Em reunião realizada nesta 3ª feira à noite, no CAT - Centro de Atendimento ao Turista, representantes das 8 equipes que disputarão o campeonato de futsal do Cecopa, assistiram o sorteio e a colocação de seus times nas 2 chapas - A e B.

Na chave A, ficaram: Viracopos, Nacional, Olaria e Unidos pelo Dedê.

Na chave B, estão: Kim do Peças, Lucão PSGás, Papaléguas e Peladinha do Dedê.

O Papaléguas entrou na disputa, substituindo o time Bairro da Paz, que desistiu da participação.

Será um campeonato de curta duração, com apenas 6 rodadas, acontecendo sempre às 3ª e 5ª feiras, à partir das 18 horas e movimentando todos os 8 times. Serão 4 jogos por jornada.

A organização deste campeonato de futsal, que está a cargo da Asscoiação Juventude para Cristo, está esperando o comparecimento de muitos torcedores ao ginásio do Cecopa, haja vista, as rodadas serem preenchidas por todos os times em cada noite da competição.

Os jogos serão apitados por árbitros da Liga de Futebol Amador de Sete Lagoas.

A PMMG irá monitorar e acompanhar todo o desenrolar do campeonato, para dar tranquilidade aos torcedores e ainda, efetuar a cobertura ao grande evento esportivo.

Reportagem Adriano Bossi


Os alunos do curso normal em nível médio, o conhecido Magistério, recém instalado em Cordisburgo, realizaram várias apresentações sobre o folclore brasileiro.

O trabalho foi uma iniciativa da professora e coordenadora do curso, Deize Lúcia de Carvalho, em comemoração à semana da educação infantil, recebendo o nome de "Folclore brasileiro e suas mutações".

As apresentações foram um grande sucesso e abordaram assuntos como as bonecas de pano, cantigas de roda, brincadeiras, plantas medicinais, superstições, trava-línguas, lendas e costumes regionais, através de danças e teatros variados.

Parabéns aos futuros professores da educação infantil pelo brilhante trabalho.

Confira abaixo o vídeo das apresentações.

Por Lucas Gustavo



Cordisburgo esteve representada na XXIV Corrida Rústica Duque de Caxias 2017, ocorrida em Curvelo no último dia 27 de Agosto.

Carlos Gomes Fonseca, genro do conhecido "Mundico", que já havia vencido a 1ª Corrida Educa Cordis, foi o 1º colocado na Categoria D - 41 a 50 anos.


O também cordisburguense Tiago das Lajes, ficou na 8ª colocação da Categoria B - 21 a 30 anos.

O evento foi promovido pela Prefeitura de Curvelo, juntamente com o Exército Brasileiro, em comemoração ao Dia do Soldado.

A participação dos atletas de Cordisburgo contou com o apoio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer através da Coordenadoria de Esporte e Lazer.

O troféu conquistado por Carlos está exposto no CAT - Centro de Atendimento ao Turista de Cordisburgo.











O cordisburguense Clécio Campos representará a cidade na próxima edição do MasterChef Profissionais.

Apaixonado pela gastronomia regional, e lendo tudo o que podia sobre o assunto, Clécio não teve dúvida: cozinhar era o que queria. 

O chef teve desde bem cedo em sua infância em Cordisburgo, as primeiras influências da gastronomia brasileira de raiz, proporcionadas pela riqueza da comida mineira e dos ingredientes do cerrado, que traduzem muito bem a simplicidade e ao mesmo tempo a diversidade da comida do Brasil. 

Na capital mineira, estagiou com grandes Chefs da cidade, e mais tarde já com uma boa bagagem e, depois de diversos cursos na área, muitos deles fora do estado, ele então chefiou diversos restaurantes, vários destes, premiadíssimos.

Curioso e muito criativo, continuou sua busca por mais sabores incríveis deste Brasil, o que, hoje é uma tendência nacional entre os chefs.

Sua meta é explorar todas as possibilidades gastronômicas dos ingredientes do país, usando as bases da gastronomia clássica, criativa, levando em conta os ingredientes e a cultura alimentar de cada região do Brasil, fazendo assim uma culinária simples,sofisticada e ao mesmo tempo, surpreendente.

