A Prefeitura de Montes Claros solicitou à Secretaria Nacional de Defesa Civil e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG) a liberação de R$ 100 milhões para o reparo dos danos causados pelo temporal que começou na tarde do último sábado, 19, e se estendeu até a madrugada de domingo. Nessa segunda-feira, 21, o prefeito Ruy Muniz decretou situação de emergência do município em decorrência da chuva.

Mais de 200 famílias ficaram desalojadas por causa da chuva na cidade / Foto:  Dione AfonsoMais de 200 famílias ficaram desalojadas por causa da chuva na cidade / Foto: Dione Afonso

Ele explicou que serão necessários R$ 38 milhões para a reconstrução da avenida Vicente Guimarães, atingida pelas águas que chegaram a inundar a sede da Policia Civil. Também serão necessários R$ 18 milhões para o reparo do canal do Córrego Bicano e as margens do rio Vieira, no bairro JK.

As chuvas deixaram 210 famílias desalojadas, atingindo cerca de 800 pessoas, em 14 bairros da cidade. Os dados pluviométricos fornecidos pela Copasa apontam 175 milímetros em 13 horas de chuva. Para atender as famílias atingidas foram distribuídos 250 colchões e cobertores e 170 cestas básicas.

Com base em denúncias de loteamentos irregulares, o prefeito Ruy Muniz determinou a suspensão dos últimos projetos de venda de áreas aprovados em novembro e dezembro, que somente poderão ser comercializadas após cumprirem as regras de uso e ocupação do solo.

Estudos realizados pela Prefeitura de Montes Claros mostram que as chuvas causaram danos de R$ 3 milhões aos moradores, cujas casas foram inundadas ou comprometidas. Ele estima em R$ 15 mil o valor dos danos por casa.

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) iniciou ainda na segunda-feira um levantamento das áreas de risco e afetadas pela chuva e vai elaborar um laudo de avaliação de danos.

Fonte: SeteLagoas.com.br

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.