Foto: Lucio Bernardo Jr

O Senado Federal, instalou nesta quarta-feira, com quase dois meses de atraso, a CPI do Futebol, para investigar a CBF (Confederação Brasileira de Futebol). 

O senador (ex-jogador) Romário. do PSB-RJ, foi escolhido presidente desta CPI e o Senador Romero Jucá (PMDB-RR) como relator - a quem cabe definir os rumos das investigações e elaborar o relatorio final da comissão.

Jucá negou que a sua indicação seja uma estrategia para "blindar" a CBF, isto porque, há na entidade maior do nosso futebol, pessoas ligadas a algumas velhas raposas politicas (José Sarney, Renan Calheiros) e essa questão, deixa margem para especulação, quanto ao bom andamento do inquérito.

Por sua vez, Romário afirmou que vai pedir as quebras de sigilo da CBF, das Federações Estaduais de Futebol, dos Clubes, de Presidentes e Dirigentes.

Além de Romário e Romero Jucá, a CPI, terá ainda, Zezé Perrela e Fernando Collor, nomes estes, que por si só, deixam um rastro de incerteza, quanto ao bom andamento desta CPI.

Reportagem: Adriano Bossi

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.