A vexilologia é o estudo das bandeiras, estandartes e insígnias e das suas simbologias, usos, convenções etc. Este termo foi criado por Whitney Smith, em 1985. O seu nome provém de vexilo, nome dos estandartes utilizados no exército romano. Uma pessoa que estuda as bandeiras é chamada "vexilologista". Por extensão, uma pessoa que desenha bandeiras é chamado "vexilógrafo".

Portanto, a vexilogista e vexilógrafa responsável pelo desenvolvimento da Bandeira da Academia Cordisburguense de Letras Guimarães Rosa é a acadêmica Silvia Araújo Motta.

• A Bandeira tem a forma de RETÂNGULO BRANCO, na proporção 0,90m x 1,28, com CÍRCULO lembrando a forma do planeta, dividido verticalmente, com o fundo branco, para representar a paz e a harmonia, bem de acordo com o sentimento dos Acadêmicos. Bem, a partir de um rápido mergulho no campo de estudo do design gráfico, observando a simbologia atribuída a cada uma das formas geométricas, podemos relacionar o RETÂNGULO principalmente à ideia de ordem, podendo ter seu significado expandido para outras órbitas semanticamente semelhantes, como as ideias de autoridade, poder e força. Os ângulos retos, sua principal característica, são o que denota principalmente esse significado, levando-se em consideração a distribuição igualitária dos ângulos contidos em um círculo interno e sua disposição.
• Na parte central do campo branco, um círculo de tecido Oxford azul-blau e dentro dele, o nome do sodalício, escrito em fio branco especial : ACADEMIA CORDISBURGUENSE DE LETRAS GUIMARÃES ROSA. (Azul-blau tem significado heráldico de integridade, justiça, nobreza, firmeza, incomparável perseverança, zelo e lealdade, qualidades peculiares dos acadêmicos.) Ano de 1984, indica o ano de fundação da ACLGR.
• Dentro do círculo branco há uma letra “C”, em tecido Oxford (100% poliéster) corresponde à inicial de Cordisburgo (fundada em 1883), berço natalício do filho ilustre amado, capitão-médico João Guimarães Rosa. Esta forma é também conhecida como Lua em Quarto Crescente - porque corresponde à dimensão da proporção de que é vista - representa o crescimento, o vigor, a renovação da vida, a obtenção da cultura e ascensão consciencial. (Cor dourada simboliza a riqueza, glória, soberania, fé e prosperidade, aplicáveis aos Acadêmicos, na concretização de seus planos.)
• A letra “C” bordada, traz o bordado com fios pretos, da esfinge do escritor, mais conhecido por “Guimarães Rosa”, nascido aos 27/06/1908 em Cordisburgo/MG e falecido, com 59 anos, aos 19/11/1967 no RJ, Guanabara. Médico voluntário da Força Pública (atual Polícia Militar), durante a Revolução Constitucionalista de 1932. Em 1933, foi para Barbacena, na qualidade de Oficial-Capitão-Médico do 9º Batalhão de Infantaria. 
• A esfinge é ladeada por dois ramos de louros em (sinople) verde, apoiados, unindo o da esquerda à direita. Coroa de louros consagrada como símbolo que, desde a Antiguidade Clássica, exprime o triunfo, a glória militar, artística, política e, em plano mais elevado, literária. Símbolo de esperança, sabedoria que abre os braços para valorizar a representatividade de seus Acadêmicos integrados às outras entidades afins. Guimarães Rosa levou a “pequenina cidade sertaneja” para o mundo através do idioma “luso-mineiro”.
• Logo abaixo, na terceira parte, em cor vermelha, o símbolo da cidade do CORAÇÃO, cor do Estado de Minas Gerais, cor do amor e dedicação da fundadora Sinhá Araújo, com seus vinte e três acadêmicos-fundadores. 
• Sempre lembrado o objetivo maior da ACLGR é trabalhar “PELA CULTURA”, o que justifica um livro aberto na marca da entidade, que possui muitos acadêmicos, pesquisadores, historiadores, escritores, prosadores, poetas, contadores de histórias, artistas, cantores, musicistas e musicólogos, etc.

A Bandeira foi apresentada oficialmente no dia 17 de Junho de 2017.

A Comissão de Avaliação foi formada pelo Presidente Raimundo Alves de Jesus e os acadêmicos Cel.Sebastião Alvino Colomarte, Cel. Antônio Fernando de Alcântara, Vice-Presidente Haydeé Ferreira Viana e o Jornalista Natalino de Carvalho.

Por Lucas Gustavo

Postar um comentário

  1. As explicacoes sao complexas mas a bandeira da ACL e nada mais que uma versao colorida da bandeira da Academia de Letras da PMMG, vejam na materia publicada aqui mesmo no Cordis Noticias -

    http://www.cordisnoticias.com.br/2017/06/cordisburguenses-sao-empossados-na.html

    A ACL merecia algo mais original, que fosse academico mas ao mesmo tempo remetesse ao tema dos livros de JGR.

    ResponderExcluir

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.