O Atlético é campeão mineiro de 2017. Após empatar em 0 a 0 com o Cruzeiro na primeira final do estadual, o Galo recebeu a Raposa no Independência e venceu por 2 a 1. Robinho abriu o placar para a equipe da casa, ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Ábila empatou para os visitantes, mas Elias voltou a recolocar o Galo em vantagem e fechou a conta.

Com a vantagem de um empate, Roger priorizou a questão defensiva do Atlético e começou o jogo com uma trica de volantes, formada por Adilson, Carioca e Elias. O Cruzeiro até tentou mandar no jogo e esboçou uma pressão nos primeiros minutos, mas não teve sucesso e esbarrou na sólida marcação alvinegra. Além de deixar o Galo seguro, o esquema tático ainda deixava Robinho e Fred adiantados e sem tantos compromissos defensivos. Aos 12 minutos, o centroavante caiu pela direita e acertou um passe primoroso para Robinho, de primeira, abrir o placar.


O gol atleticano deixou o Cruzeiro perdido em campo e a equipe precisou de alguns minutos para digerir o placar negativo antes de recomeçar suas tentativas de ataque. Mais tranquilo, o Galo ainda balançou as redes com Robinho, mas a arbitragem marcou um impedimento inexistente no lance. Sempre superior, a equipe de Roger terminou o primeiro tempo em alta contra um Cruzeiro que quase não ameaçou.

Se o primeiro tempo teve como destaque o acerto de Roger Machado na escalação do Galo, a etapa final começou com Mano respondendo à altura. Sem nada a perder, o treinador sacou o volante Hudson e foi para o ataque com o goleador Ábila. Em menos de dez minutos, o argentino recebeu pela direita, matou no peito e virou para bater de primeira. Golaço e tudo igual, 1 a 1.

Pela primeira vez na partida, o cenário foi mais favorável ao Cruzeiro, que e animou com o empate, foi para cima e ameaçou a meta de Victor em outras ocasiões. Mas Roger Machado foi mais uma vez preciso e acertou em cheio em sua mexida. Com poucos minutos em campo, o equatoriano Cazares fez duas ótimas jogadas. A segunda dela terminou com o passe para Elias, que soltou a bomba e recolocou o Atlético na frente. 2 a 1.

Novamente com o jogo na mão e as duas mãos na taça, o Atlético voltou a ficar em condições confortáveis em campo. Mas o final de jogo ainda reservou muita tensão para os dois lados. Pouco depois de Rafinha receber o segundo amarelo, o volante Adilson matou o contra-ataque celeste e também foi expulso de campo. Mas nada que atrapalhasse a vitória atleticana e a hegemonia do estado. Galo 2 a 1 e campeão mineiro.



ATLÉTICO-MG 2x1 CRUZEIRO

Motivo: jogo de volta, final do Campeonato Mineiro 2017
Data/Hora: 07/05/2017, às 16h
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Assistentes: Pedro Araújo Dias Cota (MG) e Ricardo Júnio de Souza (MG)

GOLS: Robinho, 12'1ºT (1-0); Ramón Ábila, 7'2ºT (1-1); Elias, 24'2ºT (2-1)
Cartões amarelos: Rafael Carioca, Adilson, Elias, Danilo (CAM); Hudson, Rafinha, Henrique, Alisson (CRU)
Cartões vermelhos: Adilson (CAM); Rafinha (CRU)
Público/Renda: 22.342 torcedores, renda de 1.602.000,00 (Recorde de público do novo Independência)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Rafael Carioca, Elias (Danilo - 35'2ºT); Otero (Maicosuel - 18'2ºT), Robinho (Cazares - 23'2ºT) e Fred. Técnico: Roger Machado.

CRUZEIRO: Rafael; Mayke, Léo, Kunty Caicedo e Diogo Barbosa; Hudson (Ramón Ábila - Intervalo), Henrique; De Arrascaeta (Raniel - 37'2ºT), Thiago Neves, Rafinha; Rafael Sóbis (Alisson - 26'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

por LANCE!

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.