Atuando hoje na região nordeste, em Itacaré, no estado da Bahia, faz uma culinária simples, bem interior, bem regional, bem nordestina, bem praiana e bem brasileira!

Boa sorte ao Chef cordisburguense!


Com Mariana Diniz e Rede Bandeirantes


Aconteceu na noite desta segunda-feira, a Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Cordisburgo referente ao mês de Agosto de 2017.

Inicialmente, o Secretário Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Sr. Antônio Luiz de Souza esteve presente para prestar esclarecimentos quanto ao estado precário dos veículos de transporte escolar, falta de servidor durante férias da auxiliar de serviços e outras reclamações inerentes.

O secretário expôs sua forma de trabalho, concordou com algumas das reclamações e disse estar trabalhando para melhorar cada vez mais o transporte escolar municipal.

Também esteve presente, o Secretário Municipal de Infraestrutura, Obras, Estradas e Transporte, Sr. José Maria do Perpétuo Socorro, que expôs as atividades desenvolvidas pela secretaria, além de debater sobre a situação das estradas municipais.

Em seguida, o Secretário de Planejamento, José Pereira Castro,  realizou a apresentação do Projeto de Lei  que Estima e Fixa o Orçamento do Município para o Exercício de 2018 e o Plano Plurianual 2018 a 2021, através de uma audiência pública, respondendo as questões levantadas pelo legislativo.

Por último, foi realizada a votação do Projeto de Lei Complementar nº 07/2017 que dispõe sobre a alteração da Lei 1.503, de 03 de Março de 2009 e dá outras providências, sendo aprovado por unanimidade em segunda discussão.

Confira abaixo, vídeo da reunião:

Por Lucas Gustavo



A queda nas receitas e a pressão com a folha de pagamento de servidores têm feito municípios de todos os cantos de Minas prepararem um verdadeiro pacotão de demissões. O movimento começou nos últimos meses, de forma tímida, e será acentuado no segundo semestre, conforme contabiliza a Associação Mineira de Municípios (AMM).

Para o próximo mês, cidades como Coronel Fabriciano, no Vale do Aço, e Mariana, na Região Central, já têm programadas a dispensa de funcionários não concursados em várias áreas da administração. A queda nos recursos também coloca em risco o pagamento de benefícios como o 13º.

Em Fabriciano, por exemplo, o prefeito Dr. Marcus Vinícius (PSDB) adiantou que terá que demitir cerca de 300 servidores da Educação no próximo mês, cerca de um terço do setor.

“São professores substitutos ou contratados que serão desligados. Estamos tendo que reestruturar toda a rede de ensino e colocar mais alunos em uma mesma sala de aula para poder fechar a folha de pagamentos”, diz.

Em Mariana, a medida a ser tomada em setembro pelo prefeito Duarte Júnior (PPS) será o corte de cerca de 100 servidores, 20% do total de nomeados, o que corresponderá a uma economia de R$ 200 mil por mês.

“Nossa receita em julho deste ano foi de R$ 17 milhões, bem menor que a do mesmo mês de 2013, por exemplo, quando foi de R$ 21 milhões, sem correções”, afirma ele, ressaltando que a atual folha de pagamento é a menor dos últimos três anos. “Mesmo assim, não estamos conseguindo pagar, visto que os repasses do ICMS e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) caíram muito”, reclama Duarte Júnior, que admite que o 13º salário deste ano também não está garantido.

Adesão

De acordo com Julvan Lacerda (PMDB), presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Moema, a grande maioria das cidades mineiras está aderindo ao movimento de demissões de servidores.

Em Moema, na Região Central, Lacerda já cortou em 20% o número de funcionários no Executivo, cerca de 60 cargos.

O município de João Pinheiro, no Noroeste do Estado, também sofre. “Caíram os repasses federais e estaduais, e a previsão que a gente tem é que em outubro o FPM seja 21% menor que em setembro”, diz o prefeito Edmar Xavier Maciel (PDT), que prepara a demissão de 40 servidores para o mês que vem. “Estamos tentando ajustar tudo, guardando carro na garagem, cortando hora-extra e gratificações”, afirma.

