 52,98% dos votos contra 47,02% de João Leite. Votos brancos alcançaram 4,85% do eleitorado. Houve 15,52% de votos nulos. O índice de abstenção foi de 22,77%. Foram 79,64% de votos válidos. 

No primeiro turno, João Leite teve o maior número de votos, 395.952, alcançando 33,40% dos votos. Kalil ficou em segundo lugar, com 314.845, o que representou 26,56% do total.
Alexandre Kalil tem 57 anos e é empresário. Ele foi presidente do Atlético-MG. Na política, Kalil vai para a primeira candidatura. Em 2014, ele chegou a ser pré-candidato a deputado estadual, mas desistiu do pleito.

Contagem
 
Alex de Freitas (PSDB) é eleito o prefeito de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, neste domingo (30). Ele se elegeu com 223.902 votos, o que correspondem a 72,96% dos votos. Ele derrotou o atual prefeito Carlin Moura (PC do B) que teve 82.986, 26,04% dos votos. O vice-prefeito eleito é William Barreiro (PSB). Os eleitos fazem parte da coligação “Contagem para o futuro” (PSDB / PV / PMB / PP / PPS / PSB / PT do B / PRP / PSL / SD).

Alexis José Ferreira de Freitas é natural de Belo Horizonte, tem 42 anos, é microempresário e não concluiu o curso superior em administração pública. É filho de Humberto de Freitas e Edwiges Ferreira de Freitas e o segundo filho de uma família de três irmãos. Casado, é pai da Ana Clara, de 13 anos, e dos gêmeos Gustavo e Theodoro. Começou a sua trajetória pública em 1997, como auxiliar administrativo na Regional do Petrolândia. Por sua dedicação, quatro anos depois, deu um salto profissional e foi nomeado o administrador da regional.

À frente da Regional Petrolândia, Alex fez trabalhos que são lembrados pelos moradores da região como a criação do banco de empregos da regional, ofertando mais de 600 vagas de empregos e inserindo mais 250 moradores da região no mercado de trabalho; articulou cursos profissionalizantes por meio de parcerias com organizações governamentais e entidades da sociedade civil organizada para os adolescentes da regional Petrolândia; conseguiu financiamento para microempresas da região, por meio de parcerias com o banco do povo.

Em 2009, Alex foi nomeado secretário-adjunto de governo, fazendo a relação entre a Prefeitura de Contagem com a Câmara Municipal, lideranças dos movimentos sociais, organizações não governamentais e demais e representações da cidade.
Em 2013, foi nomeado secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. À frente da pasta, Alex conseguiu a assinatura do termo de cooperação mútua entre as cidades de Jiaxing (situada ao Norte da China) e Contagem, transformando-as em cidades-irmãs.

Juiz de Fora

Bruno Siqueira, do PMDB, foi reeleito neste domingo (30) prefeito de Juiz de Fora para os próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas, o peemdebista teve 151.194 votos, o que corresponde a 57,87% dos votos válidos, contra 110.059 de Margarida Salomão (PT) – 42,13%.

"Nós ganhamos a eleição porque falamos a verdade. Nós falamos das dificuldades, nós falamos de como é difícil conseguir recurso público, falamos do que a gente não conseguiu fazer, mas também falamos que fizemos muito por Juiz de Fora porque trabalhamos muito", disse Siqueira após a vitória.

Ele garantiu que vai lutar por um futuro melhor para a cidade. "Meus amigos, muito obrigado do fundo do coração por todo apoio, por toda a luta. Porque eu e o Dr. Antônio Almas vamos lutar muito por essa cidade. Vamos lutar, vamos trabalhar, vamos fazer a cada dia Juiz de Fora uma cidade melhor para se viver", disse na Praça do Poço Rico.

Derrotada, Margarida Salomão disse que "a luta continua". "A voz das ruas disse que é necessário mudar, continuar pura e simplesmente não é aceitável. A cidade falou. E a cidade disse que muita coisa precisa ser melhorada. Então, neste momento em que nós estamos ouvindo a voz das urnas, ouvindo e aceitando, porque nós somos democratas. Quero dizer para todo mundo que votou e quem não votou também, que nós estamos na luta. A luta continua", afirmou a deputada.

Montes Claros

Humberto Souto, do Partido Popular Socialista (PPS), foi eleito neste domingo (30) prefeito de Montes Claros (MG) para os próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas, o candidato registrou 123.156 votos, o que corresponde a 65,31% dos votos válidos, contra 65.416  de Ruy Muniz, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que buscava a reeleição - 34,69% do total.

Em seu discurso de vitória, Humberto Souto disse que esperava votação mais ampla, pela grande recepção que teve nas ruas. “Estou feliz, porque, diante do que foi mostrado nas ruas, foi transformado em números. Agora vamos assumir a prefeitura. Não posso prometer nada, antes de saber a real situação da prefeitura. Mas, a população pode saber: se entrar um tostão da população, ele será revertido em obras”.

Já Ruy Muniz, após a divulgação do resultado das eleições, desejou sorte ao prefeito eleito e disse que vai continuar trabalhando. "O povo de Montes Claros teve a oportunidade de escolher, escolheu. Reconheço o resultado das urnas. A vida segue; vamos continuar trabalhando por Montes Claros. Desejar ao novo prefeito boa sorte, que ele realmente coloque em prática seu programa de governo. Tomara que ele monte um secretariado competente. Nós amamos Montes Claros e respeitamos o que o povo decide".

Ruy Muniz é marido da deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG) e os dois são alvo de inquérito por suspeita de sonegação fiscal, falsidade ideológica, estelionato e lavagem de dinheiro. O casal ficou famoso após a prisão de Ruy no dia 18 de abril. Na véspera, durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff na Câmara, Raquel elogiou a gestão do marido ao votar pela abertura do processo.

Com G1

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.