O horário brasileiro de verão 2016 começa daqui a um mês, no dia 16 de outubro. Serão quatro meses com os relógios adiantados em uma hora. O fim do horário está marcado para 19 de fevereiro de 2017, quando os relógios devem ser atrasados em uma hora. Esta será a 41ª edição do horário de verão no país. A primeira vez ocorreu no verão de 1931/1932. 

O horário de verão é implantado em dez estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste além do Distrito Federal — São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal.

A adoção do horário de verão permite aproveitar melhor a luminosidade natural, aliviando as condições de operação do sistema elétrico em um dos períodos de maior demanda, entre 18 e 21 horas. O alívio ocorre porque deixam de coincidir, no fim do dia, as demandas máximas de diferentes classes de consumo — com um dia mais longo, a rotina das pessoas é antecipada, e o acionamento de chuveiros e geladeiras, assim como as atividades de comércio e indústria, ocorrem antes do acionamento da iluminação pública. 

No último horário de verão, houve uma redução no consumo de energia de 2,6 mil megawatts (MW), no horário de pico de demanda à noite, entre 18h e 21h. Esse volume representa cerca de 4,5% da demanda total por energia nessas três regiões. A economia foi de R$ 162 milhões.
 
Com Rádio Rural AM 8402

Postar um comentário

Regras de comentário:

PROIBIDO
Comentários ofensivos.
Xingamentos.
Palavrões.
Spam.
Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
Injúrias.

Tecnologia do Blogger.