“A situação está caótica”, denuncia Deco do Stalo (PMDB), prefeito de Piumhi, no Oeste de Minas, que dispensou 16 servidores na última terça-feira e deve dispensar no mínimo mais 30 em setembro.

No Vale do Mucuri, o prefeito de Teófilo Otoni, Daniel Sucupira (PT), já mandou embora 250 auxiliares de serviço desde o começo do ano. “Se a tendência da arrecadação realmente diminuir, vai inviabilizar o cumprimento de serviços básicos”, avisa, acrescentando que a falta de repasses para o transporte escolar pode levar à paralisação dos veículos na região nas próximas semanas.

No Estado, 19% das cidades estão perto do limite com pessoal

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) determina que o orçamento dos municípios com servidores do Executivo não pode ultrapassar 54% do total. Porém, só neste mês, 161 cidades do Estado, o equivalente a 19%, foram alertadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG) por já terem ultrapassado 90% do valor do teto.

Os municípios culpam a crise econômica, o aumento da tributação e o atraso em repasses pela situação. “A economia está péssima, a arrecadação está ruim, as receitas não estão vindo. E a promessa de repasses de recursos gera uma expectativa que vem sendo frustrada a cada mês”, explica a economista da AMM, Angélica Ferreti.

“É uma equação que não fecha. As maiores despesas fixas são com energia elétrica, combustível e com folha de pagamento. Todas as três sofrem aumentos contínuos e não temos margem de negociação”, diz o presidente da AMM, Julvan Lacerda, que cita a disparidade entre os reajustes feitos pela União no piso dos professores (7,6%) e nos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), de apenas 3,3%.

Na mesma linha de Lacerda, o prefeito de Teófilo Otoni, Daniel Sucupira (PT), reclama da falta de equilíbrio entre os reajustes exigidos e as receitas. Segundo ele, as demissões na cidade foram feitas para se adequar ao limite da LRF.

“Existe uma determinação de aumento para os agentes comunitários da saúde, mas não houve aumento de verba. Além disso, o governo federal suspendeu o Farmácia Popular. Isso impacta demais”, diz.

Cortes prejudicam serviços e afetam a economia local

Além de prejudicar os serviços, os cortes de pessoal nos executivos de pequenos municípios também prejudicam as economias locais.

Segundo Tânia Teixeira, professora do Departamento de Economia da PUC Minas, as demissões podem causar uma asfixia e impactar nos grandes centros.
“Se não tem recurso no município, aumenta inclusive o déficit das grandes cidades, que é para onde as pessoas dessas localidades têm de ir para ser atendidas. Assim, o impacto chega às cidades de maior porte”, explica.

De acordo com Tânia, a visão de que o serviço público é o maior causador da crise não é correta.

“A maioria dos servidores públicos recebe uma média de dois a quatro salários. Às vezes, o Estado tem que dinamizar as economias locais. Quando você tira isso de uma pequena cidade, você gera a morte desse município”, analisa, acrescentando que o funcionalismo gera renda e dinamiza os mercados locais.

Alternativas

Cientes da falta que os recursos públicos têm causado, alguns municípios vêm buscando ajuda na iniciativa privada. Em Teófilo Otoni, a saída tem sido o fomento ao empreendedorismo ligado às pedras preciosas. Nos últimos meses, a cidade sediou três eventos sobre o setor. “Nossa estratégia é desenvolver a região com a busca da iniciativa privada, fomentando cooperativas e associações”, afirma o prefeito Daniel Sucupira (PT).

Em Fabriciano, projetos de incentivo ao desenvolvimento já deram resultado na iniciativa privada. “Já tivemos balanço positivo, com a geração de 190 empregos entre junho a julho deste ano”, comemora o prefeito Doutor Marcos Vinícius (PSDB).

Porém, para Tânia Teixeira, essa estratégia não vale para todos. E alguns municípios sem vocação específica precisam receber mais repasses para sobreviver economicamente.

“A lei de distribuição de recursos que garante aos municípios os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi criada exatamente para isso. O mercado é assimétrico, não resolve o problema de toda a sociedade. Às vezes, quem tem de fazer isso é o próprio Estado”, conclui.

Por Hoje Em Dia


Foram iniciadas as obras no Centro de Saúde Jenny Negrão de Lima, visando melhorar o atendimento ao público.

Será construída uma nova área de recepção; todo o prédio receberá nova pintura, além de todos os banheiros serem reformados e ser realizada a instalação de sinalização para deficientes físicos na edificação. Haverá também uma nova área destinada às ambulâncias e entrada exclusiva para emergências, independente da entrada principal.

Projeto da nova fachada principal

O prédio é um patrimônio histórico municipal, e as obras estão sendo realizadas pela Prefeitura Municipal de Cordisburgo com recurso próprio e do Fundo do Patrimônio Cultural de Cordisburgo.

A reformaé desenvolvida pela empresa Seconcrete - Servicos de Engenharia e Construcoes Em Concreto LTDA, com sede em Belo Horizonte. O projeto foi desenvolvido pela engenheira Kissyla Portes e está orçado em cerca de 400 mil reais.

Por Lucas Gustavo
Com informações de Ronaldo Oliveira - Secretário Municipal do Patrimônio Cultural de Cordisburgo e Carlos Lúcio Jr. - Setor de Projetos da Prefeitura Municipal de Cordisburgo


Nova planta do Hospital


Prédio atual



Neste Domingo, foram anunciados os ganhadores do 3º Festival do Frango Caipira, ocorrido na última semana.

O anúncio foi feito durante a Feira Gastronômica, no Receptivo Turístico. 

A apuração teve como base a média ponderada das avaliações recebidas. Foram avaliados os critérios Sabor (Peso 15), Higiene (Peso 10) e Apresentação (Peso 5).


Em primeiro lugar ficou Cristina, com 6.257 ponto. O organizador Ney Freitas realizou a entrega da premiação simbólica e do valor de R$ 300,00 para Marcela Marcelino que representou a vencedora.


Em segundo lugar, ficou Rafaela, com 5.303 pontos. A secretária de turismo, e também organizadora do evento, Rachel Oliveira, realizou a entrega da premiação simbólica e do valor de R$ 200,00 para a vice-campeã e sua assistente.



Em 3º lugar, ficou Alzira com 4.140 pontos. O editor do Cordis Notícias, Lucas Gustavo ,realizou a entrega da premiação simbólica e do valor de R$ 100,00 para a terceira colocada.

Confira a classificação completa:

POS.
NOME
SABOR
APRES.
HIGIENE
TOTAL
MÉDIA
1
CRISTINA
309
304
305
918
6.257
2
RAFAELA
261
260
264
785
5.303
3
ALZIRA
203
205
210
618
4.140
4
NILMA
185
185
190
560
3.763
5
MARNEY
140
139
141
420
2.842
6
MARIA
137
132
134
403
2.760
7
ALESSANDRA
42
41
43
126
849
#
AMCOR
-
-
-
-
-

A AMCOR (Creche) foi desclassificada, pois foram vendidos 55 pratos e na urna constavam 86 cédulas de avaliação.

A direção da creche, através de sua presidente Geralda Maria (Neném), informou que os votos a mais se devem a várias pessoas terem divido o prato devido a seu tamanho, realizando ambas a votação. Destacou ainda que não havia sido informado a eles que isto não poderia ser feito.


Parabéns aos vencedores e a todos que participaram brilhantemente desta bonita festa cultural e gastronômica!
















A 2ª edição do Campeonato de Futsal, que é promovido pela Associação Juventude para Cristo e sob a direção de Cristiano Souza, começará no dia 12 de setembro - 3ª feira, às 19 horas.

O campeonato será disputado por 8 equipes, divididas em 2 chaves - A e B. Os jogos acontecerão às 3ª e 5ª feiras, com a realização de 3 partidas por jornada.

As equipes inscritas para a disputa, são as seguintes:

Peladinha do Dedê, Olaria FC, Lucão P S Gás, Nacional, Bairro da Paz FC, Unidos pelo Dedê, Kim do Peças e Sem Chance Vira Copos.

Será um campeonato de curta duração, com apenas 6 rodadas e deverá se encerrar, possivelmente no dia 30 de setembro.

Por Adriano Bossi


A Prefeitura Municipal de Cordisburgo irá realizar Audiência Pública na próxima segunda-feira, durante a Reunião Ordinária dos vereadores.

O compromisso será realizado na Câmara Municipal de Cordisburgo, à Rua Governador Valadares nº 16 – Centro, às 19 horas.

A Audiência Pública discutirá a elaboração do Projeto de Lei do Plano Plurianual – PPA para o quadriênio 2018 a 2021 e do Projeto de Lei Orçamentário Anual – LOA para o exercício 2018.


Com informações de Prefeitura Municipal de Cordisburgo - Setor de Planejamento


A “Festa de Nossa Senhora do Rosário” celebrada nesta segunda-feira (21), com procissão em Paraopeba, dirigida pelo pároco padre Gilson Mendes, teve como festeiros Mundinho e Jerusa, imperadores Nataniel Henrique e Paula, as Guardas de Congo, a Fanfarra, colaboradores e a participação do prefeito Juca Bahia que manifestou a sua alegria em participar do evento.

Para Juca Bahia os festejos foram ricos de beleza e fé. “Em especial agradecemos e parabenizamos também a Dona Maristela Moreira Rates, uma das maiores incentivadoras e fundadoras da tradicional “Festa de Nossa Senhora do Rosário” de nossa cidade e região.

XV Encontro Folclórico de Paraopeba e região

Paraopeba também será marcada no próximo final de semana pelo XV Encontro Folclórico. Fé e riqueza cultural se misturam no grande acontecimento que traz a seguinte programação: Na sexta-feira (25), às 19 horas acontece a Missa Folclórica presidida pelo padre Gilson e a abertura oficial do evento. Em seguida haverá “Dança Folclórica” com os alunos da Escola Municipal “Américo Vaz da Silva”, a apresentação “Romaria” com a Companhia Municipal de Teatro, a Capoeira “Kayangunga” e os “Seresteiros de São Benedito”.

Já no sábado (26) também às 19 horas, novamente acontece a“Dança Folclórica” com os alunos da Escola Municipal “Américo Vaz da Silva”, a apresentação do “Trio Sertão Adentro”, dos Congados de Nossa Senhora do Rosário da Pontinha, Dom Bosco e Retiro, a dança junina “Quadrilhão da Marina” e apresentação do “Trio Irmãos da Estrada”.

Por sua vez, no domingo (27) às 8 horas será a vez dos “Grupos de Folia de Reis e Pastorinhas” fazerem as suas apresentações. E de 25 a 31 de agosto haverá “Exposição Fotográfica” no Caazec com o tema: “Tradição”. A “Exposição” é do fotógrafo Ronaldo Oliveira.

Com MegaCidade






A Prefeitura Municipal de Cordisburgo informa aos proprietários de imóveis que já está em vigor o Programa de Recuperação Fiscal – REFIS que dá até 90% de desconto em juros e multas no Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU.

Este programa foi criado com a intenção de ajudar os cidadãos cordisburguenses na quitação da sua dívida ativa no IPTU. 

Diante da rigorosa exigência atual da Justiça, especialmente da Promotoria, a Administração Municipal torna-se obrigada a proceder cobrança judicial e/ou extrajudicial de todos os débitos tributários existentes, sob pena de o Prefeito incorrer em crime de responsabilidade.

Pedimos, por gentileza, que compareça no setor de Tributação para evitar maiores transtornos e gastos desnecessários, principalmente despesas de alto custo em cartório. A Prefeitura Municipal não quer e nem deseja que isso aconteça, mas diante da exigência mencionada acima, tornou-se obrigatório o cumprimento.

Com Prefeitura Municipal de Cordisburgo
Tecnologia do Blogger.